DicasFree.com » Biologia » Desenvolvimento cognitivo

Desenvolvimento cognitivo

Durante os primeiros anos de vida as crianças passam pelo desenvolvimento cognitivo, um processo longo e importante. Saiba mais sobre esse processo neste artigo.

     

O desenvolvimento cognitivo é uma das etapas mais importantes que o ser humano deve passar para que seu desempenho cerebral, atividades de socialização e capacidades criativas, fiquem dentro do esperado. Alguns problemas podem prejudicar essa fase nas crianças e prejudicar sua vida durante a infância.

É importante saber o que é a cognição referida nessa fase de desenvolvimento. De forma geral, os processos cognitivos podem ser qualquer processos cerebrais exercidos por um ser humano. Se tratando desse assunto em específico, desenvolver a cognição seria desenvolver as capacidades de abstração, raciocínio, criatividade, linguagem, atenção, aspectos da memória, entre outras.

Etapas do desenvolvimento cognitivo

O autor mais famoso e conceituado nesse assunto é sem dúvida Jean Piaget. Em vários estudos feitos com base nas observações de crescimento dos próprios filhos, Piaget conseguiu estruturar as etapas do desenvolvimento cognitivo de forma sistemática e perfeitamente compreensível.

Desde o nascimento, os bebês já iniciam seu desenvolvimento cognitivo

Desde o nascimento, os bebês já iniciam seu desenvolvimento cognitivo

Apesar dos esforços desse teórico, atualmente diversas teorias utilizam seus estudos ou vão contra as ideias de Piaget. Mesmo assim, é importante saber das etapas de Piaget para entender de forma geral o amplo e complexo campo de estudo no qual esse processo se prende.

Etapa sensório motora – 0 a 2 anos

São as primeiras interações com o meio, fazendo com que a criança consiga perceber diferentes coisas ao seu redor e interagir de forma simples com o que lhe é ofertado.

Isso pode ser percebido quando o bebê segura no dedo do pai ou quando põe na boca algo que lhe é dado. Com essas interações, começam a  formar as noções de espaço e tempo.

Etapa pré operatória 2 a 7 anos

Tudo o que foi aprendido na etapa anterior agora é posto em prática de forma mais abrasiva. As interações são efetivadas quase todo tempo e a criança começa a desenvolver esquemas para entender o que acontece em sua volta.

Essa fase também é conhecida como a fase dos porquês, devido ao fato de que a criança pergunta incessantemente o motivo dos acontecimentos. Tudo deve ter explicação, descartando a possibilidade do acaso e sendo incapaz de se colocar abstratamente no lugar de outra pessoa ou situação.

Etapa operatório concreta 7 a 12 anos

Nesse estágio, a criança já consegue perceber e entender melhor as relações de espaço, tempo e casualidade. Também possui noções de velocidade e de ordenamentos.

É capaz de reverter situações para entende-las melhor, usar da abstração para recriar situações, principalmente com visão espacial. Porém, necessita de estímulo concreto e imediato para que a abstração seja feita e fixada de maneira mais tangível.

Etapa operatório formade 12 em diante

Esse é o último estágio, onde a criança não necessita mais de estímulos concretos imediatos para exercitar a abstração, que nesse caso já pode ser aproveitada totalmente.

As percepções cognitivas estão em pleno funcionamento e a criança é capaz de reformular e criar situações, hipóteses e fundamentos que façam sentido de acordo com a lógica acreditada para desenvolver enigmas e situações do dia a dia.

 

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?