Consequências de votar errado

A cada 4 anos, você tem uma escolha na ponta dos dedos. Escolher o representante de sua comunidade ou até mesmo da nação não é apenas esperar o dia da eleição e digitar o número de um partido qualquer.

Primeiramente, é preciso refletir muito e puxar a “ficha técnica” da vida política de seu candidato. Antes mesmo de votar, conheça-o e fique a par de suas propostas. Saiba o que eles fizeram pelo país no passado e veja se vale a pena elegê-los.

Procure saber o que fazem na vida pública desde que entraram na política. Há políticos que possuem um passado que os condenam, caso descubra algo ilícito, não ignore. Saiba que apoiando tais tipos, os problemas baterão a porta com notícias de corrupção e outras ilegalidades cometidas.

Voto errado. (Foto: Reprodução)

Lembrando também que o voto é seu. Pode fazer dele o que bem entender, mas a irresponsabilidade de seu uso poderá lhe render muitas dores de cabeça como a disseminação da corrupção e os casos de ilegalidades diversas que acabam sobrando para o bolso do eleitor.

Infelizmente o eleitorado tem sua parcela de culpa, apesar de ser vítima. Muitos são os casos em que o mesmo está confuso e não sabe em quem votar por falta de confiança, e por fim, desperdiça sua chance de mudar o país.

Votar com responsabilidade é dever de todo cidadão, pois, desta maneira é que os direitos poderão ser reivindicados e com razão. Saiba quem estará colocando no poder para lhe representar, a consequência de um voto errado gera problemas por quatro anos. Pense nisso.