DicasFree.com » Escolar » Complemento nominal e adjunto adnominal

Complemento nominal e adjunto adnominal

Se você também possui dúvidas relacionadas ao assunto “complemento nominal” e “adjunto adnominal” presentes na língua portuguesa, esclareça todas elas através deste artigo.

     

Complemento nominal e adjunto adnominal

O complemento nominal e o adjunto adnominal são duas partes da língua portuguesa úteis na formulação de textos. Ou seja, todos os professores devem ter ciência da importância de exercer tal produção quando está sendo ensinada essa área, portanto, para colocar em prática o aprendizado, produza textos.

Como o próprio nome já nos diz o complemento nominal é tudo aquilo que completa um nome ou o significado dele. Enquanto o adjunto é um acessório, não tendo necessidade em si de dar sentido ao nome. Outra coisa importante é que o complemento nominal sempre faz iniciação com uma preposição.

Enquanto no adjunto isso só ocorre as vezes. Portanto quando o adjunto não é iniciado utilizando alguma preposição, não há nenhum tipo de confusão com relação aos dois. Mas quando é, o aluno pode então ter dificuldades com relação a identificação do mesmo. Então alguns pontos devem ser observados.

Adjunto adnominal e Complemento nominal  (Foto:Reprodução)

A primeira diferença é expressa na ligação do complemento nominal a substantivos abstratos, adjetivos e advérbios. O adjunto é ligado aos substantivos, sendo esses abstratos ou não.

Já a segunda diferença está em sentido passivo, quando está relacionado ao complemento nominal. A presença é expressa pelo nome em que está ligado, já o adjunto possui uma espécie de sentido ativo. A prática da ação é expressa pelo substantivo que fora modificado por ele.

A terceira e última diferença é que o complemento geralmente não possui expressão de posse. Enquanto o adjunto sempre vem acompanhamento desse tipo de indicação.

Exemplos

“As casas de madeira são frias no inverno.”

“De madeira” liga automaticamente a substantivos abstratos. Expressando a primeira diferença. Entende-se então que “de madeira” é adjunto adnominal.

Com a prática é possível chegar a perfeição dos complementos nominais e adjuntos adnominais. Por isso, escreva o máximo de textos que puder com intuito de ampliar esse conhecimento.

Jogo rápido

Complemento nominal – Adjunto adnominal

Pode ou não ter preposição – Tem preposição

Só serve a substantivo – Serve para substantivos, adjetivos e advérbios

Prática a ação expressa pelo nome que se refere – Sofre a ação expressa pelo nome que se refere

Pode indicar posse – Nunca indica posse

Posts relacionados

  • Rio Nilo: período de cheias e história: Trabalho Escolar
  • Quando utilizar a crase?
  • O que são as palavras monossilábicas?
  • Importância do teste da linguinha
  • Aplicativos que ensinam inglês
  • Aprenda espanhol de forma simples
  • Dúvidas mais frequentes de português
  • Teoria do Big Bang
  • Funcionamento do agitador magnético
  • Formas de tratamento para prefeito
  • Quem foi o responsável pelo projeto do real no Brasil?
  • Como se relacionam funcionalmente os sistemas nervosos simpático e parassimpático?
  • Plaquetas no sangue
  • Significado da palavra comendador
  • Como é dividido o corpo humano?
  • Quais processos são realizados nos rins para a formação da urina?
  • Por quantos dias o ser humano vive sem água?
  • Composição química da camada de ozônio
  • Povos que utilizavam a catapulta
  • Quais as pessoas do verbo?
  • Formas de transmissão de energia térmica
  • Órgãos corpo humano lado direito
  • Animais de sangue frio e quente
  • História da bandeira do Brasil
  • Caatinga fauna flora e características
  • Frutas com J
  • Pacto de Varsóvia resumo escolar completo
  • Gêneros textuais e tipos textuais
  • Aprenda como fazer uma literatura informativa
  • Quando e como foi descoberta a radioatividade?

  • Quer comentar ?