DicasFree.com » Estudos » Qual o comportamento adequado para sala de aula?

Qual o comportamento adequado para sala de aula?

Saiba que sendo aluno ou professor, é preciso ter consciência de seu papel. Descubra neste artigo como evitar tais problemas e fique por dentro das principais regras e acompanhe nossas dicas no decorrer desta matéria!

     

A maneira de comportar-se na sala de aula é muito importante. Quando ocorre o comportamento inadequado, é provável que o aluno se prejudique e ainda faça o mesmo com os colegas. Uma educação em sala de aula pode depender exclusivamente da personalidade de um aluno. Alguns são mais desinibidos do que outros, mas todos precisam respeitar o horário de brincar e de falar sério dentro da sala.

A conscientização de que ali é um espaço voltado ao aprendizado é algo que deve ser ensinado desde os primeiros anos de vida, pelos pais, em casa. Quando isso não acontece, o processo de ensiná-lo a ter um comportamento exemplar quando maior, pode ser árduo e bem trabalhoso. Contudo, deve ser motivado por todos da escola onde a criança está inserida como estudante, também é preciso muito jogo de cintura por parte dos professores.

O primeiro passo sempre consiste em fazer com que ele esteja consciente de que seus atos são prejudiciais. Quando um aluno exagera na brincadeira e ultrapassa os limites do bom senso, começa a se deparar com um boletim cheio de notas vermelhas. Esse é o primeiro choque que ele terá, portanto, caso esteja se comportando inadequadamente dentro de sala de aula, é interessante baixar suas notas e discuti-las depois com os pais, na sua presença.

Algumas regrinhas básicas são importantes e podem ser relembradas todos os dias pela professora, sendo então:

  • Entre na sala em silêncio
  • Sente-se de acordo com a lista da turma
  • Sente-se sem arrastar cadeiras ou outro material
  • Aguarde silenciosamente o início da aula
  • Levante o braço para pedir a palavra
  • Espere pela sua vez
  • Fale um de cada vez
  • Esteja atento
  • Respeite o professor e os colegas
  • Seja assíduo
  • Seja pontual
  • Em caso de atraso, bata na porta
  • Conserve o material
  • Pela licença para se levantar
  • Aguarde em silêncio autorização para sair da sala
  • Saia sem fazer barulho
  • Colabore nas atividades dentro e fora da sala
  • Tire o boné ou o chapéu antes de entrar na sala de aula
  • Desligue o telemóvel antes de entrar na sala
  • Tenha postura
  • Cumpra os prazos estabelecidos

Quando essas pequenas regras são reavalidas diariamente e relembradas aos alunos, certamente eles não terão desculpas para não cumpri-las. Também é importante que o professor apresente um conteúdo que realmente prenda a atenção. Todos já estão habituados a “chatices escolares” o que não os agrada em nada. Quando o professor aborda temas interessantes e aguçam  a curiosidade, naturalmente ocorre o maior interesse pela aula e a maior participação, sem atrapalhar os colegas, nem a si mesmo.

Sala de aula (Foto: Reprodução)

Quando há insistência numa espécie de comportamento duvidoso, é importante também que o professor tenha a sensibilidade de desvendar tal mistério. Algumas crianças passam por problemas realmente complicados em casa e consequentemente trazem isso à sala de aula. Aquelas que sofrem por rejeição dos pais são geralmente as mais bagunceiras, o consciente diz que devem chamar atenção para si, ainda que isso atrapalhe seu desenvolvimento escolar.

Não há como prever um comportamento totalmente indicado para crianças, elas são inconstantes e não conseguem se expressar de acordo. Por isso o melhor é sempre procurar uma conversa franca com os pais para entender do que se trata tal distúrbio. Agora no caso dos adolescentes, uma boa dose de sinceridade pode resolver. Mas é claro que nada disso pode ser funcional se você for estúpido ou um professor comum. É preciso criar um vínculo com seus alunos a ponto de fazer com que confiem em você.

Quanto ao comportamento de um professor, o melhor é sempre se manter pacífico. Não pense que é possível falar tudo que lhe vem na cabeça, a sabedoria é a principal arma nesses casos. Também promova tipos específicos de brincadeiras e dinâmicas que possam fazer com que a aula não esteja embasada somente na abertura de um livro e nos exercícios de determinadas páginas. Inove!

Um bom professor é aquele que, além de tudo, está presente como amigo na vida de uma criança ou adolescente. Ele precisa ser amado e respeitado, nenhum tipo de respeito pode ser conquistado através de gritos e broncas, isso funcionaria (talvez) se você fizesse parte do quadro familiar da criança, caso contrário não obterá respeito se não o dá na mesma proporção. É bom estar consciente disso!

Aos alunos

  • Não desrespeite seu professor sendo agressivo
  • Não comam, nem bebam em sala de aula
  • Evitem chegar atrasados
  • Procurem trazer seu próprio material
  • Não interrompam seus colegas ou professores
  • Não tenham um mal comportamento
  • Sejam participativos
  • Não falem ao celular
  • Não rabisquem suas mesas
  • Não façam barulhos durante a explicação

Aos professores

  • Seja sempre criativo
  • Inove
  • Dê chance do seu aluno falar
  • Respeite para ser respeitado
  • Não haja como se fosse o pai do aluno
  • Não ofenda sua educação
  • Não promova um trabalho cansativo
  • Não permita a falta de participação nas aulas
  • Seja parceiro dos seus alunos
  • Promova atividades fora da sala de aula
  • Não se canse de ensinar

Se cada participante da aula seguir corretamente essas dicas e ainda desenvolver seus papéis adequadamente, certamente haverá maior proveito do tempo disponibilizado na escola e, mais crianças e adolescentes, serão exemplos de bons alunos! Enfrentar ou discutir nunca é uma boa opção em sala de aula (não importante se você é aluno ou professor).

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?