Sinais de uma dor de cabeça perigosa

Não é nada incomum ver pessoas reclamando de dores de cabeça diariamente, por isso é preciso descobrir o que está instigando essas dores de cabeça, principalmente para saber se esse tipo de dor de cabeça é perigosa, dado que a dor pode estar na pele, músculos, veias, dentes e terminações nervosas da cabeça.

É necessário realizar o diagnóstico para descobrir a causa, pois até mesmo as células cerebrais podem ser indícios de uma dor de cabeça mais séria, logo é preciso de urgência para um tratamento adequado.

Geralmente, pessoas com dor de cabeça, sentem pontadas intensas numa determinada área. Ao sentir a cabeça latejando, o remédio mais usado por elas é o analgésico, mas dependendo do caso, não é a solução.

Não é a solução, pois, dores de cabeça que incluem sintomas de náusea, por exemplo, é indício de um problema mais sério e para descobrir a causa é de extrema importância passar por uma avaliação médica.

Veja a seguir, os tipos de dores de cabeça mais comuns:

Dor de cabeça tensão: Essa dor de cabeça acontece bastante, pois ela é indício de estresse. Caso tenha sentido uma dor difusa, localizada em cima da cabeça, especificamente na testa, pode ser que a sua dor de cabeça seja de tensão. Frequentemente, essa dor é gerada por qualquer motivo que tenha causado estresse, como insônia, noites mal dormidas e até mesmo por uma discussão iniciada no ambiente de trabalho.

Cefaleia em salvas: Não se sabe ainda o motivo exato que sucede essa dor de cabeça, porém é necessário evitar álcool e cigarro, que podem ser os causadores ou podem influenciar no agravamento da dor. A mudança de clima também pode ser um dos responsáveis por essa dor de cabeça, localizada apenas de um lado da cabeça, atingindo também a região dos olhos, que ficam sensíveis à luz, podendo lacrimejar. Geralmente, essa dor de cabeça ocorre em torno de vinte a uma hora, podendo desaparecer e voltar no dia seguinte.

Enxaqueca: Dor localizada na região das têmporas, em um dos dois lados. A maioria das pessoas que possuem enxaqueca tem problemas de vista, logo os olhos ficam sensíveis à luz. O barulho é outro item que incomoda bastante quem sofre de enxaqueca. A enxaqueca pode durar horas ou se estender a dias. Sendo assim, é necessário tratar a enxaqueca com medicamentos prescritos por médicos.

Sinusite: É ocasionada pela inflamação dos seios da face, ou seja, sinusite aguda. A dor é na maça do rosto ou abaixo dos olhos, e é causada pela sinusite do seio maxilar. Já a dor localizada na testa, unilateral ou dos dois lados é causada pela sinusite frontal. Sinusites do seio etmoidal e esfenoidal podem estender a dor para toda a cabeça.

Alimentos podem causar dor de cabeça: Existem alimentos que ajudam a aumentar a dor de cabeça, principalmente em pessoas que possuem excesso de gordura. O açúcar e o café, são dois itens que devem ser evitados por pessoas que sentem muita dor de cabeça. Acontece que ao ingerir o açúcar, a glicemia do sangue sobe e cai em um nível rápido, fazendo com que o organismo busque outra forma de mecanismo para conservar a glicose cerebral. Já o café, possui cafeína que provoca o aumento da dor de cabeça, pois a sua ação é vasodilatadora nos vasos sanguíneos do corpo e vasoconstritora dos vasos sanguíneos do cérebro.

Dores de cabeça perigosas:

• Dores de cabeça ao levantar.
• Dores de cabeça após uma pancada.
• Fortes e rápidas dores de cabeça.

Importante

• A ressaca também influencia na dor de cabeça, dado que o auto consumo de álcool, gera a desidratação, pois, cai o nível de açúcar do corpo, ocorrendo também a dilatação das veias da cabeça. Logo, é necessário beber muita água, porém a dor de cabeça pode durar por muitas horas.
• Já foi constatado que pessoas que ingerem muitos remédios para dor de cabeça acabam sendo reféns de uma dor de cabeça frequente, pois, o cérebro se torna refém de remédios como aspirina, ibuprofeno e paracetamol. É necessário buscar um tratamento adequado, antes que o uso desses remédios se tornem em vício.
• Existe a enxaqueca abdominal, geralmente passada de pais que sofrem de dor de cabeça para os filhos. Porém, a criança sente a dor no estômago no lugar da cabeça. Essa dor vem acompanhada de vômitos, incluindo a falta de apetite, podendo durar por muitas horas, estendendo-se a dias.
• Aromas, como de perfumes, podem causar fortes dores de cabeça, principalmente quando o aroma é muito forte. A dor é causada, pois o aroma desencadeia as células nervosas do nariz.

Atenção:

• Preste sempre atenção nas dores de cabeça que surgem do nada, principalmente quando ela vem muito forte. Pois, não cuidando dessas dores de cabeça repentinas poderá ocorrer a ruptura ou distensão de um aneurisma cerebral, ou seja, a dilatação de alguma artéria.
• Preste sempre atenção, se a dor de cabeça vem acompanhada de dores musculares, modificação na sensibilidade, principalmente se ocorrer confusão mental. Veja se há alteração na visão e dificuldade para falar ou andar, pois a dor de cabeça poderá estar associada a sintomas neurológicos, logo, precisará de socorro médico.
• Atenção para as dores conduzidas por dores no corpo, que ocasionam febre, náusea, manchas e até mesmo calafrios. Pois, poderá ser casos graves, como meningite e sinusite.
• Atenção para pessoas idosas, gestantes e crianças que sofrem de dor de cabeça. Esses casos são especiais, pois há uma certa fragilidade, uma vez que por trás da dor de cabeça pode haver problemas mais sérios.
• Atenção para as dores de cabeça que ocorrem diariamente, pois não é normal sentir dor de cabeça todos os dias. Essas dores podem estar associadas a problemas graves no crânio, por exemplo, tumores e trombose venenosa.

Dor no olho agulhada

Muitas pessoas sentem dor nos olhos, e essa dor poderá vir acompanhada de agulhada. Posto isto, existem muitas causas de dor e pontadas nos olhos, logo, é necessário descobrir a causa para evitar que prejudique gravemente a visão.

O correto a se fazer diante essa situação é buscar o auxílio de um médico oftalmologista, dado que somente um especialista poderá diagnosticar o problema para iniciar o tratamento adequado.

Veja a seguir, os dois grupos que dividem as causas de dor nos olhos:

• Dor ocular
• Dor orbital

Dor nos olhos está relacionado às estruturas exteriores da superfície do olho, portanto, é importante que os olhos descansem, especialmente em casos de dor para que seja aliviada.

Por exemplo, pessoas que usam lentes de contato, devem ficar um tempo sem usar e só voltar a usar quando sentirem que a dor no olho melhorou de alguma maneira, pois, toda dor é um aviso de que algo está errado.

Veja a seguir, as possíveis causas de dor no olho:

Conjuntivite: É um problema ocular comum, conhecida principalmente como conjuntivite viral, que afeta a conjuntiva deixando-a inflamada e com cor rosada. A dor no olho geralmente não é forte e os sintomas são:

• Coceira
• Vermelhidão
• Drenagem

Já a conjuntivite alérgica pode estar relacionada a química, bacteriana, viral ou inflamação da conjuntiva, que é a membrana que reveste a pálpebra que cobre o globo ocular.

Abrasões da córnea e úlceras de córnea: Córnea é a superfície transparente do olho, sujeita a abrasões que se sucede de arranhões na superfície da córnea ou do uso exagerado de lentes de contato.

Já ulcerações podem ser acarretas de infecções ou abrasões. Origina-se então uma leve sensação de que algo está no olho, como corpos estranhos encontrados na córnea ou na conjuntiva

Queimaduras químicas e queimaduras por raios solares: a exposição excessiva dos olhos ao ácido ou substâncias alcalinas, podem provocar queimaduras químicas. Já intensas fontes de luz podem ocasionar queimaduras em Flash, logo, é importante proteger os olhos corretamente dessas fontes de luz.

Blefarite: Ocorre quando as glândulas de óleo obstruídos nas bordas das pálpebras inflamam a pálpebra.

O terçol ou calázio: Uma glândula sebácea bloqueada ocasiona dentro da pálpebra um caroço que dá para ver ou sentir, provocando uma dolorosa irritação no local, principalmente em crianças e adultos.

Dor orbital: surge como uma dor profunda e opaca no olho, normalmente, ocasionada por doenças de olho.

Glaucoma: Ocasionada por aumento na pressão intra-ocular ou por pressão interna no olho, que provoca problemas de visão, podendo levar a cegueira caso o tratamento correto não seja feito.

Irite: Dor profunda nos olhos, provocada pela inflamação da íris ou na parte colorida do olho.

Neurite óptica: Inflamação do nervo óptico, que liga-se ao fundo do olho. Os sintomas comuns são: pressão por trás do olho, alteração da visão e dor ocular. Entenda que esclerose múltipla, infecções virais ou infecções bacterianas, podem ser os responsáveis por essa inflamação.

Sinusite: É a infecção bacteriana ou viral dos seios.

Enxaqueca: Dor de cabeça capaz de provocar dor no olho orbital.

Dores de cabeça ao levantar

Não é nada incomum ver pessoas reclamando de dores de cabeça diariamente, por isso é preciso descobrir o que está instigando essas dores de cabeça, principalmente ao sentir dor de cabeça ao levantar, pois a dor pode estar na pele, músculos, veias, dentes e terminações nervosas da cabeça.

É necessário realizar o diagnóstico para descobrir a causa, pois até mesmo as células cerebrais podem ser indícios de uma dor de cabeça mais séria, logo, é preciso de urgência para um tratamento adequado.

Geralmente, pessoas com dor de cabeça, sentem pontadas intensas numa determinada área. Quando a cabeça está latejando, o remédio mais indicado é o analgésico, mas dependendo do caso, não é a solução.

Não é a solução, pois, dores de cabeça que incluem sintomas de náusea, por exemplo, é indício de um problema mais sério e para descobrir a causa é de extrema importância passar por uma avaliação médica.

Veja a seguir, os tipos de dores de cabeça mais comuns:

Dor de cabeça tensão: Essa dor de cabeça acontece bastante, pois é o indício de estresse. Caso tenha sentido uma dor difusa, localizada em cima da cabeça, especificamente na testa, pode ser que a sua dor de cabeça seja de tensão. Frequentemente, essa dor é gerada por qualquer motivo que tenha causado estresse, como insônia, noites mal dormidas e até mesmo por uma discussão iniciada no ambiente de trabalho.

Cefaleia em salvas: Não se sabe ainda o motivo exato que sucede essa dor de cabeça, porém é necessário evitar álcool e cigarro, que podem ser os causadores ou podem influenciar no agravamento da dor. A mudança de clima também pode ser um dos responsáveis por essa dor de cabeça, localizada apenas de um lado da cabeça, atingindo também a região dos olhos, que ficam sensíveis à luz, podendo lacrimejar. Geralmente, essa dor de cabeça ocorre em torno de uma hora, podendo desaparecer ou voltar no dia seguinte.

Enxaqueca: Dor localizada na região das têmporas, podendo ser um dos dois lados. A maioria das pessoas que possuem enxaqueca tem problema de vista, logo os olhos ficam sensíveis à luz. O barulho é outro item que incomoda bastante quem sofre de enxaqueca. A enxaqueca pode durar horas, podendo se estender a dias. Sendo assim, é necessário tratar a enxaqueca com medicamentos prescritos por médicos.

Sinusite: É ocasionada pela inflamação dos seios da face, ou seja, sinusite aguda. Dor na maça do rosto ou abaixo dos olhos é causada pela sinusite do seio maxilar. Já a dor localizada na testa, unilateral ou dos dois lados é causada pela sinusite frontal. Sinusites do seio etmoidal e esfenoidal podem estender a dor para toda a cabeça.

Alimentos: Existem alimentos que ajudam a aumentar a dor de cabeça, principalmente em pessoas que possuem gordura em excesso. O açúcar e o café, são dois itens que devem ser evitados por pessoas que sentem muita dor de cabeça. Acontece que ao ingerir o açúcar, a glicemia do sangue sobe e cai em um nível rápido, fazendo com que o organismo busque outra forma de mecanismo para conservar a glicose cerebral. Já o café, possui cafeína que provoca o aumento da dor de cabeça, pois sua ação é vasodilatadora nos vasos sanguíneos do corpo e vasoconstritora dos vasos sanguíneos do cérebro.

IMPORTANTE

• A ressaca também influência na dor de cabeça, pois o auto consumo de álcool, gera a desidratação, logo cai o nível de açúcar do corpo, ocorrendo também a dilatação das veias da cabeça. Portanto, é necessário beber muita água, no entanto, a dor de cabeça poderá durar por muitas horas.
• Já foi constatado que pessoas que ingerem muitos remédios para dor de cabeça acabam sendo reféns de uma dor de cabeça frequente, pois o cérebro se torna refém de remédios como aspirina, ibuprofeno e paracetamol. É necessário buscar um tratamento adequado, antes que o uso desses remédios se tornem em vício.
• Existe a enxaqueca abdominal, geralmente passada de pais que sofrem de dor de cabeça para os filhos. Porém, a criança sente a dor no estômago no lugar da cabeça. Essa dor vem acompanhada de vômitos, incluindo a falta de apetite, podendo durar por muitas horas, estendendo-se a dias.
• Aromas, como de perfumes, podem causar fortes dores de cabeça, principalmente quando o aroma é muito forte. A dor é causada, pois o aroma desencadeia as células nervosas do nariz.

ATENÇÃO

• Preste sempre atenção nas dores de cabeça que surgem do nada, principalmente quando ela vem muito forte. Pois, a falta de cuidado em relação a essas dores de cabeça repentinas, poderá acarretar a ruptura ou distensão de um aneurisma cerebral, ou seja, a dilatação de alguma artéria.
• Preste sempre atenção, se a dor de cabeça vem acompanhada de dores musculares, modificação na sensibilidade, principalmente se ocorrer confusão mental. Veja se há alteração na visão e dificuldade para falar ou andar, pois a dor de cabeça poderá estar associada a sintomas neurológicos, logo, precisará de socorro médico.
• Atenção para as dores conduzidas por dores no corpo, que ocasionam febre, náusea, manchas e até mesmo calafrios. Pois, poderá ser casos graves, como meningite e sinusite.
• Atenção para pessoas idosas, gestantes e crianças que sofrem de dor de cabeça. Esses casos são especiais, pois há uma certa fragilidade, dado que por trás da dor de cabeça pode ter problemas mais sérios.
• Atenção para as dores de cabeça que ocorrem diariamente, pois não é normal sentir dor de cabeça todos os dias. Essas dores podem estar associadas a problemas graves no crânio, por exemplo, tumores e trombose venenosa.

Dor no olho pode ser dengue

A dengue e a gripe, possuem sintomas parecidos, porém é possível saber diferenciar uma da outra. Compreenda que a dengue causa uma doença febril aguda, transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti.

Esse mosquito vive, principalmente nas áreas tropicais e subtropicais, podendo transmitir duas formas de dengue, que é a clássica e a hemorrágica, sendo que a última é a mais severa e fácil de distinguir, pois além de possuir os mesmos sintomas da dengue clássica, envolve também sangramento, septicemia, podendo tornar a evolução da doença fatal.

Já a dengue clássica, raramente mata, os sintomas mais sentidos pelo doente são febre, dor de cabeça, dor no corpo, dor nas articulações e por trás dos olhos. Veja a seguir, outros sintomas da dengue clássica:

• Perda do paladar e apetite
• Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores
• Náuseas e vômitos
• Tonturas
• Extremo cansaço

A recuperação da dengue clássica costuma ser total, porém os seu sintomas duram em torno de três a oito dias, podendo obter a melhora em uma semana, no entanto, o cansaço e a falta de apetite podem se estender por até quinze dias.

Dor nos olhos, pode ser dengue?

A seguir, falaremos se dor nos olhos pode ser dengue e como diferenciar o sintoma da dengue para o sintoma da febre. Descubra também alguns sintomas que são somente da gripe e outros sintomas que são somente da dengue. Mas, atente-se, quando não tiver certeza se é gripe ou dengue, nunca ingira medicamentos que possuam ácido acetilsalicílico.

Dor nos olhos: A gripe pode vir acompanhada da dor nos olhos, especialmente quando já se tem conjuntivite relacionado. Porém, para diferenciar se a dor nos olhos é gripe ou dengue, basta notar se os olhos doem quando são movimentados, principalmente no fundo dos olhos, pois se doer, provavelmente é dengue e não febre.

Cansaço e dor muscular: A gripe também ocasiona o cansaço e a dor muscular, no entanto, esses sintomas na dengue são superabundante. O cansaço é fora do normal e os músculos doem o dobro do que doem numa gripe, por exemplo, na dengue o movimento dos músculos são deveras difíceis.

Manchas vermelhas pelo corpo: Esse sintoma pertence unicamente a dengue, dado que a gripe não ocasiona manchas vermelhas pelo corpo. Porém, a dica são os testes laboratoriais para identificar a doença, esses testes são rápidos e ficam prontos em algumas horas.

Nariz entupido, espirros, dor na garganta, catarro e tosse: Esses sintomas pertencem a gripe, dado que a dengue não ocasiona catarro, nariz entupido, espirros e tosse. A dengue acarreta febre e dor pelo corpo, logo, se esses dois sintomas vierem acompanhados dos outros sintomas citados, trata-se de uma gripe e não uma dengue.

Chorar pode dar dor de cabeça

Não é incomum pessoas sentirem dor de cabeça, após chorarem bastante. Geralmente o choro é acarretado por algum estresse ou tristeza. Sendo assim, compreenda que quando choramos, o cérebro envia aos canais lacrimais a formação de lágrimas, logo, é liberado hormônios do estresse no corpo, ocasionando tensão ou dor de cabeça.

Além disso, os hormônios liberados podem causar mudanças na serotonina e endorfinas, provocando não só dor de cabeça, mas também tensão nas mandíbulas e em outros músculos. O pior tipo de dor de cabeça que pode ser ocasionada pelo choro é a enxaqueca, pois os sintomas são mais graves, como náuseas, tonturas e distúrbios visuais.

Sintomas da dor de cabeça após chorar:

• Dor maçante
• Pressão na testa e ao redor da cabeça
• Sensibilidade no couro cabeludo
• Tensão no couro cabeludo, pescoço e ombros
• Impressão de dor no estômago

Os sintomas da dor de cabeça ocasionadas por choro, só surgirá após estresse, depressão ou em situações negativas, pois o choro ocasionado por alguma situação de alegria, não propicia tensão muscular, nem mesmo instiga os hormônios liberados por emoções negativas.

Dicas para prevenir a dor de cabeça após o choro

• Respire fundo
• Espreguice
• Estique o pescoço e os ombros
• Beba bastante água, após o choro

Entenda que chorar, por mais que cause dor de cabeça, é uma forma também de amenizar o estresse. Porém, se perceber que as dores de cabeça são constante por conta do choro excessivo, é imprescindível procurar ajuda médica, pois os sintomas podem ser de depressão ou transtorno de ansiedade.

Por que choramos?

Choramos por motivos emocionais, que podem ser positivo ou negativo. Choramos por alegria ou dor, vitória ou derrota, heroísmo ou fraqueza. Tudo dependerá do momento e dos motivos que acarretaram o choro.

Sabendo-se disso, lágrimas são gotas produzidas pela glândula lacrimal, concebidas por uma película de gordura, profunda, que contém água, localizada sobre um filete de muco. As lágrimas são lubrificantes ou basais, que auxiliam para umedecer, nutrir e limpar a córnea, sendo produzidas por mais ou menos um ou dois microlitros por minuto.

Porém, a função das lágrimas lubrificantes é proteger, por exemplo, dos reflexos ou ciscos. Já as lágrimas emocionais não possuem benefício para as córneas ou superfície ocular, a não ser para expressar os sentimentos.

Compreenda que as lágrimas lubrificantes, cumprem a função fisiológica de proteger os olhos, logo, agem no intuito de proteger que o globo ocular resseque, ajudando também na retirada de impurezas.

DICA FREE:

• Sempre que a dor de cabeça persistir, tome um analgésico com água
• Lembre-se que se a dor de cabeça é ocorrida com frequência, será necessário buscar um especialista que irá prescrever medicamentos especiais para finalizar o choro frequente e a solucionar os motivos emocionais que levam ao choro.