Qual é a origem do nome fuleco?

Origem do nome Fuleco

Fuleco, é o nome dado ao tatu-bola, mascote da Copa 2014. O tatu é uma espécie brasileira ameaçado de extinção, geralmente encontra-se na caatinga, o animal é agora um marketing brasileiro. A origem de seu nome se deu a dois pontos muito importantes para o Brasil.

Ele é uma junção de Futebol e Ecologia. Quando concorrendo na eleição, estava junto com outros dois nomes, o Amijubi e o Zuzeco. Sua data de nascimento está prevista para o ano novo, dia primeiro de cada ano. Durante a votação, cerca de 1,7 milhões de pessoas votaram.

Um dos mais importantes diretores de marketing disse o seguinte sobre o mascote:

“Não é conhecido apenas, é reconhecido pela grande maioria dos brasileiros, mas também parece ter construído um relacionamento com os fãs de futebol e tornou-se uma figura popular, ganhando assim um apelido carinhoso de ‘tatu-bola’. Ele está rapidamente se tornando o mais bem sucedido mascote da Copa do Mundo FIFA de todos os tempos.”

Fuleco (Foto: Reprodução)

Uma grande votação feita pela FIFA  gerou certa polêmica. Fuleco ganhou apenas uma média de 7,1 numa escala de 10 quando foi colocado em pauta sua simpatia. A organização também considerou que ele já era um mascote popular no Brasil, cerca de mais da metade dos brasileiros já tiveram “contato” e conhecimento do mascote.

Muitas foram as emissoras de TV e os jornais que colocaram Fuleco como alvo de críticas. A revista VEJA declarou que Fuleco ou Zuzeco era “uma mistura esquisita de palavras” que não deu muito certo. Apesar de enfrentar todos esses problemas, o nome foi eleito por todos os brasileiros.

Fuleco hoje está impresso em todos os posts relacionados a Copa 2014 do Brasil. Possui seu próprio single e está livre de ameças e ofensas. Já que por fim, a maior parte dos cidadãos escolheram o boneco como mascote.

Por que a polêmica?

Descobriu-se que nos anos 40, Fuleco era o nome que se dava ao orifício anal das pessoas. Isso acabou causando grande tumulto e ainda pondo em risco a eleição do simpático tatu-bola. Depois que o mal entendido foi solucionado, ficou mais tranquilo ser eleito

Até mesmo Getúlio Vargas foi um dos que proibiram a dicção desse nome, principalmente em locais onde havia uma grande quantidade de mulheres. A versão da história foi totalmente mudada por causa da censura ocorrida na época da ditadura, por fim, todos esqueceram o assunto que só surgiu novamente agora na Copa do Mundo de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.