DicasFree.com » Saúde » Esgotamento nervoso

Esgotamento nervoso

O esgotamento nervoso é uma expressão que pode abranger mais de um quadro de saúde. Entenda mais sobre o assunto aqui no Dicas Free!

     

Você com certeza já deve ter ouvido falar sobre Esgotamento Nervoso. Essa é uma expressão popular utilizada muitas vezes quando uma pessoa não se sente capaz de realizar tarefas habituais com tranquilidade e apresenta alguns tipos de surtos psicológicos, entre outros sintomas, caracterizados pelo cansaço ou desgaste mental e físico recorrente.

O nome Esgotamento Nervoso é geralmente utilizado para generalizar algum problema psicológico como excesso de stress, depressão, síndrome do pânico, entre outros. É possível perceber os indícios desse quadro quando alguém próximo ou a própria pessoa consegue identificar alguns sintomas físicos e mentais.

Sintomas Físicos e Mentais

Como o esgotamento nervoso pode estar relacionado a muitas causas e abranger vários quadros, os sintomas físicos podem ser variados, mas muito parecidos com os sintomas do stress, envolvendo dores sem causa aparente, aumento da frequência cardíaca, falta de ar, suor frio, palpitações e tonturas e imunidade fraca.

Esgotamento nervoso pode atrapalhar a interação familiar  e profissional (foto: reprodução)

Esgotamento nervoso pode atrapalhar as interações familiares e profissionais  (Foto:reprodução)

Acompanhado desses sintomas, a pessoa pode estar com altos níveis de ansiedade, stress, aparentar dificuldade de concentração, irritar-se facilmente, ter pânico em determinadas situações e até insônia.

Esses sintomas podem se manifestar de forma variada no paciente, aparecendo somente nos momentos de grande stress (como no trabalho, por exemplo) ou constantemente ao longo de vários dias.

Tratamento

O tratamento deve acontecer com o acompanhamento de um médico psiquiatra, incluindo um tempo de descanso de todas as atividades, sessões de terapia e em alguns casos com remédios calmantes quando o stress for o principal causador.

Quando a causa for mais psicológica, é comum que o médico receite antidepressivos e algumas terapias. O importante é seguir corretamente o que o médico disser para a melhora do quadro. O apoio familiar é muito importante nesses casos.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?