DicasFree.com » Português » Vogais do alfabeto brasileiro

Vogais do alfabeto brasileiro

Afinal, porque as vogais são diferentes das consoantes? Com a nova regra, as letras W, K e Y entram em que padrão? Saiba agora aqui no Dicas Free.

     

Quando estávamos em nossa pré escola aprendendo os pilares básicos para nossa futura educação, normalmente as professoras iniciavam o ano introduzindo o alfabeto no aprendizado.

A fila das longas letrinhas dispostas em cartazes na parede ficou na mente de grande parte dos brasileiros. A divisão mais comum que aprendemos são as famosas consoantes e vogais.

Sabemos distinguir facilmente uma da outra, afinal as letras A, E, I, O e U são as vogais e as consoantes são das demais que sobram no alfabeto da língua portuguesa.

Figura com as Vogais

Vogais

Mas Porque a Divisão?

Existe uma regra que define uma vogal de uma consoante. Essa regra tema haver diretamente com os fonemas e com o jeito a que se pronuncia esses sons correspondentes a cada letra.

Se você tentar por exemplo, falar todas as vogais com a boca aberta, conseguirá facilmente pois essas letras não necessitam de muito esforço na pronúncia. Porém, ao tentar falar qualquer outra consoante, são necessários o encoste de lábios, a linga no céu da boca, entre outros movimentos indispensáveis.

Dessa forma, as vogais são letras cujos fonemas são reproduzidos com passagem de ar livre (sem interrupções, enquanto as consoantes são letras cujos fonemas só podem ser reproduzidos com a interrupção do ar pelos lábios, dentes, língua, etc.

Nova Ortografia

O novo pacto ortográfico entre as nações que falam o português admitiu as letras W, K e Y no alfabeto de forma oficial. Isso quer dizer que elas terão de se enquadrar em alguma dessas duas divisões de vogais e consoantes.

Essas letras continuam de certa forma, letras especiais. Isso porque por algumas delas são os dois ao mesmo tempo. O Y vem do grego e foi substituído pelo I nas palavras em português. Algumas palavras apenas manterão o Y em sua forma original com o mesmo  som, considerando-o assim uma vogal.

O K em nosso idioma, substitui em algumas palavras o som de QU nas palavras, consolidando-se como consoante. Já o W, possui duas formas de pronúncia. Uma com o som U como no caso da palavra Web. A outra, com só de V como era normalmente,  no caso de Wagner.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?