DicasFree.com » Gravidez » Corrimento com sangue no final da gravidez

Corrimento com sangue no final da gravidez

O corrimento ao fim da gravidez com presença de sangue pode e não pode ser um problema. Saiba os detalhes sobre o assunto no decorrer desta matéria!

     

O corrimento durante a gravidez é algo relativamente normal. Não é necessário que a mulher “entre em desespero”, mas também é importante que não seja desleixada. Os cuidados com a saúde íntima devem ser diários, independente do momento pelo qual o corpo está passando.

Durante a gravidez, eles devem ser ainda mais intensos, lembrando que qualquer tipo de descontrole ou sintoma anormal deve ser relatado ao seu médico. Ao final da gravidez, muitas mulheres ficam tensas com o corrimento de cor escura com presença de sangue.

A princípio, o que pode denotar é que esse tipo de sintoma é normal, os médicos entendem que ele indica especificamente que o parto está próximo. Se faltam apenas duas ou três semanas para os 9 meses, é importante que faça visitas periódicas ao médico e entenda mais sobre.

O alerta só se faz, quando a gravidez é considerada de risco, portanto, em casos de problemas ou maiores complicações, é indispensável que tenha acompanhamento quando sangrar. Geralmente o corrimento se apresenta como borra de café, em cor escura e com presença de fios de sangue.

Esse é o chamado tampão mucoso, é importante que você saiba diferenciar entre o sangue presente no tampão e a corrente de sangue. Geralmente, apresenta com pequenos fios de sangue e uma aparência de marrom escuro o tampão. Mas também, pode ser que a mulher tenha uma hemorragia e confunda as coisas.

Deslocamento da placenta

Grávida (Foto: Reprodução)

A hemorragia geralmente é tida com presença intensa de sangue e alguma dor. Isso acontece quando ocorre o deslocamento de placenta, fazendo com que o oxigênio e o recebimento de nutrientes do bebê fique comprometido. Os dois estão sob risco, tanto mãe quanto filho.

Quando isso é decorrente, é possível que haja o comprometimento da criança no útero da mãe. Há dois riscos graves que ele correrá:

  • Não nascer
  • Nascer prematuramente

Estima-se que os casos mais comuns de deslocamento ocorram dentre os últimos três meses de gestação, mais provável que no fim do terceiro mês do último trimestre. É muito importante que a mulher saiba se está ou não tendo um deslocamento e tome as providências recomendadas.

Como saber se estou tendo um deslocamento?

Alguns sintomas são indispensáveis para o reconhecimento do problema, dentre eles estão:

  • Sangramento vaginal;
  • Dor nas costas;
  • Jatos de sangue repentinos;

É possível que o problema se apresenta com pouca ou muita quantidade da presença de sangue. É por isso que os médicos recomendam a procura de um especialista quando houver a desconfiança. Toda presença de sangue durante o fim da gravidez precisa ser analisada por um profissional.

Esse pode ser tanto um agravante, quanto um estado normal apenas indicando que o parto está bem próximo. De qualquer forma, não se automedique e de maneira alguma deixe de tratar o problema.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?