DicasFree.com » Animais » Animais em extinção na Floresta Amazônica

Animais em extinção na Floresta Amazônica

Você sabe como os casos de extinção de animais na Amazônia é preocupante? Confira todos os detalhes do assunto no decorrer desta matéria.

     

A Floresta Amazônica é uma riqueza natural que está localizada em maior parte no território brasileiro. O lugar é conhecido mundialmente pelo codinome “Pulmão do Mundo”. Não é para menos, já que a floresta é de muita importância à saúde humana e do planeta. Em miúdos, a Amazônia ocupa cerca de 9 países e aqui no Brasil, 5 estados.

Embora seja assim tão importante, sua riqueza está significavelmente ameaçada pela extinção de vários animais e plantas. O que leva a isso? A ambição exacerbada do homem, fazendo com que cada vez mais espaços estejam poluídos, desmatados, além é claro, da caça descontrolada. Tudo isso são fatores importantes para que haja degradação, o que consequentemente a torna um lugar impróprio para os animais, expulsando-os de lá ou até mesmo matando-os.

Tudo isso é um sinal de desestruturação, as alterações climáticas cada vez mais frequentes o que gera outra consequência grave, a perda da biodiversidade. Considerando também que o tráfico de plantas e animais é tão grande que movimenta milhões no exterior, devido as diversas espécies exóticas. A caça aumentou muito nas últimas décadas, mesmo com a intervenção de órgãos ambientais.

Por falar em extinção, enfatizaremos os animais que estão na lista de extinção, encontraremos diversos deles que precisam urgentemente de ajuda (talvez até divino). A lista  é constantemente atualizada, devido a quantia de espécies que vem se extinguindo. Hoje, é possível que haja uma contabilidade com cerca de 50 animais que chegam ao triste fim da extinção. Vamos conhecer alguns deles:

Animais em extinção

Jaguatirica ou Gato Maracajá

A Jaguatirica ou Gato do Mato de Maracajá, é um mamífero que oriundo da Floresta Amazônica, está ameaçado de extinção devido a caça predatória,  já que sua pele é muito cobiçada. O desmatamento desordenado também resulta na limitação de seu habitat natural.

Jaguatirica.

Jaguatirica (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://renatatilli.com.br/

Peixe-Boi-da-Amazônia

O Peixe-Boi-da-Amazônia também é um mamífero que vive nos rios da região e encontra-se na lista de animais ameaçados de extinção devido a caça predatória ilegal e a poluição aquática. Na mira dos biólogos o animal é um dos mais protegidos pelo Ibama, mas ainda assim os resultados de prevenção não vem sendo satisfatório.

Peixe Boi.

Peixe Boi (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.pinterest.com/

Pirarucu

O piraracu é o peixe simbolo da Amazônia. Encontrado na região da bacia amazônica, está ameaçado de extinção devido a pesca predatória sem limites.  O peixe pode pesar até 200 kg e sua medida em até 3 metros. Sobrevive em águas onde a temperatura pode variar entre 24 e 37°C.

Pirarucu.

Pirarucu (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.colombia.travel/

Arara Vermelha

A arara vermelha é uma ave que mede cerca de 50 centímetros e vive especificamente na amazônia. Está sendo extinta gradativamente devido a grande procura por suas penas e também pela venda como animal doméstico.

Arara Vermelha.

Arara Vermelha (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://animais.culturamix.com/

Arara-de-Barriga-Amarela

Também conhecida como Arara-Canindé, a Arara-de-Barriga Amarela é uma ave popular em comunidades indígenas. Está sendo extinta pelo mesmo motivo das outras araras que vivem na floresta amazônica, a caça.

Arara Barriga Amarela.

Arara Barriga (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://meioambiente.culturamix.com

Tucano-de-Bico-Preto

Encontrado não só na floresta amazônica, mas em muitas outras florestas tropicais, o Tucano-de-Bico-Preto está cada vez mais próximo da extinção. Sua espécie está ameaçada devido os grandes índices de caça e desmatamento, um problema que vem gerando muita preocupação aos biólogos.

Tucano.

Tucano (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://mundodasave.blogspot.com/

Papagaio-Verdadeiro

Medindo cerca de apenas 38 centímetros, o papagaio-verdadeiro é uma das raças mais ameaçadas na amazônia. Foi há muito tempo, vendido como animal doméstico. Hoje sofre com a degradação do seu habitat.

Papagaio Verdadeiro.

Papagaio (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.anda.jor.br/

Ararajuba

A ararajuba também é muito conhecida como guaruba, é mais comum no norte do Brasil e está categorizada como endêmica. Elas chegam a medir cerca de 35 centímetros e sua plumagem chama muita atenção dos caçadores, por isso se encontra na lista de extinção.

Ararajuba.

Ararajuba (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://en.wikipedia.org/

Harpia

A harpia é muito conhecida como gavião real ou gavião de penacho. Está classificada como uma das aves mais pesadas e chegando a medir 2,5 metros. A Harpia ou gavião real se encontra em extinção por ser um animal de colecionador.

Harpia.

Harpia (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: https://pt.m.wikipedia.org

Ariranha

Trata-se de um mamífero que vive tanto na água quanto na terra. O animal encontra-se na lista de extinção devido a poluição de seu habitat natural. Assim como outros animais ela costuma migrar para outras regiões quando não encontra mais comida. Mas em habitats diferentes dificilmente consegue sobreviver.

Ariranha.

Ariranha (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://vocedeolhoemtudo.com.br/

Onça-Pintada

Conhecida por ser uma das espécies mais famosas do mundo, a Onça-Pintada é muito cobiçada por causa de sua pele que acaba se transformando em vestuário. Está em extinção exatamente por esse motivo e se tornou um dos símbolos mundiais de conscientização.

Onça Pintada.

Onça Pintada (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.anda.jor.br/

Onça-Parda

Apesar de não ter a pele tão cobiçada quanto a Onça-Pintada, esse felino perde muito quando tem seu habitat natural desmatado. Ela está entre as espécies que mais sofrem com esse problema. 

Onça Parda.

Onça Parda (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem:http://www.rsnorte.com.br/

Uacari Branco

De rosto avermelhado e pelugem clara, o uacari branco ( de nome cientifico  cacajao calvus) também será encontrado em toda floresta amazônica. O primata está na lista de animais ameaçados de extinção devido o desmatamento.

Uacari.

Uacari (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://estudandoabiologia.wordpress.com/

Macaco-Aranha

De nome científico conhecido como Ateles Paniscus, o Macaco-Aranha é uma espécie em extinção por ser exótica e atrativa à caça. Além disso, também é muito afetada pela degradação da floresta.

Macaco Aranha.

Macaco Aranha (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.cachorrogato.com.br/

Macaco-Prego

Apesar de não ser uma das espécies mais bonitas, o macaco prego é também muito cobiçado pelos caçadores por se tratar de um animal silvestre. Pesa entre 3 à 5 kg, é pequeno e até “carinhoso”. Está em extinção devido o desmatamento.

Macaco Prego.

Macaco Prego (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://commons.wikimedia.org/

Sauim-de-Coleira

O Saium é muito popular nos arredores da cidade de Manaus. Com o crescimento excessivo da cidade, o animal é facilmente avistado. Exatamente por esse motivo, essa espécie tão antiga está perdendo seu habitat e gradativamente se tornando extinta.

Sauim.

Sauim (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.pinterest.com/

Tamanduá-Bandeira

O Tamanduá-Bandeira é uma das espécies que mais correm riscos na Amazônia. Além de atenção especial, ele também tem sido capa de muitas campanhas realizadas pelo Ibama, pois a ameaça de extinção está associado ao desmatamento.

Tamanduá Bandeira.

Tamanduá (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://petfriends.com.br/

Macaco-de-Cheiro

Bonitinho e bem simpático, o Macaco-de-Cheiro é um animal de pequeno que está em extinção devido sua venda que consequentemente gera a caça naquela região. O animalzinho também sofre com a degradação de seu habitat natural.

Macaco de Cheiro.

Macaco de Cheiro (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://tudolevaapericia.blogspot.com/

Tatu-Canastra

O Tatu-Canastra, conhecido pelos biólogos como priodontes maximus, é um animal ameaçado de extinção e está ligado aos grandes índices de problemas ecológicos. Chega a medir até mesmo 1 metro e pesar 90 kg.

Tatu Canastra.

Tatu (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://viajeaqui.abril.com.br/

Boto-Cachimbo

O Boto-Cachimbo, também chamado de golfinho do rio prata, chega a medir cerca de dois metros de altura e a caça tem sido o principal motivo de sua entrada para a lista de extinção. Trata-se de caça predatória ilegal para a venda de sua carne.

Boto Cachimbo.

Boto Cachimbo (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.portalsaofrancisco.com.br/

Doninha-Amazônica

Também chamada de mustela africana, a Doninha é da família dos mustelídeos e sua naturalidade vem do Equador. Contudo, é encontrada na região da amazônia, mas encontra-se ameaçada de extinção devido a caça desregrada e a poluição dos rios.

Doninha.

Doninha (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://en.wikipedia.org/

Guariba-de-Mãos-Ruivas

Conhecida também como belzebul pelos religosos, os macacos dessa  raça são de movimentação lenta com cerca de 70% do seu tempo é destinado ao descanso, estão ameaçados de extinção devido  a redução de seu habitat natural que sem ele dificilmente consegue sobreviver.

Guariba.

Guariba (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://mpjbiologo.blogspot.com/

Lobo-Guará

O lobo-Guará é bem parecido com as espécies de raposas. Aparece na lista de animais ameaçados de extinção devido o desmatamento, colocando a espécie em risco.

Lobo Guará.

Lobo Guará (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://bio2silvia.blogspot.com/

Arapaçu

Uma das menores aves da floresta é o arapaçu. Suas cores são variadas e vivas. Há cerca de 50 espécies de arapaçu, contudo eles estão ameaçados de extinção devido o grande percentual de desmatamento.

Arapaçu Barrado.

Arapaçu Barrado (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://goa-saocarlos.blogspot.com.br/

Além dessas espécies, encontraremos também inúmeros tipos de plantas que estão ameaçadas, algumas por sua beleza e outras por serem medicinais. O contrabando, tanto de animais como de plantas, movimentam milhões no mercado negro e como consequência acaba gerando um desiquilíbrio ecológico.

Principais causas de extinção

  • Caça e pesca predatória
  • Poluição do solo
  • Poluição do ar
  • Poluição da água
  • Alteração climática
  • Tráfico de animais
  • Perda ou fragmentação dos habitat’s

E o futuro?

O que se sabe por enquanto, é que se o problema com a floresta continuar na mesma, no ano de 2050 é possível que todos os mamíferos já estejam extintos. Além disso, é possível que outras espécies como aves e os anfíbios também podem chegar ao mesmo fim devido a falta de vegetação. A culpa é exclusivamente do desmatamento.

A preocupação já é presente nos profissionais do Ibama (órgão responsável pela fiscalização da floresta). A conscientização ainda é a melhor solução, a degradação da floresta deve ser freada imediatamente, antes que o mundo se torne um lugar inadequado para os seres humanos e animais.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?