Sinusite ocasiona tontura

A sinusite é ocasionada pela inflamação dos seios da face, ou seja, sinusite aguda. A dor é na maça do rosto ou abaixo dos olhos, e é causada pela sinusite do seio maxilar. Já a dor localizada na testa, unilateral ou dos dois lados é causada pela sinusite frontal. Sinusites do seio etmoidal e esfenoidal podem estender a dor para toda a cabeça.

Desta maneira, a sinusite pode sim causar tontura, entre outros sintomas, como dor de cabeça e corrimento nasal. Geralmente, a sinusite é tratada por medicamentos e inalação de vapores para desentupir as fossas nasais.

Veja os principais sintomas de uma sinusite:

• A dor de cabeça é o sintoma mais comum
• Inchaço das pálpebras e ao redor dos olhos
• Dor de ouvido
• Dor no pescoço
• Secreção nasal expressa
• Febre (sinusite aguda)
• Mau hálito
• Mau cheiro no nariz
• Dor de garganta
• Tosse

Causas da sinusite

Muitas coisas podem ocasionar uma sinusite, por exemplo, gripes, resfriados e o desvio do septo nasal, incluindo também alergias, polidos nasais e poluição excessiva.

Até mesmo uma infecção viral ou bacteriana, pode originar uma sinusite. Além disso, debilidades no sistema imunológico, alterações climáticas e a umidade, podem desenvolver a sinusite.

Entenda a diferença entre sinusite aguda e sinusite crônica

• Os sintomas da sinusite aguda duram em torno de dez a quinze dias, já a sinusite crônica poderá durar meses.
• A sinusite aguda é mais comum que a crônica, geralmente, provocada por um vírus.
• O diagnóstico da sinusite crônica é mais difícil de diagnosticar, porém, é mais comum em pessoas que possuem um sistema imunológico fraco, asma ou alergia a polens e poeiras
• O diagnóstico da sinusite é feito com um otorrinolaringologista. Os procedimentos mais usados são a endoscopia nasal, raio-x, ressonância magnética ou tomografia computorizada.

Tratamento

As substâncias usadas para o tratamento da sinusite são:

• Amoxicilina
• Sinutab
• Clavulanato de potássio

Tratamentos caseiros também são bem-vindos, por exemplo, inalação de vapores de eucalipto para desobstruir as fossas nasais e manter o nariz limpo.

No entanto, somente um médico especializado nessa área poderá receitar o tratamento adequado, portanto, não deixe de consultar um médico em casos de suspeita de sinusite.

Café pode causar diarreia e tonturas

O café tem poder de estimulante, sendo assim, é capaz de nos deixar ligados, não é à toa que vemos muitas pessoas tomando café para manter-se acordado quando desejam realizar algo importante, por exemplo, um trabalho para entregar na manhã seguinte.

Gut, é um jornal que aborda assuntos relacionados a gastrenterologia, e foi no ano de 1990, que o mesmo realizou uma pesquisa sobre o café, por conseguinte, foi constatado que o café provoca mudanças gastrointestinal em algumas pessoas após o seu consumo, provocando diarreia e até mesmo tontura.

No entanto, essa pesquisa não soube dizer os motivos desse fenômeno, mas acredita-se que o café consegue atingir o tecido epitelial, responsável pelo revestimento do estômago e também do intestino delgado.

O café instiga a liberação da gastrina, hormônio produzido no interior do estômago, incumbido de promover o aumento da atividade motora do cólon, ou seja, a porção maior do intestino grosso.

Posto isto, a área do cólon está próxima ao reto, logo, isso explica os efeitos laxantes do café. A cafeína é considerada a principal responsável pelo aumento das contrações do cólon, porém, a pesquisa afirma que até mesmo os cafés descafeinados podem instigar a necessidade de evacuar. Sendo assim, pode ser que outra substância do café ocasione o efeito laxante.

Existem muitos alimentos que provocam diarreia e tonturas, principalmente em pessoas que possuem excesso de gordura. O café e o açúcar, são dois itens que não devem ser consumidos em excesso, pois podem provocar efeitos negativos no organismo.

Acontece que ao ingerir o açúcar, a glicemia do sangue sobe e cai em um nível rápido, fazendo com que o organismo busque outra forma de mecanismo para conservar a glicose cerebral. Já o café, possui cafeína que pode provocar tanto dor de cabeça como tontura, pois a sua ação é vasodilatadora nos vasos sanguíneos do corpo e vasoconstritora dos vasos sanguíneos do cérebro. Tenha em mente que a maioria dos casos de tontura está ligada a alguma disfunção do organismo.

É essencial consumir com moderação o café, porém, veja a seguir, outros alimentos que não devem ser consumidos em excesso, principalmente para evitar diarreias:

• Frituras em geral
• Embutidos
• Álcool
• Itens muito temperados
• Saladas mal lavadas
• Carnes cruas
• Frutos do mar
• Vegetais não cozidos
• Frutas com casca.

Tontura, enjoo e vômito

Muitas coisas passam pela cabeça quando sintomas como tontura, enjoo e vômito ocorrem. Mas nem sempre é fácil descobrir a causa desses sintomas nada agradáveis. Geralmente, esses sintomas estão associados a:

• Gestação
• Labirintite
• Virose ou intoxicação alimentar

É importante entender que esses sintomas são sinais de que algo não está indo bem no organismo, por exemplo, quem sofre de labirintite tem mais tendência a ter enjoos.

Sabendo-se disso, tontura, enjoo e vômito, podem referir a problemas sérios de estômago e intestino, incluindo o sistema neurológico. Logo, percebe-se a necessidade de procurar um médico e não simplesmente de achar que é apenas um mal-estar.

A tontura dá sensação de fraqueza, parece que tudo está girando, muitas vezes causa queda, diante a perda de sentidos e equilíbrio. Veja a seguir, o que pode causar tontura:

• A pressão arterial pode estar alta ou baixa
• Anemia
• Desidratação
• Problemas cerebrais

O enjoo e o vômito, ocorrem quando a pessoa expeli conteúdo do estomago pela boca. Veja a seguir, possíveis causas para enjoo e vômito:

• Doenças gastrointestinal, como intoxicação alimentar
• Gripe

Curiosidade:

• Para tratar tonturas é indicado substância que contenha dimenidrinato (anti-histamínico com influência de anticolinérgica central), pois ajuda a regulamentar o sistema incumbido de equilibrar o vômito.

Veja a seguir, situações diversas que podem ocasionar tontura, enjoo e vômito:

• Gravidez: é no primeiro trimestre da gravidez que ocorre os primeiros enjoos e vômitos da mulher, principalmente por influência das alterações hormonais.
• Labirintite: Essa doença provoca tontura, enjoo e vômito, pois é uma inflamação e infecção da orelha interna, que provoca o desequilíbrio.
• Medicamentos: Alguns medicamentos podem ocasionar tontura, enjoo e vômito, tanto pela formula ou por levantar rapidamente, após ter tomado o remédio.
• Insuficiência cardíaca é outro causador de tonturas e perda do equilíbrio. Assim, como a anemia e problemas de circulação, que também provocam fraqueza e tontura.
• O consumo anormal de bebidas alcoólicas, assim como doses excessivas de cafeínas (refrigerantes, café, chocolate), podem ocasionar tontura, enjoo e vômito.
• A pressão arterial pode ficar baixa e causar fobia em temperaturas, como da praia, chuveiro e sauna. Além disso, existe o agorafobia, que são pessoas que possuem medo de lugares com muitas pessoas, podendo ter tontura, enjoo e vômito.
• Diabéticos que possuem muito ou pouco açúcar no sangue, estão propensos a sentir esses sintomas.
• Inalar monóxido de carbono, causam esses sintomas. Da mesma forma acontece a pessoas que não fumam e resolvem fumar, duas tragadas é o suficiente para que ocorra tontura, enjoo e vômito.

Veja a seguir, dicas que ajudam a melhorar tonturas, enjoos e vômitos:

• Respire fundo, pois ajudará o cérebro a receber o oxigênio essencial que reduzirá a tontura.
• Beba bastante água, pois o vômito poderá o deixar desidratado.
• Coma algo rico em carboidrato ou açúcar, pois a tontura pode ser causada pela taxa baixa de açúcar no sangue.
• Gengibre é uma ótima opção, pois diminui a tontura, ajudando o fluxo sanguíneo para o cérebro e outras partes do corpo.
• Limão, a sua vitamina C ajuda o sistema imunológico, combatendo as tonturas
• Amla, conhecida também como groselha indiana, é rico em vitamina A e C, que ajuda a imunidade, a circulação sanguínea e evita tonturas.
• Mel ajuda a evitar tonturas e a baixar o açúcar do sangue.
• Erva ginkgo biloba e erva matricária, evitam tonturas vômitos, pois melhoram o fluxo sanguíneo para o cérebro.
• Faça uma dieta saudável, que seja rico em ferro, em vitaminas C e ricos em ácidos fólico, pois ajudam a manter a saúde do corpo, logo evitará tonturas e vômitos.

Veja a seguir, dicas que ajudam após sentir tonturas, enjoos e vômitos:

• Sente ou deite em algum lugar assim que sentir esses sintomas.
• Concentre em algum objeto assim que sentir tontura, isso ajudará a manter o equilíbrio.
• Descanse o corpo e a mente sempre que sentir esses sintomas, dê uma pausa na rotina e foque na saúde.
• Não levante de repente quando sentir esses sintomas, pois piorará.
• Não dirija caso sinta esses sintomas
• Não ingira cafeína, álcool e tabaco, pois deixará a situação pior.

Cachorro com tontura

Cachorro com tontura

As tonturas frequentes em cães podem causar desconforto para os bichinhos em diversos aspectos, é possível que eles não se sintam confortáveis para realizar atividades corriqueiras como brincar, passear ou ficar por muito tempo parado e sobre as quatro patas. Isso pode ser um “problemão”.

O que você deve saber inicialmente é que todos os casos de tontura devem ser considerados um alarmante e sem dúvidas seu cachorro deve ser levado a um médico veterinário. Antes disso, vamos entender o que pode causar tal problema.

Anatomia

Há três pontos que quando afetados tendem a trazer tonturas, esses são o ouvido médio, o interno e o cerebelo. O médio e interno tem o poder de mandar um fluído que ajuda o cérebro a fazer o reconhecimento de equilíbrio no corpo. Já o cerebelo tem o poder de controlar a orientação espacial.

Qualquer tipo de infecção ou problemas nessa área são capazes de afetar o cérebro e fazê-lo entender que há falta de equilíbrio no corpo, fazendo com que  o corpo se torne lento e mole, acabando por deixar o cão tonto.

Cães com tontura (Foto: Reprodução)

Condições

A hipoglicemia também é um fator que acaba por deixar os cães tontos. Esse é o tipo de doença que ele carregará pelo resto da vida e necessitará de uma dieta especial. Há possibilidade de picadas de alguns insetos como abelhas desencadeadoras do problema e agravar a situação.

Infecções

Quando há infecção em qualquer um dos ouvidos ou no cerebelo, possivelmente haverá o desequilíbrio que trará não só tonturas, mas alguns desmaios. Os tratamentos para esses casos devem ser feitos juntos a um profissional e seu cão dependerá de antibióticos.

Doenças

A tontura pode também ser parte de um efeito colateral causado por algumas doenças. A doença vestibular é um problema que afeta os sentidos do seu animal. Doenças relacionadas ao coração também são causadoras de tontura. Além disso, alguns tipos de câncer desencadeiam o sintoma.

O que fazer?

Durante os acontecimentos é bem possível que o seu cão haja de maneira que não consiga caminhar ou sustentar o próprio corpo. Ao prestar atenção nesses eventos, você precisará levá-lo o quanto antes a um veterinário de sua confiança. O cubra com um cobertor e o deixe quentinho.

Não insista para comer absolutamente nada, pois sacudindo pode ser que chegue ao vômito. Somente um profissional tem a capacidade de lhe indicar tratamento adequado e como agir.

Tonturas na gravidez, quando começa?

Quando começa?

No começo da gravidez, lá pelo primeiro mês, você sentirá alguns sintomas. Dentre esses está a tontura, isso ocorre por volta da terceira semana de gestação. Juntamente com ela é possível sentir náusea, dores de cabeça e até  vomitar. Isso ocorre porque o fluxo de sangue em sua corrente aumentou.

Quando isso ocorre, o organismo reage de uma maneira não muito boa. Até que você se acostume com a nova quantidade de sangue correndo por suas veias, terá tonturas, dores e sentirá náusea. No segundo mês de gestação, não haverá nem sequer vestígios desse mesmo sintoma para contar história.

Contudo, no segundo trimestre é possível que volte a sentir tonturas. Isso porque o útero começará a se alargar e o mesmo terá de se adaptar ao novo volume. O pressionamento dos vasos sanguíneos poderão ser um dos motivadores para tonturas e vertigens.

Motivos da tontura

Há vários motivos para as tonturas na gravidez. Tudo dependerá exclusivamente do organismo da gestante em questão. Algumas sentem as tonturas logo no começo da gravidez, outras passam a gestação inteira sem sofrer com o problema. Há também aquelas que a sentem em vários períodos.

Tonturas na Gravidez (Foto: Divulgação)

Ficar muito tempo sem comer, abaixa a glicemia em seu sangue, o que pode trazer a tontura. É importante lembrar que estará se alimentando por dois corpos, por isso, suas energias serão esvaídas com muita rapidez. Estar em lugares abafados e que apresentam uma temperatura elevada, também causam o problema.

E por fim, se levantar com muita rapidez sente-se a tontura. Por isso, tome cuidado ao se levantar, principalmente no período da manhã, onde o corpo passou muito tempo sem movimentos bruscos. Lembre-se que o sangue precisa chegar lentamente ao cérebro para dar a coordenada de se levantar.

Tome cuidados e procure evitar cheiros fortes. Nos primeiros meses, esse problema com tonturas pode ser mais evidente, contudo na maioria dos casos ele se esvai logo no segundo mês de gestação. Siga as orientações do seu médico e se alimente corretamente todos os dias.