DicasFree.com » Fruta » Frutas que não combinam

Frutas que não combinam

Entenda como funciona a combinação das frutas e saiba como elas podem ser benéficas aos seres humanos. Clique aqui!

     

Nascemos ouvindo nossos pais e avós dizerem que as frutas precisam sempre combinar uma com a outra, mas não é bem assim. Já se sabe que em determinadas ocasiões, as frutas não combinam devido os seus sabores amargos ou doces, mas unidas podem ser nutritivas.

Todo alimento pode ser misturado, até porque é em sua mistura que há o enriquecimento de nutrientes necessários ao organismo. Contudo, toda regra há uma ressalva, com as frutas não é diferente, acompanhe no decorrer desta matéria.

Combinações 

Mamão e banana

Ainda que ricas em fibras e auxiliadoras no controle intestinal, o mamão e a banana não são uma boa dupla. Uma vez que a banana, em termos de massa, se consumida em demasia pesa no intestino. Orienta-se o consumo em intervalos consideráveis.

Frutas secas e doces

Frutas que também não pegam bem juntas são as chamadas frutas secas, representadas pela ameixa, damasco, figo e tâmara em conjunto com as frutas doces, como o açaí, jaca, jatobá e manga.

Frutas. (Foto: Reprodução)

Frutas ácidas e semi-ácidas

As consideradas frutas ácidas como acerola, amora, laranja e limão não combinam com as semi ácidas como fruta-do-conde, jenipapo, kiwi e maracujá, justamente devido seus sabores.

Há uma infinidade de frutas que não se correlacionam por haver diversos fatores determinantes. Esclarecendo que as frutas inseridas neste artigo, não devem ser consumidas ao mesmo tempo. De um consumo para outro deve haver um intervalo.

Frutas como abacate também não combinam quando a ingestão é feita simultaneamente com melão ou melancia. Isso ocorre simplesmente por se tratar de uma fruta oleagenosa, enquanto as outras são compostas quase em totalidade por água.

A verdade é que as frutas são fontes inesgotáveis água, sais minerais e alguns nutrientes vitais para a saúde do homem, mas também devem ser consumidas com moderação. Ao invés de se preocupar especialmente com a combinação entre elas, opte apenas por não comê-las ao mesmo tempo, evitando assim distúrbios intestinais.

Faça um intervalo de três a quatro horas entre uma refeição e outra, ministrando sempre a atividade física no seu cotidiano. No final das contas, você terá qualidade de vida!

Posts relacionados

  • Conheça os alimentos ricos em magnésio
  • Sinais do Hipo e Hipertiroidismo
  • Alimentos mais contaminados por agrotóxico
  • Como fazer batata doce no micro-ondas
  • Água alcalina faz mal para a saúde
  • Quantos dias podemos ficar sem comer
  • Comportamento de uma pessoa bipolar
  • Obesidade na infância e na adolescência
  • Sintomas das primeiras semanas de gravidez
  • Tontura, enjoo e vômito
  • Dieta do feijão para emagrecer
  • Como ter um alimentação saudável para emagrecer
  • Simples Passos para Aumentar a Autoestima Feminina ou Masculina [GARANTIDO]
  • Formas de economizar água e energia elétrica
  • Sinais e sintomas de menstruação
  • O que causa pedra na vesícula
  • Atraso menstruação anticoncepcional
  • Preço médio para colocar uma piscina em casa
  • Como regular a temperatura do corpo durante a menopausa
  • Gravidez com corrimento?
  • Quem pode trabalhar com pilates?
  • Exercícios que acabam com a celulite
  • Pilates faz mal pra coluna?
  • Como diminuir a barriga
  • Dieta vegetariana
  • Receitas saudáveis e coloridas para incentivar crianças a comer
  • Hábitos que engordam
  • Como economizar detergente?
  • Como deixar a casa mais arejada
  • Dormir com travesseiro alto da dor de cabeça

  • Quer comentar ?