DicasFree.com » Saúde » Como identificar a depressão infantil?

Como identificar a depressão infantil?

Se o seu filho está com um comportamento diferente do normal apresentando irritabilidade e tristeza fique atento, pois ele pode estar com depressão. Acesse nosso artigo e confira como identificar essa doença que mata milhares de pessoas no mundo.

     

A depressão infantil pode se manisfestar de diversas formas, seja como noites mal dormidas, tristeza, falta de vontade em realizar atividades corriqueiras, choro demasiado, dentre outros sintomas. Essa é uma doença que pode acometer qualquer criança, independente de sua situação social, econômica ou cultural.

Este é um transtorno no humor caracterizado principalmente pela tristeza e anedonia (perda do prazer), sendo que na infância essa tristeza se assemelha mais a um sentimento de constante irritação e mau humor.

A depressão infantil pode ser provocada devido a fatores genéticos ou até mesmo com relação a situações de trauma ou estresse dentro do ambiente familiar, trazendo assim problemas de adultos às pequenas mentes que ainda estão em desenvolvimento.

Como este é um transtorno que não pode ter uma comprovação laboratorial, o Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais é um documento utilizado por profissionais que trabalham com a saúde mental que apresenta uma lista com transtornos mentais e como fazer o diagnóstico de cada um seguindo as orientações da Associação Americana de Psiquiatria.

Neste manual são expostos treze sintomas característicos da depressão, sendo que cinco deles são identificados concomitantemente em um período de uma semana o quadro é confirmado. Confira a seguir quais são eles e fique atento, se necessário leve a criança a um profissional.

Criança triste.
(Foto: Reprodução)

  1. Enurese e encoprese (urina e fezes involuntárias)
  2. Emagrecer ou engordar demais repentinamente
  3. Comportamento antissocial e destrutivo
  4. Sentimento de rejeição com as pessoas a volta
  5. Dores no corpo, como na cabeça, barriga ou pernas
  6. Sentimento de insatisfação consigo mesmo
  7. Falta de energia para realizar tarefas comuns
  8. Cansaço exacerbado
  9. Distúrbios no sono
  10. Perda na atenção e no rendimento escolar
  11. Desinteresse em realizar atividades que até então eram comuns
  12. Ansiedade
  13. Humor sensível, com irritabilidade e choro fácil

É importante prestar bastante atenção em todos os sintomas que a criança pode vir a expressar demonstrando que está deprimida, pois ela mesma não sabe dar nome aos seus sentimentos, tornando então indispensável a participação do adulto neste processo que identifica o que chamamos de tristeza, ansiedade e angústia: a depressão.

Tratamento

O tratamento de uma criança que é diagnosticada com depressão envolve diversos agentes, como pais, professores, psicólogos e médicos, assim como outras pessoas do convívio da criança também a auxiliarão na superação deste transtorno.

O tratamento se baseia em dois pilares fundamentais: o medicamento e a psicoterapia, sendo esta segunda a mais importante e eficaz. Para isso, a participação dos professores como profissionais capacitados para fazerem uma avaliação da evolução do comportamento diário da criança é essencial, uma vez que os pais ao estarem envolvidos de forma emocional tem maiores dificuldades para assumir tal tarefa.

Caso o tratamento obtenha sucesso é hora da dinâmica familiar ser reelaborada para prevenir a reincidência de sintomas, se tornando que os pais tenham laços mais afetivos com suas crianças, estando sempre estimulando em seu desenvolvimento social e psicológico.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?