DicasFree.com » Escolar » Produção de açúcar

Produção de açúcar

Você também é um eterno curioso sobre a produção dos alimentos? Então confira aqui uma matéria completa sobre os preparos do açúcar branco, alimento tão comum no nosso dia a dia.

     

Produção de açúcar

A fabricação da açúcar é feita de forma peculiar e longa, os cristais são extraídos propriamente da cana de açúcar. Depois da sua chegada a fabrica, passa por uma série de processos iniciais, como:

  • Balança
  • Laboratório PCTS

A seguir, vai direto para a mesa alimentadora. A lavagem é feita em esteiras e com o auxílio dos desfibradores. A finalidade geral do processo é fazer com que abram-se ao máximo, permitindo que dessa forma sejam tocadas as células da cana. Aumentando a extração.

Assim que toda a cana despejada sob a mesa estiver desfibrada, o próximo passo é a alimentação da moenda feita pela própria cana. Água quente com uma temperatura mediana de 60°C é derramada, afim de obter maiores percentuais de extração. Não sabe o que é moenda?  explicaremos.

Torrões de açúcar (Foto: Reprodução)

Moenda é uma espécie de máquina que tem uma formação de um conjunto de terno 4 rolos. Dentre eles teremos:

  • 1 de pressão
  • 1 de entrada
  • 1 superior
  • 1 de saída

Todos cheios de frisos. A moenda convencional pode ser formada por mais ternos ainda, cerca de 6.

Logo após o processo de passagem por todos os ternos da moenda, haverá como restante um resíduo separado do bagaço (resíduo úmido), esse é enviado diretamente as caldeiras. O calor gerado por elas faz a queima da água, transformando-a em vapor puro. Dessa maneira passa-se ao processo de destilação.

O líquido que fora extraído segue em direção à fabrica devido aos seus percentuais de sacarose, os demais ternos seguem em direção a destilaria. O primeiro caldo passa por várias peneiras, essas peneiras tem como intenção, retirar os bagaços pequenos que estiverem ainda restantes.

Seguem logo após ao processo de sulfitação com a finalidade de fazer toda retirada de substâncias que dão cor escura ao caldo. Além disso, esse processo é importante para matar todos os micro-organismos. O envio então é feito para a dosagem adicionando cal, esse por sua vez tem a finalidade de neutralizar o PH.

A sacarose presente inverte o PH de 2,5 e precipita o SO2, dessa forma se obtém a cor. O caldo no qual nos referimos é chamado de “caldo dosado”, passa então pelo aquecimento e mata o restante dos micro-organismos que possam ter sobrevivido. O aquecimento sofrido chega a 110°C.

Vai então pelo flash tanque, fazendo a remoção de gases dissolvidos. Entra no decantador e uma substância é adicionada, eles a chamam de polímero. Floculando as impurezas caso ainda estejam presentes micro-organismos de origem vegetal ou mineral. O decantador é o responsável pelo restante de extração na parte debaixo.

O lodo que porventura se encontrar é enviado para outro ponto da produção, o de filtragem. E volta então aos demais processos de concentração ou evaporação, retirando cerca de 75% da água que estava contida no caldo. No fim, observaremos uma espécie de xarope que vai ao cozimento.

A temperatura do cozedor é responsável por transformá-lo em cristais, e esse processo dura cerca de uma hora e meia. A terminação é feita nos cristalizadores. Ocorrendo a centrifugação batelada que separa mel e açúcar branco. Saindo daí, o açúcar vai para secagem e logo depois a embalagem.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?