DicasFree.com » Compras » Importação de eletrônicos EUA

Importação de eletrônicos EUA

Importar produtos dos Estados Unidos pode ser muito lucrativo quando se evita os terríveis impostos. Saiba tudo sobre esse processo.

     

As viagens para os Estados Unidos podem ser aproveitadas em vários sentidos, inclusive para fazer aquelas compras tão desejadas por aqui. Isso acontece porque além de turismo, os viajantes aproveitam os ótimos preços da terra do Tio Sam principalmente em eletrônicos que por aqui costumam ser tão caros.

Para trazer os produtos para o Brasil após as compras, é preciso saber quais são os limites e as taxas que podem ser cobradas na volta. Isso porque o Governo dos Estados Unidos e o Governo do Brasil tem restrições em relação ao trânsito de produtos pelas vias terrestres, aéreas e fluviais. Saiba como funciona logo abaixo:

A cotação alfandegária tem certos limites.

A cotação alfandegária tem certos limites.

O que é considerado Bem de Uso Pessoal?

Alguns itens comprados nos Estados Unidos podem ser comprados e não precisaram ser incluídos na cota de produtos quando for embarcar de volta para o Brasil. Eles são considerados bem de uso pessoal, pois teoricamente a pessoa os comprou ou levou para uso próprio, sem interesses de revenda. A cotação existe para que pessoas não comprem produtos e revenda no país sem pagar as devidas taxas governamentais.

Porém, não são todos os produtos que são considerados bens de uso pessoal. Os considerados são: Celulares e Smarthpones, Ipods e outros portáteis, vídeo games e câmeras digitais compactas. Para que esses dias passam fora da cota, é necessário que o viajante só tenha um exemplar deles. Se tiver mais de um, entrarão automaticamente na cotação.

Como funciona a cotação?

A cotação é uma forma de controlar a quantidade de produtos que saem dos Estados Unidos a partir do preço dos mesmos. Em tese, é possível comprar muitos itens e traze-los sem problemas, desde que não ultrapassem o limite de dólares impostos pelos Estados Unidos.

O limite para vias terrestres e fluviais é de 300 dólares e o limite para vias aéreas é de 500 dólares. Ou seja, você poderá comprar entorno de R$1000,00 em mercadorias no país e trazer na volta se vier de avião sem pagar nenhuma taxa adicional.

Caso a quantidade de produtos ultrapasse o limite de 500 dólares, será cobrado 50% sobre o valor excedente. Ou seja, se o viajante trouxer 600 dólares em compras, será cobrado 50 dólares sobre os 100 dólares que ultrapassam o valor limite.

Quantos itens posso trazer?

A quantidade de itens pode variar dependendo dos tipos. Em base, você pode trazer uma grande quantidade de produtos desde que eles sejam de espécies diferentes. Quando são iguais, há algumas restrições a serem pensadas pelo viajante.

Eletrônicos quando levados fora da caixa e usados, quando considerados bens de uso, não entram na cotação. Porém, se esse produto for novo estiver dentro da caixa lacrada nas quantidades de um a três produtos iguais, serão adicionados a cotação automaticamente (caso sejam considerados bens de uso pessoal).

Se qualquer produto que seja ultrapassar o número de três peças iguais novas dentro da caixa ou não, serão considerados itens para revenda e será cobrado 60% em cima do valor de cada um, mais os 50% caso os valores excedam o limite da cotação.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?