DicasFree.com » Gravidez » Gravidez de alto risco

Gravidez de alto risco

Descubra através deste artigo os pontos que denotam uma gravidez de risco e como cuidá-la especialmente. Os pontos que envolvem o assunto estão propostos aqui. Confira!

     

Gravidez de alto risco

Gravidez ou gestação de alto risco é aquela que acontece quando doenças maternas ou qualquer condição socio-biológica pode influenciar e prejudicar a maneira como se desenvolve a criança no útero da mãe. A mãe e o bebê estarão em risco alto tanto de vida quanto em desenvolver doenças mais graves.

Alguns fatores são responsáveis pela indicação de alto risco ou não. Mulheres que apresentam idade inferior a 17 anos, por exemplo, estão  propensas a desenvolver qualquer tipo de gravidez de risco. Ou também, no caso dessas estarem acima dos 35 anos. Dentre esses, teremos outros pontos como:

  • Altura materna menor do que 1,45 m
  • Exposição a agentes físico-químicos nocivos
  • Estresse
  • Má aceitação da gestação
  • Situação conjugal insegura
  • Baixa renda
  • Peso materno inadequado
  • Dependência de drogas lícitas ou ilícitas

Também é possível que quadros ginecológicos influenciem, esses casos são os mais comuns em gravidez de alto risco. Geralmente estão ligados a problemas como:

  • Gestação ectópica
  • Abortamento habitual
  • Infertilidade
  • Anormalidades uterinas
  • Feto morto ou morte neonatal
  • Trabalho de parto prematuro
  • Recém-nascido de baixo peso
  • Neoplasia ginecológica
  • Cirurgia uterina anterior
  • Hemorragia
  • Pressão alta em gestação anterior

Em quadros onde existem doenças maternas, também a propensão ao desenvolvimento de gravidez de alto risco.

Tipos de problemas que podem afetar a gestação

Entenda os efeitos de uma gravidez de alto risco.

Gravidez de alto risco (Foto: Reprodução)

  • Cardiopatia
  • Pneumopatia crônica
  • Doenças da tireóide
  • Retardo mental
  • DST’s
  • Tumores
  • Doenças psiquiátricas
  • Epilepsia
  • Doenças hematológicas
  • Infecções

Em qualquer quadro de anomalia em relação ao corpo da mãe, somente um médico poderá dar um diagnóstico perfeito, delatando a saúde do bebê e fornecendo as informações necessárias para que a mulher obtenha cuidados que impeçam a perda ou o aborto involuntário.

Alguns outros problemas que estão relacionados a doenças que se geram na gravidez atual, são capazes de também trazer uma espécie de aborto ou risco a vida da mãe. Sendo essas:

  • Crescimento uterino
  • Gestação gemelar ou múltipla
  • Não realização do pré-natal
  • Pré-natal insuficiente
  • Hipertensão na gestação
  • Diabete na gestação
  • Ruptura prematura de membranas
  • Isoimunização
  • Ganho de peso excessivo

Sob nenhum tipo de circunstância, a mãe não deve se automedicar ou tirar conclusões precipitadas que estejam relacionadas a gestação. Todo o processo de diagnóstico deve ser realizado pelo médico e esse deve acompanhar a gestante durante todo o período de gravidez.

Somente profissionais possuem a licença para lhe influenciar com relação as medidas a serem tomadas em sua gravidez, seja ela de alto, baixo ou médio risco. Também não deixe de fazer o pré-natal, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, manter uma alimentação balanceada, evitar o fumo e fazer atividade física leve diariamente.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?