DicasFree.com » Variados » Onde Posso tirar a nova Identidade Digital ?

Onde Posso tirar a nova Identidade Digital ?

A novo documento da carteira de identidade já está em vigor e apresenta muitas melhorias e pontos positivos. Saiba o que mudou e como tirar o seu.

     

Devido a certa facilidade na falsificação de documentos de identidade no Brasil, o governo adotou um novo sistema de registro do cidadão que promete evitar qualquer tipo de falsificação que possa ocorrer. Trata-se do RIC, sigla para Registro de Identidade Civil. Esse novo registro substituirá o famoso RG poderá conter em sua importância uma série de informações e documentos.

O sistema do RIC se baseia em reunir todas as informações necessárias sobre o civil da pessoa física em um único documento, armazenando-as em um micro chip e nos dados online do governo brasileiro. O RIC se assemelha a um cartão de crédito bancário, porém apresenta uma série de itens de segurança e uma foto do portador.

Todas as imagens e cores do cartão são gravadas a laser no material. Algumas cores mudam de cor com o movimento e a presença de uma marca d’água dificulta ainda mais a falsificação. Além disso, as informações escritas estarão em alto relevo e outros itens de segurança vistos apenas com incidência de luz comprovarão sua autenticidade.

Diferenças entre a nova e antiga identidade.

O material é muito resistente a torções, flexões e mudanças de temperatura, além de apresentar um chip que guardará as informações de RG, CPF, Título Eleitoral, PIS, PASEP, Carteira de Trabalho e Carteira Nacional de Habilitação. O documento valerá para todos esses outros citados como um só. Outras informações como o nome, nacionalidade, data de nascimento, sexo, assinatura, naturalidade, filiação, impressão digital, local de expedição, órgão emissor, validade documento e foto.

O sistema novo também exclui burocracias para retirada da segunda via. Caso o cidadão perca seu documento, poderá requisitar uma segunda via em qualquer lugar do país.

Para ter em mãos o novo RIC, o interessado – o processo de mudança durará nove anos – terá que se deslocar até um Centro de Atendimento ao Cidadão com todos os documentos que o RIC abrange citados acima. A foto e a impressão digital serão providenciadas no local. Após isso, as informações serão repassadas para a central de dados do governo em Brasília onde serão analisados.

Se tudo ocorrer na normalidade, o governo poderá emitir o novo documento para o cidadão que poderá busca-lo na data definida. É importante saber que nem todas as cidades estão operando esse serviço ainda. Por enquanto, só as capitais e algumas cidades de entorno estão oferecendo a nova funcionalidade.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?