DicasFree.com » Português » Variações linguísticas regionais exemplos de palavras

Variações linguísticas regionais exemplos de palavras

Você já esteve em vários cantos do Brasil? Se a resposta for sim, perceberá nitidamente a diferença das variações linguísticas no uso das palavras. Se não, confira agora algumas notas interessantíssimas sobre o assunto.

     

Quando viajamos muito e frequentamos os diferentes tipos de regiões no Brasil nos deparamos com as variações linguísticas regionais. Mas… O quê é isso? Muito simples. Quando você vai à São Paulo, escuta alguém dizer:

“Nossa, o sanduíche dessa lanchonete é melhor.”

Agora, quando você vai ao interior de Minas, é possível que escute:

“Nó, o sanduíche dessa lanchonete é mió (ou mior).”

Está errado? Claro que não. Só estamos tratando de regionalismo, uma forma diferente de proferir a mesma frase, mas com o mesmo intuito e significado. Tudo isso está incluso na cultura regional e não necessariamente na gramática ensinada na escola.

Embora pronunciar tal palavra não esteja “errado” ou “incorreto” (isso por causa do regionalismo), ainda é preciso ter observância quando o assunto for escrita. Mesmo que você fale “mior”, é indispensável que a palavra seja escrita de forma correta, impedindo o erro no português.

Um escritor famoso, denotou tal linguística de forma bem peculiar em seu poema:

“Vício na fala

Para dizerem milho dizem mio
Para melhor dizem mió
Para pior pió
Para telha dizem teia
Para telhado dizem teiado
E vão fazendo telhados”

Oswald de Andrade

O vício da fala é uma variação linguística que pode mudar de acordo com o local onde reside e esteve durante toda sua vida. Há também as variações linguísticas que se encaixam a forma dita como por exemplo: Antigamente, as moças eram chamadas de “mademoiseilles”, hoje ouvimos “minas” por aí.

Essa também pode ser categorizada como uma variação linguística, dessa forma nós podemos entender o quanto a língua é dinâmica. As transformações sofridas podem ocorrer devido aos anos e a cultura local de um lugar. Sofrendo alterações devido a fatores advindos da sociedade.

Essas variações podem ser classificadas, perceba abaixo como.

Variações linguísticas (Foto: Reprodução)

Variação histórica – A variação histórica é o tipo de mudança sofrida ao longo dos anos. Um bom exemplo é a forma como eram posicionadas as palavras em 1920 e como é hoje, nos anos 2000. A palavra “vosmecê” fora trocada por “você”, uma palavra com variação linguística devido ao tempo.

Variação regional – A regional consiste na forma como se é dita uma palavra. Elas também podem ser chamadas de dialeto e geralmente são expostas devido a cultura local. Se encaixam perfeitamente nos exemplos citados acima e no poema indicado de Oswald de Andrade.

Variação social – Já a variação social é aquela que está impressa somente em alguns tipos específicos de pessoas. Os jovens, por exemplo, são os que mais possuem variação linguística social, as gírias são suas principais variações e em alguns grupos mais fortes como no caso dos surfistas, tatuadores, entre outros, mais acentuadas.

O “vício da fala” não chega a ser um erro, mas pode muito atrapalhar quem está em uma entrevista de emprego, por exemplo. É interessante que você reverta sempre o incorreto, no intuito de chegar a uma forma “politicamente correta” de se expressar linguisticamente. Evitando problemas sociais e até a imagem de “não alfabetizado”.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?