Quem pode participar do Sisu e do Prouni

O Governo Federal, tem realizado programas que ajudam os alunos das escolas públicas a ingressarem no ensino superior, sendo que dois desses programas são o Prouni e o Sisu.

Quem um dia foi aluno ou é um aluno, sabe a dificuldade que muitos possuem em escolher a carreira que seguirá após o término do ensino médio. Pois essa escolha dependerá do curso escolhido, incluindo a faculdade.

Porém, nem todo mundo tem a facilidade de ingressar na faculdade desejada por vários motivos, principalmente alunos da rede pública. Sabendo-se disso, os programas Prouni e Sisu dão luz a vida desses alunos.

Para participar desses programas é necessário que o aluno tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. Tanto o Prouni, quanto o Sisu, possuem suas próprias regras, veja a seguir.

Sisu

O sistema de Educação Unificada, ou seja, o SISU, foi originado pelo Ministério da Educação no intuito de escolher alunos a partir da sua nota do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, para integrar nas instituições públicas de ensino superior.

Todo aluno que concluiu o ensino médio, poderá executar o exame para concorrer a uma vaga pelo SISU. Sendo assim, basta fazer a inscrição pelo site oficial do SISU, utilizando o mesmo número e senha do ENEM, porém é necessário ter feito o último exame realizado pelo ENEM.

É possível escolher dois cursos disponíveis nas instituições públicas para concorrer a uma dessas vagas. Lembre-se que o SISU ocorre duas vezes no ano, sendo um no primeiro semestre e o outro no segundo semestre.
Prouni

O Programa Universidade para Todos, ou seja, o Prouni, tem o propósito de propiciar bolsas de estudo para alunos da escola pública. São cursos de formação superior em faculdades ou em Universidades particulares.

Para ganhar essa bolsa o aluno precisará ter tirado mais de 450 pontos na prova e não ter zerado a redação, sendo que essa prova também é do ENEM. A bolsa de estudo poderá ser integral ou parcial, arcando com 50% da mensalidade do curso. O Prouni é especificamente para os alunos de renda baixa.

Entenda a seguir, a diferença do Sisu para o Prouni:

Sisu
• Programa voltado para os alunos estudarem nas Universidades Públicas do país
• Os alunos escolhidos para estudarem nessas Universidades precisarão tirar as melhores notas do Enem
• Para ser selecionado é necessário fazer a inscrição no site do Sisu
• O Sisu dispõe duas chamadas, possuindo também uma lista de espera

Prouni

• Programa voltado para os alunos estudarem nas Universidades Públicas do país
• O aluno precisa ter nota mínima de 450 pontos do Enem e não pode zerar na redação
• A renda familiar para bolsa integral, não pode ultrapassar um salário mínimo por pessoa. Sendo que para as bolsas parciais, a renda familiar não poderá ultrapassar três salários mínimos

Qual programa é melhor Sisu ou Prouni?

Os dois programas são ótimos para os alunos que almejam possuir um diploma do ensino superior, porém deve-se levar em conta a renda, pois o candidato que possui um nível de renda familiar alto, mesmo tendo estudado em escolas públicas, dificilmente conseguirá ingressar numa faculdade ou Universidade particular através do Prouni.

No entanto, os candidatos que escolhem o programa Sisu para ingressar numa Universidade pública, concorrerá de forma igual aos outros candidatos, independente da sua renda familiar. Diante isso, o Prouni, torna-se a melhor opção aos alunos de renda baixa.

Passo a passo para inscrição do Enem

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma prova realizada anualmente para avaliar a qualidade da educação nas escolas que ofertam o Ensino Médio. O resultado individual de cada aluno serve também para o ingresso em instituições de ensino superior privadas e federais.

As inscrições para o exame abriram nesta segunda-feira, dia 25 de maio, e o prazo se estende até o dia 6 de junho. Os candidatos que se declararem com baixa renda podem pedir isenção da taxa de inscrição, bem como os alunos de escola pública que estão cursando o terceiro ano.

Como medida cautelar para que o número de abstenções fosse menor que no ano passado o MEC (Ministério da Educação) aumentou o preço da taxa de inscrição que até então era R$ 35,00 e passou a ser de R$ 63,00. Já os que receberem isenção e não comparecerem no dia das provas terá o recurso negado no ano seguinte.

Fazendo a inscrição

Para realizar sua inscrição no Enem o candidato precisa ter em mãos alguns documentos oficiais, como o RG e o número do CPF, bem como um endereço pessoal de e-mail. Acesse o portal do Enem e clique no link “Inscrição 2015”, por meio do qual você iniciará o seu processo informando o CPF e a data de nascimento.

Inscrições Enem.
(Foto: Reprodução)

Lembrando que, neste ano, um mesmo endereço de e-mail não pode ser usado para mais de uma inscrição. É necessário também um número de telefone fixo ou celular.

Situações e atendimentos

Condições especiais

Candidatos que tenham problemas de vista, como baixa visão, cegueira ou visão monocular, deficiência física, auditiva ou intelectual, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou alguma outra condição especial podem e devem pedir atendimento especializado para a realização das provas. Para isso, é necessário preencher o campo específico do formulário durante a inscrição informando qual tipo de atendimento necessita.

Gestantes, lactantes, idosos, alunos de classe hospitalar e sabatistas também têm direito a receber um atendimento específico a sua condição, devendo também informá-la durante o ato de inscrição.

Nome social

Com o intuito de melhorar o atendimento e evitar enganos, para a inscrição de travestis e transexuais que preferem serem identificados pelo nome social haverá alterações. A indicação é que esses candidatos façam a inscrição normalmente no prazo estabelecido e, posteriormente, entre os dias 15 e 26 de junho, encaminhem por meio do sistema do participante uma cópia do documento de identificação, uma foto recente e um formulário que está disponível na página do exame preenchido.

Confirmação da inscrição

Para saber se a sua inscrição foi confirmada acesse a página do participante presente no portal do Inep e verifique como a informação aparece na tela, se a sua inscrição estiver homologada você pode gerar o cartão de confirmação após o pagamento da taxa, caso contrário refaça as etapas da inscrição, pois algo pode ter sido realizado incorretamente.

Vai fazer o Enem? Guia completo de como realizar sua inscrição e todas as informações que precisa

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma exame avaliatório elaborado e aplicado pelo MEC (Ministério da Educação) no Brasil, no qual o principal objetivo é avaliar a atual situação qualitativa da educação no ensino médio do país.

Entretanto, o resultado individual que cada candidato obtém, serve como porta de acesso para o ingresso em instituições de ensino superior públicas, por meio do SiSU (Sistema de Seleção Unificada) e em instituições privadas através do Prouni (Programa Universidade para Todos) ou Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

O Enem foi criado no ano de 1998 com o intuito de avaliar a qualidade e o desempenho dos estudantes quando terminavam a etapa final da educação básica, o ensino médio, deste modo o governo teria consistência para saber em quais setores investir para melhoria da qualidade desse grau de escolaridade.

Estudante.
(Foto: Reprodução)

Foi apenas no ano de 2009 que passou a ser utilizado como meio de ingresso em instituições de ensino superior. Para isso, mudanças foram implementadas de forma a contribuir para a redemocratização das vagas, dando oportunidade aos estudantes em níveis sociais diversos. O currículo das escolas públicas também foi adaptado para que os estudantes da mesma competissem com outros de forma equitativa.

Uma outra função do Enem é a de certificação, na qual a candidato pode obter o certificado de conclusão do Ensino Médio ou receber uma declaração parcial que comprove proficiência, para isso o participante deverá atender a alguns requisitos:

  • Indicar no momento da inscrição que tem pretensão de utilizar os resultados obtidos através do desempenho no exame para fins de certificação de conclusão do Ensino Médio, assim como a instituição que emitirá o certificado.
  • Possuir no mínimo 18 anos completos no dia da primeira prova do exame.
  • Atingir o mínimo de 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento do exame.
  • Atingir o mínimo de 500 pontos na prova de redação.

A inscrição

Quem pretende fazer o Enem 2015 deve estar bem atento as datas do exame. No entanto, é importante dar uma lida no edital do processo antes para conhecer todas as regras e prazos que giram em torno dele. Neste documento também está contido o passo a passo dos procedimentos que o candidato deve tomar. As inscrições são feitas estritamente pela internet na página oficial do Inep.

Além do fornecimento de informações de dados pessoais como o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e RG (Registro Geral) algumas outras etapas são indispensáveis no momento da inscrição, confira:

  • Endereço de e-mail válido.
  • Indicar, se for o caso, a necessidade de atendimento diferenciado e/ou específico durante as provas.
  • Indicar, se for o caso, objetivo de obter o certificado do ensino médio com a nota da prova.
  • Preencher a declaração de carência para aqueles que desejam conseguir isenção da taxa de inscrição.
  • Preencher o questionário socio-econômico.
  • Escolher o município para realização da prova.

Após determinado tempo o candidato recebe em seu endereço um cartão de confirmação de inscrição, no qual constam os seus dados e informações sobre o local em que fará a prova, caso o candidato não receba o mesmo poderá ser impresso via internet no site da inscrição.

Taxa de inscrição

Os alunos que estiverem cursando o ensino médio no ano em que forem fazer a prova estão isentos do pagamento, assim como os que são bolsistas integrais em escolas privadas e os que declararem carência sócio-econômica. Fora as pessoas desse grupo, o restante dos candidatos deverão pagar no Banco do Brasil um boleto que será emitido por meio da GRU (Guia de Recolhimento da União) no valor de R$ 25,00, caso esse valor não seja pago até o prazo de vencimento o participante será automaticamente excluído do Enem.

Conteúdo

Os conteúdos que caem na prova são definidos partindo de uma matriz que tem fundamento nas quatro grandes áreas do conhecimento:

  • Linguagens, códigos e suas tecnologias que abrange a área de Português. (45 questões de múltipla escolha e 1 redação de tema desconhecido)

Na prova desta área caem questões relacionadas à língua portuguesa, língua estrangeira, literatura, educação física e artes. As questões de literatura se pautam nas leituras obrigatórias que o edital indica previamente, geralmente são os principais autores da literatura brasileira e portuguesa. As questões de educação física são articuladas com a linguagem, expressão corporal e arte. A redação deve ter um caráter dissertativo-argumentativo, no máximo 30 linhas e no mínimo 7, confira os temas que caíram nas dez últimas provas:

→ 2005: O trabalho infantil na sociedade brasileira.
→ 2006: O poder de transformação da leitura.
→ 2007: O desafio de se conviver com as diferenças.
→ 2008: Como preservar a floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivo financeiros a proprietários que deixarem de desmatar; ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar.
→ 2009: O indivíduo frente à ética nacional.
→ 2010: O trabalho na construção da dignidade humana.
→ 2011: Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado.
→ 2012: Movimento imigratório para o Brasil no século XXI.
→ 2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil.
→ 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil.

O MEC elaborou um Guia para o estudante que dá informações e orientações sobre como elaborar uma redação com coesão e coerência de ideias. Acesse através deste link.

  • Matemática e suas tecnologias

A prova de Matemática geralmente é uma das que os participantes mais temem, ela apresenta questões de diversos níveis, desde as mais simples a cálculos bastante raros e complexos. Nela caem questões relacionadas as conteúdos que envolvem bastante interpretação do texto que enuncia a pergunta, como por exemplo, porcentagem, áreas, planificação, função, intervalo, trigonometria, estatística, geometria, probabilidade, gráficos, proporções, conversão de unidades, entre outros.

  • Ciências da Natureza e suas tecnologias, que abrange as áreas de Química, Física e Biologia. (45 questões de múltipla escolha)

Na prova de Ciências da Natureza e suas tecnologias temos três matérias fundamentais: biologia, física e química. A prova de biologia traz para avaliação tópicos como moléculas, células e tecidos, identidade dos seres vivos, origem e evolução da vida, hereditariedade e diversidade da vida, ecologia e ciências ambientais e qualidade de vida das populações humanas. Na prova de Física as questões envolvem mais o segmento de mecânica, eletricidade e energia. Por fim, na química, encontramos questões de cálculo estequiométrico e a termoquímica.

  • Ciências Humanas e suas tecnologias, que abrange as áreas de Geografia, História, Filosofia, Sociologia e conhecimentos gerais. (45 questões de múltipla escolha)

As 45 questões da prova de Ciências Humanas e suas tecnologias estão divididas entre as disciplinas de geografia, história, filosofia e sociologia. Alguns assuntos que foram bastante recorrentes nessas provas durante os últimos ano se pautam a respeito dos movimento sociais ao longo da história, a tecnologia e seu impacto na vida social e política, cidadania, problemas urbanos, situação rural brasileira e a questão sócio-ambiental.

Uma dica importante e bastante perspicaz para quem vai fazer o Enem 2015 é se preparar refazendo as provas das edições anteriores. No Portal do Enem é possível ter acesso as provas que já foram aplicadas. Se possível faça como se estivesse realizando a prova oficial, separe algumas horas do seu dia e caia nos estudos, ignore qualquer distração como celular, televisão ou computador. Assim você poderá treinar a sua capacidade e resistência em uma prova que abrange um período longo.

Data

O Cronograma do Enem 2015 ainda não foi divulgado, mas há uma expectativa que as inscrições comecem agora no mês de maio e as provas sejam aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro. Caso você se interesse em conhecer a legislação que rege o Enem, é possível acessá-la no site no INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), assim como conferir editais das edições anteriores.

No dia da prova

Assim como o próprio MEC recomenda é aconselhável chegar no local de prova com uma hora de antecedência, ou pelo menos sair de casa mais cedo, pois pode haver engarrafamentos e situações inesperadas. Caso você não conheça a localização exata de onde vai fazer a prova procure ir lá alguns dias antes para no dia não se perder.

Este problema é bastante comum em cidades grandes, pois o sistema que organiza a distribuição dos estudantes não os direciona a um local perto de sua casa, mas distribui os candidatos por ordem alfabética, então é bem provável que algumas pessoas acabem por fazer a prova do outro lado de sua cidade.

Os únicos objetos essenciais para realizar a prova é a apresentação do documento oficial original de identidade e uma caneta esferográfica de corpo transparente preta, se achar necessário precaver, leve duas.

Instrumentos como lapiseira, lápis, borracha, óculos escuro, boné, chapéu, relógio e afins não são permitidos dentro da sala. Se você achar necessário leve água e algum alimento, mas que este seja de fácil manuseio, como barras de chocolate ou cereal que servirão apenas para te dar energia e não tirarão o foco durante a realização da prova.

De forma alguma porte objetos eletrônicos, como celulares ou tablets, nem livros ou similares, pois se você for pego com algum deles será eliminado da prova no exato momento. Para evitar este tipo de situação são oferecidos sacos plásticos que são lacrados e guardados até o final da prova.

As provas duram 4h e 30min no primeiro dia e 5h e 30min no segundo dia. Todos candidatos devem permanecer na sala por no mínimo duas horas, para levar o caderno de questões para casa é preciso ficar até o momento em que faltar trinta minutos para o horário final.

Resultado

O resultado da prova do Enem só sai no ano seguinte, ou seja, quem fizer a prova neste ano de 2015 só saberá o seu desempenho final em 2016. Entretanto, é possível ter uma base se foi bem ou não antes da data final, pois alguns cursinhos pré-vestibular e posteriormente o próprio MEC liberam o gabarito de cada prova para os estudantes conferirem quantas questões acertaram. A nota somatória das provas varia entre 0 e 1.000 pontos.

SiSU

O SiSU se constitui de um processo seletivo de única inscrição, no qual o candidato escolhe por duas opções entre vagas ofertadas por instituições de todo o país. Após o final do período de inscrições os candidatos são classificados de acordo com sua nota. A nota utilizada para avaliação é a do Enem, sendo que cada grande área do conhecimento tem uma variação de peso na nota tendo em vista qual o curso escolhido. Por exemplo, se o curso que você quer é engenharia civil a nota que terá maior peso será a de matemática, caso você escolha letras, a prova de linguagens terá um peso maior e assim em todos os cursos.

Prouni

O Prouni é um programa do governo federal que visa dar a oportunidade de cursar o ensino superior para os estudantes que não tem condições financeiras de pagar por uma faculdade. Para isso é preciso ter obtido o mínimo de 450 pontos na média das provas e não zerar a redação. Podem concorrer às bolsas os candidatos que atendam a uma das seguintes condições:

  • Ter cursado o ensino médio inteiro em escola pública.
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola privada, na condição de bolsista integral.
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola privada.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor da rede pública de ensino e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesses casos não há requisitos de renda.

Fies

A partir desse ano o Fies passou a exigir uma pontuação mínima de 450 pontos na média das provas do Enem e nota acima de 0 na redação para efetuação de contratos. A regra se aplica somente a novos candidatos do sistema, aqueles que forem pedir renovação do contrato ainda contarão com as antigas condições.

Caso ainda reste alguma dúvida sobre como funciona o Enem é possível entrar em contato direto com um especialista de forma online no portal de auto-atendimento do MEC ou pelo telefone 0800-616161

» Portal do MEC http://portal.mec.gov.br
» Portal do INEP http://portal.inep.gov.br
» Portal do SiSU http://sisu.mec.gov.br
» Portal do Prouni http://siteprouni.mec.gov.br

Edital MEC Sisu 2015

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) oferece vagas aos alunos que desejam cursar o ensino superior em alguma instituição federal. A única especificação é que o estudante não tenha obtido nota zero na redação.

Sisu 2015

As inscrições se iniciam dia 19 de janeiro se estendendo até o dia 22, no total são mais de 200 mil vagas disponibilizadas e uma gama de cursos em quase 160 instituições de ensino superior espalhados pelo país. Para se inscrever no Sisu, o candidato deverá ter em mãos a nota do Enem 2014, que será divulgada no dia 13 de janeiro através do Ministério da Educação.

Sisu 2015. Créditos de imagem: http://dicasdocelso.com.br/

A inscrição, de forma gratuita, apenas será realizada no site sisu.mec.gov.br. Na inscrição o candidato tem direito de escolher  duas opções de curso, podendo mudar, ainda que já a tenha efetuado.

Quanto a nota de corte, esta é obtida com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos em cada curso. Uma vez por dia, do dia 20 a 22 de janeiro o Sisu calcula e divulga a nota de corte.

Os candidatos são selecionados de acordo com as notas do Enem 2014 através da modalidade de concorrência, ou seja, de caráter desclassificatório. A divulgação da seleção ocorrerá dia 26 de janeiro. Estando selecionado basta procurar a instituição de ensino para fazer a matrícula, se não foi selecionado na 1° opção, poderá recorrer a lista de espera.

Estando na lista de espera, basta procurar a instituição que deseja a partir do dia 26 de janeiro a 6 de fevereiro, esta servirá como a primeira opção do curso que escolheu no ato da inscrição. Em 11 de fevereiro, procure a instituição e acompanhe a convocação para realizar a matrícula caso seja selecionado na segunda opção. Você também pode pesquisar por vagas no sistema acessando sisu.mec.gov.br/cursos.

Como alterar os dados do Enem?

Como alterar dados do Enem?

O Enem é um exame nacional que visa avaliar os conhecimentos de alunos de todo país. Ele acontece em todas as cidades (sem restrição) e a inscrição é sempre feita num período do ano. Essas são anunciadas nos principais meios de comunicação como TV, radio e internet.

Depois de haver efetuado sua inscrição, até um dia previsto e datado pelo sistema existe a possibilidade de fazer alteração. Ultrapassando esse tempo, nenhum aluno poderá mudar seus dados.

Para que tenha acesso ao sua conta e modifique, é necessário que se dirija ao portal oficial pela internet, através do endereço eletrônico www.sistemaenem.inep.gov.br e clique na opção “Acompanhe sua Inscrição”.

Enem  (Foto: Reprodução)

A página se dirigirá automaticamente ao pedido de algumas informações que lhe possibilitarão entrar em sua conta. Digite os seus dados e dê seguimento ao processo clicando em “Entrar”. É importante ressaltar que nem todas as informações podem ser alteradas, somente:

  • Local de realização da prova
  • Opção de prova de língua estrangeira
  • Portador de deficiência
  • Necessidade de atendimento específico
  • Data de nascimento
  • Dados pessoais
  • Endereço
  • Telefone
  • E-mail
  • Opção de certificação de Ensino Médio

O prazo de alterações do Enem:

Visando obter maiores informações sobre o exame, você poderá contar com o portal do aluno e ainda conhecer o “Enem – Passo a passo”, um portal do governo que disponibiliza informações passo a passo para todos os estudantes que irão realizar o exame naquele ano.

Para acessá-lo, basta clique aqui. Em caso de maiores informações, também será possível entrar em contato através do telefone 0800-616161.