Como promover uma festa?

Promover uma festa

Todos nós já fizemos parte da organização de alguma festa, seja essa na escola, na rua, no trabalho ou até mesmo em casa, para se divertir com os amigos. Sabemos basicamente que são necessários investimentos. Esse é o ponto principal para quem deseja promover festas.

Investimento é algo indispensável no ramo. Alguns jovens trabalhadores, utilizam tal meio para conseguir dinheiro extra e viver mais tranquilamente com as contas do mês. Muita gente acredita fielmente que o trabalho de um promoter só existe o glamour, mas a coisa não funciona bem assim.

Esqueça o lance de que você se divertirá na festa que promoveu, muito pelo contrário. Não poderá beber e deverá ficar o tempo todo atento para saber se está correndo tudo como se deve. No início, é possível que o promoter perca dinheiro e acabe desistindo do ramo, lembre-se: não é algo que lhe trará lucro da noite pro dia. 

O mais importante é atrair o público (Foto: Reprodução)

Um promoter precisa ter consciência ANTES DE MAIS NADA de que tipo de público quer atrair. Se você começar com a ideia de que “quer todo mundo na sua festa” já está falido. Escolha qual é o público que mais lhe agrada e comece a colocar as ideias para sua festa em um papel.

Ideias novas e criativas podem ser fundamentais, mas preste atenção no seu tipo de divulgação. O que for divulgado por aí, é realmente o que definirá seus convidados e consumidores. Faça também uma pesquisa de mercado, converse com pessoas experts no assunto e leia muito sobre.

Depois que tudo já estiver mentalmente organizado é hora de colocar a mão na massa. Escolha o tamanho da festa que pretende realizar, organize uma possível lista de convidados, veja se vale a pena vender ou incluir a bebida no convite, procure um bom local, pechinche! Um bom promoter precisa saber barganhar.

Faça uma planilha no excel e vá organizando de acordo com o preço dos produtos que irá utilizar. Divulgue o máximo que puder, se tiver R$1.000 reais, divulgue R$700 e retire R$300 para a festa. Não necessariamente nessa ordem, mas é importante que você invista na divulgação.

Só decida o valor do ingresso depois que tiver terminado de orçar o valor da festa. A partir daí, poderá cobrar uma quantia exata por cada ingresso, fazendo com que o seu retorno seja rendável. O alvará da festa também é um passo importante, vá até a prefeitura de sua cidade e se informe sobre o mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.