DicasFree.com » Saúde » Corrimento sem menstruação

Corrimento sem menstruação

O corrimento antes da menstruação ou com aparência duvidosa é um problema com sinal de alerta. Entenda o que pode ser e imediatamente procure o seu médico. Acompanhe tudo sobre o assunto no decorrer deste artigo!

     

Embora muita gente ainda não saiba, o corrimento é natural quando se apresenta de algumas formas específicas. O que você deve saber em primeira instância é de que ele não pode e não deve ter nenhum tipo de cheiro ou cor. Geralmente, quando se encontram em estados pastosos ou em cores (quando não é transparente, corrimento esbranquiçado também é sinal de problemas) podem indicar uma infecção na região íntima da mulher.

Para descobrir se o seu é realmente um problema e se ele vir antes da menstruação, procure identificar alguns pontos como:

  • Sintomas de transmissão;
  • Cheiro;
  • Cor;
  • Se é causa de desconforto;

Dentre os principais sintomas, estão o cheiro forte, a coceira, a cor, a dor durante a relação sexual, entre outros. O corrimento antes da menstruação, também pode indicar a gravidez. Mulheres que estão com a menstruação atrasada e tendo corrimentos devem realizar o mais rápido possível o teste. Quanto mais rápido descobri-la, mais fácil será evitar que o bebê possa sofrer com o corrimento, sendo esse prejudicial a saúde da mãe e da criança.

Corpo (Foto: Reprodução)

Em casos onde você desconfia de uma vaginose ou outras doenças, procure o seu ginecologista o mais rápido possível. Outro ponto importantíssimo é NÃO SE MEDICAR. A automedicação pode ser agravante ao problema caso ele seja uma infecção, também pode resultar em problemas ao seu filho em casos de gravidez.

O corrimento inadequado ou fora do comum também pode apresentar dores durante o ato de urinar. A mulher deve ficar muito atenta, pois, nesse caso a gravidade do mesmo chega a ser preocupante. Para se prevenir de problemas como esse, tome algumas medidas muito satisfatórias como:

  • Fazer a lavagem correta do seu órgão genital diariamente;;
  • Manter-se utilizando sabonetes íntimos;
  • Ir ao ginecologista regularmente;
  • Procurar ver se seu órgão genital não apresentar verrugas ou anomalias sempre;
  • Manter uma vida sexual com o uso do preservativo;
  • Tratar também o seu parceiro em caso de doenças;
  • Consultar-se com um médico de sua confiança;

Também é possível que o problema faça com que a mulher perca a libido e o interesse pela prática sexual. Em qualquer um desses sintomas, o seu médico deverá ser consultado. Lembrando também que as informações aqui indicadas não substituem uma análise médica.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?