DicasFree.com » Saúde » Ferritina valores de referência

Ferritina valores de referência

Para saber mais informações sobre a ferritina e outras características da mesma, acompanhe este artigo e saiba mais sobre seus valores referenciais.

     

Ferritina

Pra quem não sabe, a Ferritina é uma espécie de proteína. Ela é categorizada como globular e fica situada exatamente na região do fígado. Está entre as proteínas residentes da casa do Ferro. E está dentro de todas as células existentes no corpo humano. Principalmente em três áreas específicas. Sendo essas:

  • Compostos férricos
  • Metabolismo
  • Reserva do ferro

Existem outras formas de ferritina, algumas estão misturadas em outras fórmulas como o íon de ferro. Quando não estão misturadas a nenhuma espécie de substância, ganham o nome de apoferritina. Seu peso é molecular, bem como toda a formação da mesma. É considerada por estudiosos uma macromolécula.

ferritina

Ferritina (Foto:Divulgação)

A Ferritina tem várias funções, sendo a principal delas acumular ferro. Esse processo faz toda proteção contra efeitos considerados tóxicos. Tudo funciona corretamente no corpo quando há então o funcionamento dos níveis de ferritina. O peso molecular  está calculado há  600.000 dáltons. Saiba mais sobre os valores de referência.

Valores de Referência

Os valores de referência podem ser alterados conforme a idade da pessoa em questão. A idade, determina de forma direta o valor referência da ferritina. Confira abaixo as principais idades e valores:

  • Recém-nascidos: 25 a 200 microg/l. 
  • 1 mês: 200 a 600 microg/l. 
  • 2 a 5 meses: 50 a 200 microg/l. 
  • 6 meses a 15 anos: 10 a 150 microg/l. 
  • Homens: 36 a 262 microg/l. 
  • Mulheres (menacme): 10 a 64 microg/l. 
  • Mulheres (pós-menopausa): 24 a 155 microg/l. 

As alterações de ferritina, podem ser peça chave para o desenvolvimento de várias doenças. Pessoas que possuem um alto nível, podem desenvolver a Doença Hepática de cunho agudo ou crônico. Além disso, outras doenças com risco de vida, essas são:

  •  Leucemia
  • Inflamação ou infecção aguda (ou crônica)
  • Mal de Hodgkin
  • Anemias hemolíticas crônicas  

Nos pacientes que possuem a doença renal os níveis de ferritina são anormais. Mas isso não influi diretamente no corpo de forma geral. A baixa ou alta ferritina é uma característica de todos os pacientes que apresentam tal problema. Para identificar corretamente os níveis são necessários alguns exames.

  • Hemograma completo
  • Ferro e capacidade de ligação de ferro total
  • Transferrina
  • Ácido fólico

Caso necessite de informações específicas, a procura de um médico é indispensável. Somente ele poderá indicar quais os procedimentos corretos a seguir caso seja encontradas alterações em seu sistema geral.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?