Alguns sintomas da Hepatite B

Causada pelo vírus HBV, a Hepatite B é uma doença soro-homóloga, ou seja, infecciosa e considerada sexualmente transmissível por ser encontrada no sangue, no leite materno e no esperma. A principal característica da doença é a inflamação no fígado causada diretamente pela ação do vírus na corrente sanguínea.

Por ser uma doença sexualmente transmissível, o contágio pode ocorrer da mesma forma que a aids, por exemplo. Por meio do compartilhamento de seringas, transfusão de sangue (apesar de ser raro atualmente, devido ao controle de qualidade nos bancos de sangue), secreções de mucosas, contato direto com o sangue contaminado e relações sexuais desprotegidas. Gestantes também podem transmitir o vírus para o bebê, principalmente durante o nascimento,seja parto normal ou cesariana.

Sintomas da Hepatite B

O compartilhamento de seringas pode facilitar o contágio (foto: reprodução)

Grande parte das pessoas infectadas com o vírus da Hepatite B podem não apresentar os sintomas por muito tempo. Devido a isso, muitos só descobrem que estão com a doença em exames de rotina, por exemplo. Mesmo assim, com o passar do tempo, a doença pode apresentar diversos sintomas muito parecidos com as demais hepatites.

Os sintomas podem ser:

Cansaço e fadiga;

Mal estar geral;

Febre;

Náuseas;

Perda de apetite;

Coceiras pelo corpo;

Amarelamento das mucosas;

Urina escura (marrom ou preta);

Clareamento nas fezes.

A doença pode evoluir para uma fase aguda e crítica, apesar de poucas pessoas chegarem nesse patamar. Os sintomas ficam mais perceptíveis ao avançar da doença. A hepatite possui um fase chamada Hepatite Fulminante, que dá risco real de morte para o portador. A doença tende a se desenvolver mais rapidamente em pacientes que consomem bebidas alcoólicas em excesso, com baixa imunidade e em bebês.

Tratamento

A hepatite B não possui tratamento específico principalmente nas primeiras fases da doença. Deve-se apenas evitar ingerir bebidas alcoólicas e consumir remédios que comprometam o funcionamento do fígado. Já na fase crônica, alguns medicamentos podem ser administrados para diminuir os sintomas e evitar que a doença evolua.

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza uma vacina contra a Hepatite B gratuitamente, podendo ser encontrada em qualquer posto de saúde. Para ter acesso a vacina, é necessário não ter a doença, ter no máximo 49 anos de idade e se enquadrar nos grupos de maior vulnerabilidade como agentes de saúde, militares, bombeiros, policiais, usuários de drogas, indígenas, profissionais do sexo, entre outros (Clique aqui para conferir a lista completa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.