DicasFree.com » Doença » Lei contra obesidade

Lei contra obesidade

A conscientização da população em relação a obesidade infantil tomou parâmetros tão intensos que se tornou Lei no Estado de São Paulo e outros estados vem adquirindo a lei. Para entender melhor a aprovação da mesma e quais suas proibições, confira aqui neste artigo.

     

Obesidade infantil

A obesidade infantil é um problema cada vez mais frequente no Brasil. Estudos comprovam que cerca de 30% de nossas crianças estão consideravelmente acima do seu peso ideal. Os mesmos também apontam que cerca de 15% delas já estão em quadros elevados de obesidade infantil.

A obesidade é um agravante que decorre desde as crianças até os adultos. A alimentação quando não ensinada de forma correta, pode acarretar uma vida inteira de tendências alimentícias desastrosas. A conscientização deve partir dos pais e assim contagiar filhos e toda família.

Lei

Em 2012, uma lei foi sancionada contra a obesidade. A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, aprovou junto com Geraldo Alckmin (governador) uma lei contra a obesidade infantil. A intenção é proteger a criança contra a má alimentação e ainda permitir que essa tenha uma infância saudável.

Proibição

Segundo a mesma, não é mais permitido (dentro do Estado) que sejam vendidos alimentos açucarados ou gordurosos que contenham brinquedos ou qualquer outro tipo de brinde. Também não é permitido que seja feita qualquer espécie de publicidade em emissoras de TV ou rádio durante ás 6h da manhã e 21h da noite relacionadas a comida fast-food ou afins.

Isso é válido também, para a venda de qualquer alimento não saudável sendo divulgado em escolas de redes privadas ou públicas. A estimativa, é que a lei seja um divisor de águas contra a epidemia de obesidade infantil, um problema cada vez mais grave no Brasil.

Mais

A doença afeta cerca de 15% das crianças brasileiras, e o percentual de crianças acima do peso ultrapassam os 30%

Uma das formas de combater a obesidade infantil, segundo o governo paulista, é reduzir o marketing de alimentos não saudáveis.
(Foto: Reprodução)

Segundo pesquisas, os pais acreditam que boa parte do problema está relacionado ao grande marketing com relação a comida divulgado em vários meios de comunicação. Cerca de 80% dos especialistas afirmam que a prática da proibição de publicidade pode ser um ponto fundamental no combate a doença.

O Governo acredita que, junto aos pais ou responsáveis, é possível que haja uma diminuição considerável da epidemia. A população em comum de acordo com o governo, proporciona um tratamento eficaz contra a obesidade. A conscientização é parte da solução, essa deve partir dos pais.

A iniciativa chegou a outros estados brasileiros e hoje já está sendo aprovada em vários deles. As escolas também estão empenhadas em combater o problema, ensinando seus alunos o poder de uma alimentação saudável e da prática de esportes, a esperança é que em breve o percentual da doença abaixe consideravelmente.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?