DicasFree.com » Doença » Quais os tipos de herpes?

Quais os tipos de herpes?

As herpes são doenças que afetam a pele e podem prejudicar a aparência, trazendo comichões e outros tipos de desconfortos. Para saber quais seus tipos e vírus, confira este artigo!

     

Tipos de herpes

Atualmente tem conhecimento da existência de 8 vírus diferentes causadores da herpes. Eles são categorizados em herpes 1,2 e 3, aqueles que provocam diagnósticos com semelhança relacionada a feridas e infecções sob a pele, sendo esses inconstantes, aparecendo de época em época ou não.

Explicaremos então os tipos de herpes.

Herpes 1

A herpes do tipo 1 é categorizada como oral, aquela que surge nas regiões bucais como lado esquerdo ou direito da boca, causando feridas e vermelhidões, com sintomas de ardor e bolhas que se preenchem com líquido infeccioso e claro, também é possível a aparição dessas feridas na área interna da região bucal.

Herpes labial (Foto: Reprodução)

O vírus pode ser decorrente pelo resto da vida com aparições periódicas ou longínquas, tendo seu primeiro contato na idade infantil, presentes principalmente em secreções de vias orais. Logo após, o alojamento do mesmo ocorre em um neurônio e então possui capacidade para estar para sempre.

É possível também que não haja nenhum tipo de sintoma durante esse período ou que a criança só venha dar atestado do vírus na idade adulta. O estado sem anunciação é chamado pelos especialistas de latência.

Herpes 2

O tipo 2 da doença ocorre em pontos mais ocultos como a região pélvica ou genital. Os sintomas são basicamente os mesmos, com feridas de líquido branco infeccioso, ardor e vermelhidão. O contato com esse vírus é geralmente obtido através de relações sexuais na fase da adolescência.

Elas devem ser tratadas ao primeiro desenvolvimento dos sintomas, já que são capazes de proporcionar além de dor, alguns outros problemas relacionadas a vida sexual. Dentre os sintomas o paciente apresenta ardor ao urinar e desconforto durante os atos íntimos, impedindo o ápice do prazer.

Sem contar que a herpes abre portas para a infecção por doenças mais graves, já que não há nenhum tipo de defesa. Dentre as DST’s que podem ser desenvolvidas, está inclusa a aids/HIV. No mesmo estado que as herpes orais, é possível que a genital se desenvolva em períodos longos ou curtos.

Também existe a possibilidade de desenvolvimento devido a exposição ao sol, estresse excessivo, período menstrual, entre outros. Essas situações podem fazer a reativação dos agentes do vírus e ainda o transporte e estimulação do mesmo através do neurônio.

Esse tipo de quadro é considerado benigno, portanto, com o cuidado certo em 5 e 7 dias o paciente pode estar recuperado. Alguns tipos de medicamentos são capazes de diminuir os efeitos e abreviar os sintomas, também bloqueando o surgimento das bolhas infecciosas.

Caso seja necessário, o paciente deverá manter diariamente o uso de medicamentos receitados pelo médico, impedindo que a doença possa ter chances de um novo desenvolvimento, com capacidade de diminuição das chances de transmissão.

Herpes tipo 3

O tipo 3, também conhecido como herpes zoster pode ser conhecido como vírus da varicela ou catapora, um quadro que se desenvolve preferencialmente quando ainda se é criança. O contato com o vírus geralmente é obtido através de vias orais e estabelece-se sobre os neurônios.

O seu poder “de volta” é o mesmo dos quadros citados acima. Para obter solução no caso, é necessário que o paciente faça acompanhamento com antivirais, reduzindo desta maneira a dor e acelerando a cicatrização. A herpes zoster pode ser contida através da vacinação.

Contudo, na rede de vacinação pública brasileira ainda não é possível obtê-la. Segundo o governo do país há intenção de transmiti-la aos brasileiros futuramente.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?