DicasFree.com » Dinheiro » Juntar renda para financiamento de veículo

Juntar renda para financiamento de veículo

Fique por dentro de como juntar renda para financiamento. Dicas de como juntar renda e entenda se esse financiamento de veículo é mesmo um bom negócio. Confira!

     

A renda mensal de muita gente não é o suficiente para comprar o carro desejado. Posto isto, juntar renda para o financiamento do veículo é fundamental para adquirir o carro dos sonhos.

Sim, o financiamento de veículo é uma opção favorável, no entanto, é necessário realizar simulações do financiamento antes de contratar uma linha de crédito, assim evitará dívidas e outros problemas. Sendo assim, é importante fazer algumas perguntas antes de iniciar o financiamento, por exemplo:

• Como juntar uma renda para o financiamento do veículo?
• Ao juntar a renda, quais cuidados devem ser tomados para o financiamento?
• É realmente um bom negócio optar pelo financiamento de veículo?

Veja a seguir, dicas de como juntar renda para financiamento de veículo:

Como já foi dito, muitas pessoas não possuem renda suficiente para adquirir o veículo dos sonhos, desta maneira, juntar renda para o financiamento é uma ótima opção, pois, o interessado poderá unir a sua renda com a renda da sua família, ou seja, juntar a renda para o financiamento.

Logo, o valor mensal aumentará, incluindo também o valor do patrimônio. Mas, para isso, é imprescindível a apresentação dos comprovantes de renda de todos envolvidos, além disso, essa contabilidade só será possível se os parentes forem de primeiro grau, como, pai, mãe, esposa e filhos. Ressaltando que algumas instituições podem exigir que esses parentes morem na mesma casa.

Veja a seguir, dicas de cuidados necessários ao juntar renda para financiamento de veículo:

Uma das dificuldades para juntar renda de financiamento de veículo é a condição do interessado em relação ao pagamento das parcelas, dado que para aumentar o valor do veículo, os rendimentos podem ser unificados, no entanto, para pagar as prestações, o interessado é o responsável pela despesa, logo, corre o risco de se endividar.

Compreenda que no Brasil, as parcelas não ultrapassam 30% da renda mensal comprovada, sendo assim, é importante que o contratado não ultrapasse esse valor, principalmente se for o único responsável pela dívida.

A dica é optar por um veículo que esteja de acordo com a realidade do contratante, ou seja, de acordo com a sua vida financeira. Assim, facilitará que no futuro ele troque o carro ou ofereça como entrada na compra de um veículo melhor.

Outro fator importante são os casos de inadimplência, pois, os nomes das pessoas envolvidas poderão sujar, além disso, os nomes serão cadastrados nos órgãos de proteção ao crédito.

Juntar renda para financiamento de veículo é mesmo um bom negócio?

Depende, pois, existe um lado positivo e um lado negativo. O lado positivo é o de garantir o veículo desejado por um preço maior que a renda do contratante, porém, o lado negativo ocorrerá, caso os envolvidos não se responsabilizem pelo financiamento.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?