DicasFree.com » História » Zumbi dos Palmares história

Zumbi dos Palmares história

A história de Zumbi dos Palmares é essencial para entender as relações entre coronéis e escravos no Brasil em sua época. Confira os detalhes desse importante capítulo de nossa história.

     

Marcas de Zumbi na História do Brasil

A história do Brasil foi marcada quase que obrigatoriamente pela escravidão tanto indígena como africana como propulsor da economia e dos ofícios de trabalho dos mais variados. A venda de pessoas como escravos existe desde os primórdios da humanidade e aqui, podemos ver sua larga utilização.

Principalmente nos tempos da colônia, o Brasil sob o comando da coroa portuguesa tinha como principal objetivo produzir riquezas para Portugal, pois era dono desse território. A concepção religiosa católica tomista assegurava o direito e legitimava a escravidão africana pelos europeus, e por isso com o tempo a escravidão indígena foi sendo ceifada do território.

Tráfico de Escravos

O tráfico negreiro importou milhares de africanos para colônias de toda o Novo Mundo, desde a América do Norte até a América do Sul. A cada dia, o número de africanos confinados e sujeitos a exploração de trabalho nos engenhos brasileiros aumentava e essa grande massificação aparentemente impotente se manifestava de diversas formas.

Zumbi

As rebeliões de escravos aconteciam com mais frequência do que se imagina. Grande parte dos donos de engenho tiveram que aprender a lidar com esse tipo de situação para que seus negócios pudessem prosperar. O cárcere dos escravos, os maus tratos e muitas vezes as proibições de exercer elementos da cultura africana eram os principais motivos para as rebeliões.

Principalmente no Nordeste brasileiro (porém, podem ser encontrados em quase todos os Estados no país), os escravos fugidos conseguiam se exilar em lugares de difícil acesso e construírem pequenos vilarejos chamados quilombos. Alguns quilombos tiveram tanto sucesso que até hoje existem em território nacional.

PalmaresPalmares

No atual Estado do Alagoas, um evento acabou tomando repercussão nacional e acabou estampado nos livros de história. O Quilombo de Palmares em 1655, oriundo de negros fugidos de diversas fazendas foi talvez o mais bem sucedido quilombo de sua época em diversas questões. Localizava-se na Serra da Barriga, provavelmente na região em que hoje existe o município União de Palmares.

Zumbi nasceu livre no quilombo mas em um episódio acabou sendo levado para os domínios portugueses com aproximadamente 7 anos, onde foi batizado em fé católica com o nome de Francisco. Nesse período, Zumbi aprendeu sobre o catolicismo e a língua portuguesa, além da cultura alagoense. Com 15 anos, Zumbi consegue retornar a Palmares e em 1675, se destaca como grande líder e guerreiro em uma batalha contra tropas portuguesas.

Após esse episódio, outros enfrentamentos com tropas portuguesas, principalmente patrocinadas pelos fazendeiros da região acabam falhando contra as forças de Palmares. Para garantir a paz entre os dois mundos, o Governador da Província de Pernambuco começa um processo de negociação com o líder de Palmares, Ganga Zumba. Essa negociação é duramente criticada por Zumbi, devido aos objetivos de resgatar todos os negros possíveis das fazendas que inflamava seus discursos. Antes que as negociações fossem aceitas, Ganga Zumba acaba falecendo por volta de 1680 – talvez de envenenamento pelo próprio Zumbi – e o poder de Palmares é passado a Zumbi, que nega os preceitos da negociação.

Conquistas de zumbi dos palmaresconquistas de zumbi dos palmares

Zumbi conseguiu grandes conquistas ao quilombo. A população aumentou com o resgate de negros de diversas fazendas alagoenses e o poderio militar ganhou uma atenção maior e um grande fortalecimento. A organização de todo o complexo de Palmares também foi remodelada, de modo que estima-se que aproximadamente 30 mil pessoas habitavam todo o complexo durante a gestão de Zumbi.

Por volta de 1694, uma grande expedição é organizada para derrotar Palmares. No comando da expedição, o bandeirante Domingos Jorge Velho reúne tropas estratégicas para derrotas as forças de Zumbi. Após algumas batalhas, um dos complexos de Palmares é destruído e, apesar de conseguir fugir, Zumbi é capturado pelos soldados e degolado no dia 20 de novembro do mesmo ano.

Atualmente o dia de sua morte virou data de referência no país, conhecido como Dia da Consciência Negra. Zumbi é considerado um dos maiores líderes contra a escravidão na colônia e é sem dúvidas, símbolo da resistência e militância.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?