DicasFree.com » Animais » Cachorro fica deprimido

Cachorro fica deprimido

Seu bichinho de estimação anda deprimido? Entenda porquê isso acontece e como resolver aqui no Dicas Free e recebendo ótimas dicas!

     

Até mesmo os cachorros não estão livres de se sentirem deprimidos. A tristeza é algo que afeta a todos, inclusive eles, que sempre parecem os mais alegres da casa. Há uma sucessão de motivos pelos quais se sentem tristes, é importante que o dono fique atento para diagnosticar o problema com antecedência.

Como já sabemos, costumam ter “crises” de tristeza quando estão doentes. Dores e mal estar são os principais motivos que os levam ao desconforto e consequentemente a tristeza. Mas por outro lado, é importante saber que existe a depressão canina, ela é um quadro clínico que requer cuidados.

Geralmente, os períodos depressivos ou até o alojamento da doença no seu cão pode ser resultado de algumas mudanças ocorridas na vida do pequeno, bem como:

  • Rotina mudada repentinamente
  • Mudanças de local
  • Morte de entes queridos
  • Perda da liberdade
  • Período da doença

O comportamento é modificado aos poucos, no começo do desenvolvimento da doença, é possível que ele ainda esteja brincando e passando bons momentos ao seu lado, com o tempo, começará a se sentir triste e isso afetará até mesmo a alimentação  e hidratação diária.

Cachorro triste (Foto: Reprodução)

Não é possível indicar especificamente quais são os sintomas que indicam que seu cachorro está depressivo, isso porque cada um possui particularidades. Contudo, conhecendo seu animal fica muito mais fácil diagnosticar, quando perceber o problema, leve-o imediatamente ao veterinário.

Um profissional especializado na saúde canina é quem poderá denotar as principais caraterísticas presentes no comportamento que indicam a depressão. Também é importante que mantenha o tratamento que lhe for indicado e o cubra de carinho e dedicação.

Nos primeiros dias pode estar ainda mais carente e desejando sua companhia, portanto, procure abstê-lo em suas necessidades e sempre influencia-lo a brincar, correr, se alimentar e se hidratar (a base de água). Alguns tratamentos incluem medicação. Mantenha-se informado através do seu veterinário.

Texto do mesmo assunto:

  • Use nossa busca. É simples! Quem sabe temos o que você procura?

Quer comentar ?