DicasFree.com » Saúde » Sibutramina faz mal

Sibutramina faz mal

Existem uma enorme polêmica entorno da famosa sibutramina, medicação para o tratamento de obesidade. Clique e entenda a respeito do medicamento.

     

A Sibutramina é uma medicação cercada de polêmicas.

A obesidade é um problema muito comum atualmente e pode ser associado a vários fatores diferentes. Algumas doenças – principalmente de gastrite – podem aumentar as condições para o ganho de peso descontrolado da pessoa e gerar o quadro de obesidade e quando mais elevado, obesidade mórbida.

Outro fator muito conhecido e muito ignorado pela maioria das pessoas é disponibilidade de comidas e refeições rápidas e industrializadas nas grandes e pequenas cidades. Esses alimentos possuem altíssimas taxas de gorduras e açúcar, além de muitos elementos conservantes. Esses fatores aliados a praticidade, o preço e a enorme publicidade envolta nos produtos desencadeiam uma febre de consumo por parte das pessoas.

O consumo exagerado desses produtos ou o consumo rotineiro dos mesmos ocasiona em diversos problemas de saúde em todas as idades. A obesidade é uma consequência direta do consumo desses alimentos e junto a ela, outros problemas como entupimento de artérias, problemas diabéticos, entre outros, fazem-se presentes para piorar o quadro.

Um remédio muito utilizado no tratamento da obesidade é a Sibutramina, um fármaco cujo objetivo é causar inibição de apetite para ajudar no controle das refeições. Esse medicamento está entorno de muitas questões e polêmicas devido aos efeitos colaterais. Pesquisas recentes atribuem o uso do medicamento ao aumento dos riscos de infarto e problemas cardiovasculares.

Esses problemas realmente são agravados pela utilização da medicação e por isso foi proibido em vários países da Europa. A polêmica se faz na resistência de muitos médicos em utilizarem a Sibutramina, por ser um medicamento que realmente é eficaz no tratamento dos obesos. Médicos afirmam que os riscos de infarto só aumentam quando o paciente já tem algum problema cardiovascular. Nesse caso, a indicação do remédio é proibida.

Nos casos em que o paciente não possui problemas cardiovasculares, a utilização do medicamento pode ser efetuada normalmente sem que o paciente corra grandes riscos. A Sibutramina ainda é aceita em muitos países como o Brasil mediante a essa condição onde os médicos podem receita-la mediante exames que confirmem sua eficácia sem riscos a saúde.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?