DicasFree.com » Menstruação » Menstruada pode engravidar?

Menstruada pode engravidar?

Para saber mais informações sobre o assunto “menstruação e gravidez” acompanhe este artigo e fique por dentro dos principais cuidados que deve ter uma mulher nessas condições e saiba se pode ocorrer tal evento.

     

Menstruada engravida?

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é menstruação ligada a gravidez. Alguns casos, não tão raros assim, apontam somente que a gravidez em questão está em risco. Obviamente que todas as mulheres que passam por seu ciclo menstrual podem engravidar. Os casos não são tão comuns, mas ocorrem.

Até os 3 meses, é possível que você ainda esteja menstruando e ainda assim estar grávida. Após testificar a eventualidade, você precisará começar a tomar as medidas necessárias para garantir sua saúde e da do bebê. Mulheres que tem esse tipo de gravidez, podem estar correndo riscos de vida, também a criança.

gravida

Orientações

Por isso, a dica que damos é que procure um médico e comece os procedimentos necessários para o tratamento. O pré natal, é completamente necessário e os cuidados com a alimentação e exercício físico básico também. A grávida que ainda estiver menstruando, deve evitar peso.

Fazer força excessiva, pode fazer com que o ocorra o aborto espontâneo. Numa gravidez onde a mulher ainda está tendo seus ciclos menstruais, é ainda mais perigoso que ocorra tal acontecimento. Por isso, além do orientação de seu médico, os cuidados consigo mesma também devem perdurar.

Indicações

Alimentação balanceada, exercícios físicos leves e de não ingestão de produtos alcoólicos ou qualquer tipo de droga, seja lícita ou ilícita é o melhor caminho para os primeiros cuidados. Também evite estressar-se e estar de frente de situações que proporcionem pressões psicológicas muito fortes.

A gravidez durante a menstruação tem um alto nível de risco. Todo cuidado é pouco, e os exames também devem ser feitos para que seu médico obtenha um melhor resultado sobre os acontecimentos de risco ou não referentes a você e ao bebê. Há também a importância de descobrir o tratamento adequado, caso precise.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?