DicasFree.com » Química » Separação dos tipos de mistura

Separação dos tipos de mistura

As misturas podem homogêneas ou heterogêneas e os métodos utilizados para separa-las são vários. Aprenda mais sobre o assunto clicando no post.

     

As misturas são mais comuns do que imaginamos. Estão presentes em todo lugar, com no próprio ar, na água do mar, no suco que você faz no almoço, na gasolina do posto de combustível, entre outros exemplos. Essas substâncias podem estar no estado sólido, líquido ou gasoso, e além de misturadas, compõem novas substâncias que podem ser separadas novamente.

Café coado - mistura homogênea

Café coado – mistura homogênea

Para iniciar, temos que ter em mente os dois tipos de mistura. A mistura homogênea é aquela que aparenta apenas uma fase da mistura, onde as substâncias se entrelaçam que produzem um efeito único, que não é possível de se perceber “divisões”. Um exemplo disso é a água com sal.

Água e óleo - mistura heterogênea

Água e óleo – mistura heterogênea

Já as misturas heterogêneas são aquelas que aparentam duas fases ou mais, onde é facilmente observável que as substâncias são se entrelaçam e por vezes até se repelem. O exemplo mais famoso e mais fácil de se visualizar é quando tentamos misturar água com óleo de cozinha.

Separando misturas homogêneas

Destilação simples – nesse processo separa-se componentes sólidos de componentes líquidos por meio da destilação. Nenhum dos componentes é perdido ao final do processo químico. Podemos utilizar como exemplo a água e o sal.

Destilação fracionada – esse processo é utilizado para separar líquidos diferentes e que tenham também diferentes pontos de fusão. Fracionando o processo em diferentes temperaturas e recipientes, é possível aquecer e separar o álcool da água, por exemplo.

Fusão fracionada – o mesmo processo da destilação fracionada, porém realizado apenas com materiais sólidos. Separar diferentes materiais da liga de aço por exemplo, só é possível quando se aquece o suficiente para apenas um deles entre em ponto de fusão e derreta, deixando o outro ainda sólido.

Extração por solventes – esse processo consiste em adicionar um solvente em uma mistura para que os líquidos dessa mistura se separem visivelmente. É possível separar a gasolina do álcool adicionando o solvente água, por exemplo.

Liquefação fracionada – nesse processo se separam gases com diferentes pontos de fusão. A ideia é aquecer ou esfriar os dois gases misturados a fim de que o que tenha ponto de fusão menor se liquefaça primeiro, se separando do outro.

Separando misturas heterogêneas

Filtração – esse processo se baseia em passar o líquido misturado com o sólido em uma parede retentora de partículas, mas que permita a passagem do líquido, como num filtro de café por exemplo. Nesse caso, o sólido fica na parede retentora, enquanto o líquido passa direto e é recolhido em outro recipiente.

Tamisação – também conhecido como peneira, consiste em separar sólidos maiores de sólidos menores através do peneiramento.

Decantação – esse processo consiste em esperar que todo o material sólido se concentre no fundo do líquido, podendo assim, separa-los manualmente com ajuda de outro recipiente. Nesse caso, o líquido separado ainda continua com as impurezas do sólido que estava em contato anteriormente. Exemplo: água e terra.

Ventilação – consiste em rajadas de ar em intensidades diferentes. O objetivo é separar sólidos de diferentes pesos e densidades ainda misturados. Dessa forma, a rajada de vento leva o sólido de densidade menor, deixando o mais denso no local.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?