DicasFree.com » Variados » Preço da gasolina na Venezuela

Preço da gasolina na Venezuela

Para saber mais informações sobre os preços de gasolina na Venezuela, acompanhe este artigo.

     

Gasolina

Se estudarmos a Venezuela com afinco, certamente iremos nos deparar com os preços absurdos de alguns produtos. A alimentação por exemplo, é uma das coisas mais caras existentes no país. Alimentos como leite e farinha de trigo, são caríssimos, isso porque não há nenhuma produtora dos mesmos venezuelana.

Contudo, outros produtos, como a gasolina, podem ser consideradas gratuitos. Por incrível que pareça, um litro de gasolina na Venezuela, custa em média R$0,03 centavos.

Alguns turistas chegam a dizer, que é mais caro tomar um cafézinho no país, do que encher um tanque e eles realmente tem razão.

gasolina na venezuela

Um galão que custaria em média R$6,00 no Brasil, custa R$0,06 centavos por lá. Isso é muito mais barato do que em qualquer outro lugar do mundo.

Durante todos os mandatos de Hugo Chaves, os preços do combustível ficaram intactos sem nenhuma mudança aparente. Contudo, outros produtos chegaram a custar cerca de 3 vezes mais.

Agora, com a candidatura e possivelmente a ocupação de outro presidente, os venezuelanos não sabem exatamente o que esperar. Por não conhecer nada sobre o regime do próximo presidente e nem suas características, fica difícil ter noção de quais medidas serão tomadas para a melhoria da vida popular.

Outros produtos

Por outro lado, tem-se ideia de que caminho, os outros produtos irão tomar. No ano de 1998, o país chegou a aumentar cerca de 65% do consumo de produtos importados. Como na Venezuela a maior parte dos produtos são importados, isso faz com que seus preços cheguem a ser absurdos.

Produtos normais, como arroz, feijão, leite e farinha de trigo que aqui chegam a ser “baratos”, lá custam cerca de 3 vezes mais caro. Por isso, nesse mesmo ano, o nível de escassez no país chegou a ser de 19%. Muito próximo do maior índice já visto na Venezuela, que ocorreu em 2008 com um nível de 20,4%.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?