Efeitos negativos da globalização no meio ambiente

Efeitos negativos da globalização no meio ambiente

A globalização é um avanço para muitos países, embora agrave a situação de outros pontos do mesmo. Os menos favorecidos são os que mais têm seu meio ambiente afetado, além do aumento de distância entre países ricos. O que acontece é o recebimento de multinacionais que geram dependência dos governos locais com relação ao capital estrangeiro.

Além disso, o meio ambiente é afetado de uma forma total com pontos referentes a:

  • Comércio internacional
  • Migração de capitais
  • Uniformização
  • Expansão tecnológica

O que acontece é a falta de conscientização com relação ao meio ambiente, trazendo problemas ao ciclo natural da vida animal e vegetal naquele ambiente. Nos países mais pobres é possível encontrar muita matéria-prima e mão de obra mais barata, além da falta de proteção, o que acaba por dar impulso a industrialização e globalização.

A primeira instância o que sabemos é que quando não há proteção do meio ambiente, é possível que todo o equilíbrio de um lugar seja transformado e afetado. O resultado disso são catástrofes, desenvolvimento de doenças e má qualidade de vida aos seres humanos daquela região.

Agentes poluentes (Foto: Reprodução)

O primeiro problema envolve a queima de combustíveis fósseis que geram o efeito estufa. Nos países mais ricos, esse tipo de prática é restrita e obtém um completo processo de proteção quando se está realizando a industrialização. Além disso, nós teremos o comercio internacional de produtos naturais.

Bem como madeiras, algumas plantas e animais que já estão em extinção. Eles provocam não somente danos superficiais ao meio ambiente, como também têm colocado em risco a preservação dos ecossistemas. Já pela existência desse tipo de mercado, podemos saber que o país que fora globalizado está em risco.

Também há a devastação de florestas tropicais, em países como Malásia, Indonésia e a África. Em exemplo, teremos uma mobilização da China que dispõe uma medicina específica capaz de estimular a caça de animais que estão em quadro de extinção. Os mercados globalizados são os que facilitam esse tipo de prática e ainda fazem seu transporte.

Já na área de agricultura, o maior problema está na facilidade de importação e exportação. Considerando a necessidade de rapidez e alta produção, há utilização de produtos tóxicos que agridem o meio ambiente na produção dos alimentos. Produzindo mais, por menos.

Para resolver o problema, estudiosos e defensores do meio ambiente garantem que a solução está em adotar uma política de legislações ambientais que exigem o cuidado. Quanto mais fortalecidos estiverem esses órgãos, mais difícil será descumprir qualquer uma das exigências.

Ações do governo dos países que estão em estado de desenvolvimento e assistência com relação ao problema são os principais pontos a serem discutidos entre governantes e protetores, existem já alguns documentos que pedem a efetuação das medidas como Agenda 21 que gerou a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento no ano de 1922.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.