DicasFree.com » Gravidez » Inseminação artificial é recomendado em quais casos reais?

Inseminação artificial é recomendado em quais casos reais?

A inseminação artificial é um processo de reprodução mais adepto em casais que não podem ter filhos. Aqui no Dicas Free você saberá quando a inseminação é recomendado.

     

Inseminação artificial é um processo de reprodução obtido por casais que não podem ter filhos devido a diversos fatores. O mesmo consiste na inseminação do óvulo através de um espermatozoide, como no processo natural, contudo com o auxílio de itens artificiais.

O mesmo é recomendado em todos os casos onde há acordo por ambas as partes, qualquer casal que esteja nesta condição está apto a utilizar do método artificial para que haja a gravidez. A união de gametas é utilizada para que seja formado o embrião e é eficiente em casos de infertilidade por parte da mulher.

O primeiro processo de inseminação ocorreu no Estados Unidos por volta do ano de 1884. Essa, por muitas décadas, foi a opção mais viável a casais que sofriam com a infertilidade. No Brasil, o método começou a ser efetuado por volta do ano de 1970.

Alguns pontos importantes sobre a inseminação

O que muita gente não sabe, é que o processo de fertilização através da inseminação deve ser feito em mulheres que  tenham idade entre 20 e 30 anos. Quanto mais velha for, mais difícil será o processo de fecundação, já que há chances maiores do útero rejeitar. Segundo pesquisas, a taxa de sucesso está em torno de apenas 20%.

Em casos de mulheres que estejam acima dos 35 anos, isso fica ainda mais complicado. Em casos onde não há o sucesso da inseminação, a recomendação que se faz é que a mulher faça apenas mais duas tentativas, não ocorrendo a fecundação do óvulo é interessante procurar outra forma de tratamento.

Inseminação artificial é um processo que resulta em fecundação de um óvulo artificialmente (Foto: Reprodução)

O médico responsável pelo processo deve ter conhecimento avantajado na área de medicina reprodutiva. A maior parte das clínicas fazem a inseminação, portanto não será difícil encontrar um bom lugar para realizar o procedimento. De toda forma opte por um médico de sua confiança.

Também é importante que haja a preparação total do corpo do homem e da mulher para que não ocorra erros na hora de inseminar. O homem deve ter consciência de que haverá abstinência sexual por um certo tempo (geralmente período estabelecido pelo médico), tempo que gira em torno de 5 dias.

Isso garante a qualidade do sêmen, além disso, é importante que evite a ingestão de bebida alcoólica, não fumar e não permitir calor em excesso na região do órgão reprodutor. Já às mulheres, recomenda-se procurar auxílio médico para que seja possível cuidar do corpo, de forma que resulte em uma boa ovulação.

Também é orientado não pegar peso, não fazer ingestão de bebidas alcoólicas e não fumar. As vacinas devem se manter em dia, alguns médicos chegam a recomendar suplementação para “força extra” do corpo. Em casos de haver doenças crônicas, é indispensável que seja acompanhada para o controle do problema durante o período em que estiver gestante.

Nenhuma das formas de inseminação podem ser consideradas totalmente eficazes, é muito importante que o corpo tanto masculino quanto o feminino estejam bem e preparados para o processo. Converse com um especialista antes de tomar qualquer atitude com relação a inseminação.

O processo apesar de bem conhecido e feito no Brasil, precisa ser acompanhado por profissionais que estejam aptos a tal desenvolvimento. Nenhuma das informações presentes nesse artigo podem substituir as informações médicas e orientações dali provindas. 

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?