DicasFree.com » Saúde » Obesidade infantil tratamento

Obesidade infantil tratamento

A obesidade infantil é uma doença cada vez mais comum entre as crianças. Entenda como você pode combater esse problema a partir de hábitos saudáveis e uma alimentação balanceada. Confira neste artigo.

     

Obesidade infantil

Para quem não sabe o que é obesidade, basicamente ela se define em apenas uma frase: “ter gordura corporal mais do que o necessário e indicado”. Muitos são os motivos que acabam por fazer com que uma pessoa fique acima do peso, bem como:

  • Músculos extras
  • Ossos pesados
  • Muita gordura (o que seria a obesidade)

O problema com peso corporal e percentuais de gordura tomou boa parte da população mundial adulta e agora também está fazendo parte do mundo das crianças. Logo cedo,  é preciso restringir a alimentação, obrigar a prática de exercícios físicos e ainda estabelecer alguns limites.

Isso faz com que ela perca boa parte da interessante fase de ser criança e se limita a coisas naturais de seu agrado como pirulitos, balas, chocolates, sorvete e tudo que for considerado “não saudável”. Para evitar esse problema, uma boa alimentação deve ser ensinada desde os primeiros anos.

O que pode causar a obesidade infantil?

Obesidade infantil (Foto: Reprodução)

Os fatores decorrentes da obesidade infantil são muitos, o principal deles está ligado aos hábitos atuais que foram transformados. Antigamente, uma criança tinha suas brincadeiras totalmente concentradas ao ar livre, como pular corda, brincar de pique-pega e outras que estimulavam a movimentação do corpo.

Com a tecnologia avançando, boa parte disso ficou para trás. O meio de brincar hoje em dia está totalmente concentrado no uso de aparelhos celulares, computadores e vídeo games. Isso acaba resultando em uma massa de casos onde crianças estão acima do peso, antes mesmo de completar 10 anos.

Não diferente dos adultos, passando por crises como separações ou outros conflitos, é possível que ela busque consolo na comida. Esses hábitos prejudiciais não são devidamente vistos com atenção por parte dos pais, agravando ainda mais a situação.

Dicas para evitar o problema

  • Não deixe que seu filho coma na frente do computador ou vídeo-game
  • Mantenha um diálogo com ele, a ponto de ter sua confiança para contar se algo estiver errado
  • Não insista para que coma, quando disser já estar satisfeito
  • Leve-o ao médico mensalmente
  • Caso esteja se separando ou enfrentando problemas familiares, mantenha consultas ao psicólogo pediatra

Para saber se o seu filho está acima do peso é muito simples, além das mudanças físicas, você terá de pesá-lo. Também faça exames de IMC (Índice de Massa Corporal) com frequência.

Tratamento

Assim que houver a conclusão de que ele precisa de dieta, o primeiro passo é conversar. Abrir o jogo, dizer que isso é um problema mas que vocês irão conseguir modificar ele juntos. Também diga que você fará dieta junto, com o apoio, certamente ele entenderá.

Faça pratos coloridos e esqueça a monotonia. Corte todo tipo de alimento errado na sua casa como refrigerantes, bolachas, etc. Vá fazendo a mudança aos poucos nos hábitos de toda família. Também não deixe que ele assista mais de 2 horas de TV por dia, com as propagandas ele pode ser “tentado”. Não faça restrição total, aos fins de semana deixe que ele coma um chocolate ou leve-o para lanchar em lugares diferentes.

Quanto a prática de exercícios físicos, procure envolvê-lo sem que perceba que está se exercitando, algumas brincadeiras podem cansar você, mas esforce-se. Além disso, matricule-o em aulas de luta, futebol, vôlei ou qualquer esporte de interesse do mesmo.

Importante!

De maneira NENHUMA dê remédios ou controlares de apetite para o seu filho, nenhum tipo de medicamento para emagrecer é recomendado a crianças.

Complicações geradas através da obesidade

  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Taxa de colesterol e triglicérides alta
  • Ataque cardíaco
  • Problemas ósseos e articulares
  • Interrupções na respiração durante o sono

Além disso tudo, no caso das meninas, elas estarão propensas a desenvolver irregularidade em seus ciclos menstruais. Nenhuma das informações aqui prescritas devem ser colocadas acima da opinião de um médico. Ao desconfiar do problema, procure um especialista na área.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?