DicasFree.com » Gravidez » Dores nos dedos das mãos na gestação

Dores nos dedos das mãos na gestação

Se você sente dores e formigamentos nos dedos das mãos, é necessário que entenda qual o seu real problema. Confira as dicas que damos para aliviar esse desconforto durante a gravidez.

     

Dores nos dedos das mãos na gestação

Você está grávida, sente uma dormência nas mãos e não sabe o que pode ser? Bom, é muito importante entender corretamente como funciona esses desconfortos durante a gravidez. São sintomas de uma doença chamada síndrome do túnel de carpo que provoca dores e dormências nos dedos da mão (sendo comuns em gestantes).

Entre os sintomas mais comuns estão também: formigamento, queimação ou dor nos dedos, mãos, punho, braço e até no ombro. A doença é caracterizada por afetar os nervos especialmente e não as articulações das mãos. Conheça um pouquinho mais sobre o assunto no decorrer do artigo.

A doença de carpo

O carpo é toda a estrutura óssea que faz parte do nosso punho, antebraço e mãos. Ele tem especificamente três lados, formados por um osso e um ligamento. Quando afetado, consequentemente, gera a doença do túnel de carpo, mas este é um tipo totalmente tratável e bem comum durante a gravidez.

Síndrome do túnel de carpo (Foto: Reprodução)

É importante que, aos primeiros sintomas, você deve procurar o seu médico e pedir orientações (se não estiver grávida). Ele indicará um tratamento adequado para o seu quadro. Assim que sentir dormência excessiva com dores nos dedos, não hesite. Já no caso das grávidas, não será necessário ajuda médica, pois a dormência é natural nesse período.

Durante a gravidez, ela é considerada “normal” (exceto quando não lhe permitir fazer suas atividades cotidianas normais), por isso não se preocupe, apenas siga orientações médicas. As dores podem ser mais frequentes durante a noite e inevitavelmente os desconfortos também. A maior dica que damos é: tente não dormir em cima das mãos.

Outra dica, que não funciona com todos, é sacudir as mãos até que as dores diminuam. Há relatos de que houve alívios durante essa prática, entre outros casos não. Faça e testifique qual o melhor para você. As dores tendem a desaparecer pouquíssimo tempo depois que o bebê nasce.

Caso persistam e lhe incapacitem de qualquer atividade, procure o seu médico e entenda se há necessidade ou não de tratamento médico. Somente um profissional poderá lhe indicar o melhor medicamento ou tratamento específico de fisioterapia que melhor se encaixa a seu caso.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?