DicasFree.com » Bebê » Piores problemas do umbigo recém nascido

Piores problemas do umbigo recém nascido

Cuidar da limpeza de um cordão umbilical é algo que requer cuidado e paciência. Para mais informações sobre os possíveis problemas com o cordão, confira neste artigo!

     

Cordão Umbilical

O cordão umbilical tem como principal objetivo ligar o bebê á sua mãe quando este ainda está na barriga. Ele faz com que o mesmo se alimente através do cordão e ainda tenha a respiração adequada. Os cuidados com o cordão são indispensáveis já no primeiro dia de vida do bebê.

Se você está com um bebê recém nascido em casa, precisa saber que ele requer todos os cuidados. Bebês são geralmente muito sensíveis e a falta de limpeza ou qualquer outro ponto durante essa formação, pode trazer sérios problemas de saúde. E até mesmo a longo prazo, como a imunidade baixa.

Os cordões umbilicais, por exemplo, devem ser limpos e tratados adequadamente. Em alguns casos, o cordão pode chegar a sangrar, inflamar e  ter algumas secreções. Geralmente o mesmo demora cerca de até 7 dias para cair. Nesse período, é necessário que a mãe tenha o cuidado de prestar atenção no cordão umbilical.

O cordão umbilical é uma área sensível dos recém nascidos que precisa ser cuidada.

Cordão Umbilical (Foto: Divulgação)

Também é possível que os bebês demorem um período maior, de 10 dias, para expelir o cordão. O que não pode ocorrer é a ultrapassar um período de 20 dias, isso pode ser preocupante. Você precisará procurar seu pediatra e saber se há algum problema referente ao umbigo do seu filho. Lembrando, sempre, da necessidade da limpeza feita diariamente.

Em algumas situações, essa pode ser feita mais de uma vez. A área é bastante sensível e pode contrair bactérias rapidamente. A falta de cuidado traz doenças e ainda deixa o local defeituoso. Utilize um cotonete para melhor remover os resíduos do umbigo.

Hérnia Umbilical

Um dos piores problemas relacionados ao umbigo, é uma doença chamada Hérnia Umbilical. Para identificá-la é simples, você só precisa observar sintomas como força excessiva na hora de evacuar, choro constante, inchaço, lentidão no processo de cicatrização e até desconforto notável.

 Até os seis meses, é possível que a doença se cure sozinha. Contudo, os cuidados são necessários, bem como a ida regular á um médico. Você precisará dar início aos processos de correção cirúrgica, essa pode ser feita através de seu médico.

Cuidados

Quando houver inflamação, procure o auxílio de um especialista. Contudo, os cuidados são básicos, a lavagem todos os dias, o uso de um medicamento próprio para a cicatrização, dar banhos diários e fazer curativos são processos indispensáveis durante os primeiros dias de vida do bebê.

Quando o umbigo estiver inflamado, vá até um pediatra de confiança e comece um tratamento. Enquanto isso, vá limpando com álcool. Esse processo não fere e nem machuca o recém nascido, o que ele pode sentir exclusivamente é o frescor  do líquido, nada além disso.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?