DicasFree.com » História » Povos: Incas, Maias e Astecas: Costumes Civilização História e Resumo Completo

Povos: Incas, Maias e Astecas: Costumes Civilização História e Resumo Completo

Saiba mais sobre esses povos que até hoje, enchem o imaginário ocidental de mistérios com suas belas construções, ciência e costumes.

     

O contato com americanos ao final do século XIV e início do século XV mudou imensamente as concepções de mundo que as sociedades ocidentais, sobretudo europeias, tinham até então. A existência de imensas faixas de terra com animais diferentes, pessoas, costumes, impérios e paisagens ressignificou o imaginário dos habitantes do Velho Mundo.

Mais que apenas estabelecer laços de diferenças entre os dois mundos, a descoberta para os ocidentais acabou por construir sua própria identidade, baseando-se na alteridade encontrada na América. Foi na diferença entre europeus e americanos que as sociedades europeias se identificaram como unidade cultural e representativa.

Os Incas

Os incas constituíram um dos maiores impérios da América, que se iniciava no atual Chile, passando por toda a extensão da Cordilheira dos Andes até mais ao norte. Estima-se que dentro das dependências do império existissem cerca de 700 línguas diferentes entre os vários povos que deviam tributos ou serviços aos incas.

cidade sagrada - Machu Pichu

cidade sagrada – Machu Pichu

A capital do império situava-se na cidade de Cusco, conhecida pelos próprios incas como O Umbigo do Mundo. Outras cidades sagradas como Machu Pichu foram descobertas mais a frente na conquista espanhola, porém já há muito tempo desabitada por esses povos.

Sociedade inca e religiosidade

A sociedade inca era estamental e possuía divisões de nobreza e cargos públicos. Os incas “puros” eram conhecidos como Os Filhos do Sol, principal divindade desse povo. Geralmente eram os que habitavam os complexos urbanos construídos com técnicas avançadas de engenharia e pedras que pesavam toneladas, cuidadosamente encaixadas e cortadas.

Outros povos serviam como base de produção para o sustento do império. Esses povos situavam-se dentro dos domínios incas e contribuíam com o pagamento de impostos, como alimentos, artesanatos e outros produtos.

Toda organização inca era extremamente burocrática no que diz respeito a administração dos recursos do império. Além disso, a política era totalmente centralizada ao imperador, que para os incas era a personificação do próprio deus sol, Inti. Para venerar o deus sol e lua, os incas construíram templos grandiosos e cidades sagradas que até hoje intrigam os pesquisadores.

Era comum em sua religião o sacrifício de seres humanos e animais em rituais sagrados. Para eles, toda o funcionamento do mundo e da vida só se manteria em ordem quando regado ao sangue do homem, uma tradição religiosa que remonta as origens desse povo.

Agricultura e economia

Os incas possuíam um vasto conhecimento na agricultura, com métodos muito eficazes de aproveitar a terra e a engenharia para fornecer irrigação da melhor forma possível utilizando terraços e curvas de nível. Cultivavam milho, algodão, tomate, mandioca Quinua, amendoim, batata, entre outros.

Não existia no império um sistema monetário. Para os incas, só a troca de produtos ou serviços faziam sentido em relações comerciais. A construção de diversas estradas facilitava o escoamento desses produtos para todo o império.

Astecas 

Os Astecas constituíam um vasto império localizado principalmente no atual território mexicano. Eram também excelentes construtores, conhecidos por suas grandes pirâmides e templos aos deuses. Seus domínios se estendiam por grande parte da América Central e eram conhecidos por sua grande força militar e caráter conquistador.

Pirâmide Asteca

Pirâmide Asteca

Sociedade, Cultura e Religião

Os astecas tinham a característica primordial de serem grandes guerreiros e conquistadores. Dessa forma, o guerreiro era considerado uma das camadas sociais existentes na sociedade asteca, como também o próprio imperador, a nobreza real, sacerdotes, comerciantes e escravos.

Os conquistadores espanhóis quando chegaram no território asteca, foram recebidos pelo imperador, onde Cortés fora confundido pelos astecas como a personificação do deus Quetzalcoátl, um dos principais e também o criador do povo asteca. O conquistador espanhol utilizou dessa coincidência para derrubar o império mais a frente.

Eram conhecidos também pelos seus inúmeros rituais de sacrifícios humanos públicos e frequentes. Eram geralmente realizados do alto das pirâmides, onde o coração das vítimas eram arrancados e dedicados ao sol para o correto funcionamento da dinâmica do mundo.

Além de engenharia aprimorada, esse povo também desenvolveu escrita por hieróglifos e um sistema de calendários e mapeamentos estelares precisos e importantes a sua cultura.

Agricultura e Comércio

A alimentação dos astecas era baseada principalmente no consumo do milho, porém também era comum que plantassem tomates, cacau, pimenta, entre outras variedades nas chamadas ilhas de cultivo. Dessa forma, além das trocas de produtos artesanais e grãos essenciais, os astecas utilizavam sementes de cacau como uma espécie de moeda representativa.

Maias

Os maias constituíam o império mais sofisticado da América e eram conhecidos por terem aprimorado demasiadamente a escrita, a astronomia e a matemática. O conhecimento das estrelas pelos maias era extremamente superior ao conhecimento europeu na época do contato.

Templo Maia

Templo Maia

Além disso, a funcionalidade do império maia deu a ele importantes e imensas cidades e conglomerados urbanos que possuíam as mais densas e dinâmicas aglomerações humanas do mundo. A densidade populacional das cidades era superior a das maiores cidades do Velho Mundo.

Sociedade, Cultura e Religião Maia

O império maia pode ser comparado a região da Grécia no sentido de que, apesar de não ser unificado, as cidades se comunicavam e se identificavam como semelhantes por terem culturas e idiomas parecidos. Essa divisão política facilitou a invasão por povos vizinhos e mais a frente, a derrubada de todo o império.

A sociedade era estamental, dividade em linhas de nobreza, cobradores de impostos, sacerdotes e camponeses. As edificações maias contemplavam altíssimo nível de complexidade e sofisticação arquitetônica. Os templos eram construídos rente ai alinhamento com as estrelas e de forma com que pudessem ser observadas da melhor forma possível.

Devido aos estudos astronômicos extremamente sofisticado desse povo, foram capazes de confeccionar os calendários mais precisos que o mundo já vira, como também previsões de eventos astronômicos que podem ser constatadas até os dias de hoje. Sua matemática era muito complexa, contemplando casas decimais e a existência do zero.

Agricultura e Economia

Os maias possuíam relações mais próximas com povos vizinhos, com os quais efetuavam trocas de mercadorias e outras relações políticas e comerciais. Cultivavam tubérculos, feijão, milho e outros, além de possuírem alto padrão de sofisticação no artesanato, na confecção de tecidos e no tingimento de roupas coloridas.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?