Rio Nilo: período de cheias e história: Trabalho Escolar

O rio Nilo desde tempos antigos é essencial para a sobrevivência de várias espécies da vida humana. Responsável por suprir as necessidades dos povos do Antigo Egito, é um dos poços mais extensos desde a antiguidade. Se encontra no nordeste da África e é composto por três rios, o Nilo Branco, o Nilo Azul e o rio Atbara.

O Nilo percorre diversas regiões, sendo as principais delas o Egito, a República Democrática do Congo, a Tanzânia, a Etiópia, a Quênia, o Burundi, o Sudão, a Ruanda e a Uganda. Toda a sua extensão corresponde a aproximadamente 6.695 quilômetros e sua bacia tem cerca de 3.000.000 quilômetros quadrados, sendo assim o 2° maior rio do mundo, atrás apenas do rio Amazônas.

Pela maioria do Egito ser composta por um grande deserto, o rio Nilo se fez importante para todas as civilização que ali habitavam – e que passavam por ali – pois era a fonte de abastecimento das famílias, era responsável por enriquecer o solo onde eram feitos os plantios e por proporcionar o bem estar para a vida de todos os seres vivos que ali viviam.

As cheias do Nilo aconteciam entre o período de Julho a Outubro e por esse fator que os habitantes daquelas terras na época estipularam como seria as estações do ano, onde a 1° estação correspondia as inundações e cheias que aconteciam de Julho a outubro; a 2° estação proporcionava o cultivo da terra que acontecia entre Novembro e Fevereiro; e a 3° estação era a época da colheita, no período de Março a Junho.

Todos os meses de Agosto os habitantes ribeirinhos ao rio Nilo comemoravam as cheias e a riqueza que aquela extensão proporcionava para eles. Comemoravam aos céus, aos seus deuses pelas inundações e cheias mandadas anualmente que eram responsáveis pelo alimento das famílias, pelo cultivo da terra e da esperança dos povos, pela vida melhor e pela natureza que davam a eles tudo o que precisavam para sua sobrevivência.

Os egípcios sempre utilizaram os recursos do Nilo. Entre os meses de Novembro a Junho, eles construiam vários diques em toda a extensão das civilizações para que fossem todos abastecidos na época da cheia, para que eles pudessem abastecer a terra e os seres vivos dali quando as chuvas fossem embora.

Mesmo sendo composto por três rios, o Nilo no final de todo o seu percurso, deságua no mar Mediterrâneo.

Teoria do Big Bang

A busca pela compreensão da origem do universo sempre desencadeou discussões calorosas não apenas no campo da ciência. Trata-se de um tema que, além de despertar bastante curiosidade no homem, gera polêmicas envolvendo conceitos religiosos, filosóficos e científicos.

Até o momento a explicação mais aceita pela comunidade científica sobre a origem do universo é baseada na teoria do Big Bang, “Grande Explosão”. Essa é chamada de teoria da relatividade, trazida por Albert Einsten e também participante nos estudos dos astrônomos Edwin Hobble e Milton Humason, os quais mostraram que o universo não é estático e se encontra em constante expansão.

Isso significa que as galáxias estão se distanciando cada vez mais. Quando no passado elas estiveram mais próximas ou até mesmo num único ponto.

Segundo alguns cientistas, o universo teria surgido após uma grande explosão entre 10 à 20 bilhões de anos atrás. O termo refere-se a enorme quantidade de energia liberada, criando o espaço-tempo. Houve então uma mistura de partículas subatômicas que se moviam em todos os sentidos em velocidades próximas à luz.

Explosão relacionada a teoria do Big Bang (Foto: Reprodução)
Foto meramente ilustrativa.

As primeiras partículas pesadas associaram-se para formarem núcleos de átomos leves como hidrogênio, hélio e lítio, os principais elementos químicos do universo.

Em expansão constante o universo resfriou. A matéria e a radiação luminosa se separaram e o universo se tornou transparente, devido a união de elétrons aos núcleos atômicos a luz pôde caminhar livremente.

De acordo com cálculos realizados pela comunidade científica, 1 bilhão de anos depois do Bing Bang, elementos químicos começaram a se unir dando origem às galáxias e consequentemente aos planetas, entre eles o nosso.

A explicação sobre a origem do universo com base no Big Bang é aceita pela maioria dos cientistas. Entretanto muito contestada por alguns pesquisadores. O Big Bang, aliás, que por si já é misterioso, gera opiniões divergentes sendo necessário uma critica sólida com argumentos bem arquitetados para explicar tal fato.

Embora seja uma das teorias mais equivalentes e “cientificamente comprovadas”, o Big Bang ainda é polêmico e totalmente misterioso. Contudo, é a explicação mais lógica que o ser humano já encontrou de acordo com seus estudos.

Funcionamento do agitador magnético

Para quem não sabe, o agitador magnético é um aparelho utilizado principalmente em ambientes laboratoriais. Sua principal função consiste em agitar e misturar certos tipos de soluções, tal agitação se faz totalmente necessária para a trituração, mistura e homogenização de produtos.

Todos esses procedimentos são completamente indispensáveis quando tratamos de trabalhos feitos manualmente e laboratoriais. Há vários tipos de agitadores que possuem a mesma função, dois deles são mais conhecidos, separados apenas pelo aquecimento. Categorizam-se como:

Agitador magnético com aquecimento – Suas indicações são basicamente feitas através da solução aquecida. Possuidor de uma placa de alumínio injetado, fazendo inclusão de resistência tubular, de temperatura equilibrada e controlada por um termostato capilar entre  50°C e 320°C.

Modelo de agitador magnético (Foto: Reprodução)
Créditos da imagem: http://www.maxlabor.com.br

Agitador magnético sem aquecimento – Esse é capaz de desenvolver a função de mistura dos reagentes, sem que seja preciso haver o aquecimento. Dos variados tipos de modelos, alguns são capazes de permitir o controle da agitação manualmente, enquanto outros agem por si só.

Sua formação é exclusivamente feita através de uma barra magnética que cria logo um campo magnético responsável por agitar e garantir uma mistura completa. Existe também um botão no aparelho que é capaz de fazer com que selecione adequadamente a intensidade.

Por que esse aparelho é importante?

Não existe a possibilidade de fazer misturas homogêneas de alguns elementos sem o auxílio do mesmo. Ele é capaz de organizar tais elementos e transformá-los em apenas um. Ideal para experiências científicas. 

Tipos de Aplicações

  • Mistura de produtos líquidos
  • Sólido em suspensão
  • Transferência de calor

Modelos

  • Turbina de pás retas
  • Turbina de pás inclinadas
  • Turbina de disco

Geralmente são possuidores de 3 diferentes níveis de agitação. Alguns costumam obter mais intensidade enérgica do que outros. É preciso o mínimo de experiência para obter aquele que melhor lhe servirá. Existem modelos distintos e ideais para cada tipo específico de necessidade.

Formas de tratamento para prefeito

Os pronomes de tratamento são basicamente, a forma como tratamos ou nos direcionamos a uma determinada pessoa. Os pronomes dependem exclusivamente do cargo ou função prevista de ocupação para aquele que for destinatário. O vocativo a ser empregado dependerá exclusivamente desse ponto.

Emprego dos pronomes

Quando utilizar Vossa Excelência?

Tal pronome de tratamento só deve ser utilizado a cargos disponibilizados nos setores de Poder Legislativo, Poder Executivo e Poder Judiciário. Entram como representantes de tais setores todos os profissionais que estejam nos seguintes cargos:

  • Presidente de República
  • Vice-Presidente da República
  • Ministros
  • Secretários-Executivos dos Ministérios
  • Governadores
  • Vice-Governadores
  • Prefeitos
  • Secretários de Estado e ocupantes de cargos de natureza especial
  • Embaixadores
  • Oficiais-Generais
  • Ministro do Tribunal de Contas da União
  • Deputados
  • Senadores
  • Conselheiros dos Tribunais de Contas
  • Presidentes das Câmaras Legislativas
  • Ministros dos Tribunais Superiores
  • Membros de Tribunais
  • Juízes
  • Auditores da Justiça Militar

Quando utilizar Vossa Senhoria?

Pronome de tratamento (Foto: Reprodução)

Todas as demais autoridades são empregadas a “Vossa Senhoria”. Também utilizado para particularidades. Lembrando também que nesse caso o “Senhor” vem sempre à frente, como por exemplo:

– Senhor Reitor.

Quando utilizar Vossa Magnificência?

Empregados exclusivamente em cargos estabelecidos por força de tradição. Para empregar é necessário utilizar “Magnífico”  à frente, como por exemplo:

– Magnífica Reitora.

Em todo caso a relação de referência a pessoas de nível elevado de poder, é sempre proveitoso se referir com decência e respeitando os pronomes de tratamento. Já que, estabelecido por lei, autoridades são extremamente merecedoras de alto padrão de direção.

Em reuniões oficiais, não é permitido que seja dirigido a palavra de forma inadequada. Dando ênfase sempre a honra de merecimento do cargo que determinada pessoa exerce. Os pronomes de tratamento são parte do ensino fundamental em todas as escolas.

Quem foi o responsável pelo projeto do real no Brasil?

O plano real foi sem dúvidas o projeto social mais importante já realizado no Brasil, ele foi quem estabilizou boa parte da economia e trouxe diversos  benefícios. Seu objetivo especificamente era a estabilização e as reformas econômicas. Seu início ocorreu por volta do ano de 1994, precisamente no dia 27 de fevereiro.

A medida fez com que fosse instituído a Unidade Real de Valor (URV), houve a partir daí o estabelecimento de regras de conversão e também o uso de valores monetários, fazendo então o que chamaram de desindexação da economia, determinando logo após o lançamento da nova moeda, o real.

De todos os já estabelecidos no Brasil, sem dúvidas o plano do real foi a mais ampla medida econômica já realizada, seu objetivo especificamente era controlar a hiperinflação que estava assustando e regredindo o país. Foram utilizados uma sucessão de instrumentos econômicos. A inflação naquela época chegou a atingir 46,58% no mês de Junho do mesmo ano.

Quem foram os responsáveis pelo projeto?

Uma sucessão de economistas trabalharam de forma intensa para resultar no benefício alcançado ao país, contudo alguns nomes se destacaram como do economista Edmar Bacha que idealizou o projeto, elaborou medidas e executou a reforma econômica e monetária.

FHC (Foto: Reprodução)
Créditos da foto: http://media.sul21.com.br

Todos contribuíram de forma única ao Brasil e ao povo brasileiro, reunidos por um dos maiores responsáveis, o Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso. Naquela época, o presidente era Itamar Franco que fez todo o processo de autorização aos trabalhos.

No Ministro da Fazenda então se tornou um dos homens mais influentes e fortes do governo, naturalmente foi quem esteve na sucessão de Itamar Franco. Em Outubro daquele ano, Fernando Henrique Cardoso pela maioria de votos foi eleito Presidente da República.

De forma plenamente satisfatória, em pouco tempo o resultado de tanto esforço apareceu. Meses seguintes o plano permitiu que houvesse estabilização da economia. Os pontos altos dessa mudança foram:

  • Redução da inflação
  • Ampliação do poder de compra da população
  • Remodelagem dos setores econômicos nacionais

O programa do real foi quem “salvou” o Brasil das garras da pobreza extrema e da falta do poder de compra. Inicialmente os impostos eram baixíssimos, possibilitando que com apenas R$1, fosse possível comprar muito. O equilíbrio da economia chegou e o país cresceu.

Hoje, a inflação volta a ser uma preocupação nacional, contudo há muito mais controle e organização por parte das autoridades. Os brasileiros esperam que haja o bom senso da então Presidente da República, Dilma Rousseff e o retorno do equilíbrio da economia brasileira.