DicasFree.com » Português » Como identificar uma oração coordenada e subordinada?

Como identificar uma oração coordenada e subordinada?

Entenda neste artigo como funciona as orações subordinadas e coordenadas, saiba mais sobre suas diferenças e como identificá-las.

     

Como identificar uma oração coordenada e subordinada?

A identificação de uma oração coordenada e subordinada são definidas de acordo com os tipos de oração. O primeiro passo é saber como definir tanto a coordenada, quanto a subordinada. Tudo isso facilitará a sua vida na hora da identificação.

Orações subordinadas

É importante que primeiro você observe atentamente a frase, antes de defini-la:

Luana espera a compra do seu carro.

Para entendermos é preciso dissecar:

Luana – Sujeito

Espera – Verbo transitivo direto

A compra do seu carro – Objeto direto

Agora, caso a frase mude de figura e passe a:

Luana espera que você compre um carro.

Dissecaremos em:

Luana – Sujeito

Espera – Verbo transitivo direto

Que você compre um carro – Faz o papel de objeto direto

Gramática (Foto: Reprodução)

Agora comece a analisar como o objeto direto se transforma automaticamente numa espécie de segunda oração. Quando há componentes em uma oração e um deles se tornam 2° oração, então entende-se que a 2° oração se tornou subordinada a .

Quando se diz “comprar um carro” entendemos que esse é um objeto direto. Caso eu faça a transformação desse mesmo objeto em em uma oração inserindo então um verbo, ela se tornará: Luana espera que você compre um carro. Dessa forma, entendemos que houve uma alteração e que o objeto direto fez sua transformação, se tornando uma outra oração. Fazendo com que assim haja duas orações.

1° – Luana espera

2° – Que você compre um carro

A subordinação ocorre quando uma oração necessita da outra, como no exemplo acima. Sabemos que a segunda depende da primeira, se assim não fosse, a pergunta que viria automaticamente a nossa cabeça seria: Quem quer que você compre um carro?

Agora vamos a segunda parte do estudo.

Orações coordenadas

Depois que finalmente entendemos as orações subordinadas, fica fácil se adaptar com as coordenadas. É importante primeiro que saiba que uma não tem muito a ver com a outra, aliás, é totalmente o inverso. Coordenadas são orações totalmente independentes que não precisam de ninguém nenhuma outra. Por exemplo:

Luana comprou um carro e saiu por aí para se divertir com as amigas.

Todas as orações que fazem a composição são independentes. Perceba:

1° – Luana comprou um carro

2° – E saiu por aí para se divertir com as amigas

Todas as orações acima tem um sujeito, se estamos tratando de Luana, entendemos que ela é o sujeito de todas as orações. Desde a 1° até a 2°, porque ainda que nos pergunte: Quem saiu por aí para se divertir com as amigas? A resposta será automática: Luana. Todas as orações coordenadas são aquelas que não precisam necessariamente de outra para serem entendidas, como no caso das subordinadas.

Viu como é simples? Agora é só treinar bastante e começar a observar detalhadamente todas as orações que lê, em pouco tempo estará “arrasando” nas orações subordinadas e coordenadas!

Posts relacionados

  • Aprenda a orar como Deus deseja. Veja as orações que ele responde!
  • Formas de tratamento para prefeito
  • Oração do trabalho
  • Obrigado Deus pelo bebê
  • Oração do dia a dia
  • Qual a regra gramatical que explica o uso do Z?
  • O que são falsos cognatos?
  • Funções do se (gramática)
  • Comissionamento significado
  • Em baixo ou embaixo
  • Esclarecer ou exclarecer
  • Cansado ou cançado?
  • Oração de amor

  • Quer comentar ?