DicasFree.com » Gravidez » Como amenizar a dor do parto

Como amenizar a dor do parto

Confira no artigo, as dicas eficientes para diminuir a intensidade das temidas dores do parto.

     

As famosas dores do parto, tem amedrontado milhares de mulheres, que por causa dessa experiência desagradável, optam por realizar um parto com cesariana. Esse método nem sempre é aconselhável pelos médico, e por isso muitos somente o realizam devido a problemas de passagem normal, o complicações com o bebê. Na cesariana, é aplicado uma anestesia local ou geral, por isso as gestantes preferem, pois podem ter sensação de dor bloqueada mesmo estando acordadas.

No entanto, se faz uma operação onde o médico faz um corte debaixo do umbigo e na parte mais baixa do útero para remover o bebê, a placenta e o saco gestacional, e ao término realiza a sutura no útero e no abdômen. A mulher corre o risco de ter uma infecção, e ainda ter para sempre um cicatriz enorme dependendo do desempenho do médico. Essa é a vantagem do parto normal ou natural, a mulher sofre um pequeno corte na entrada vaginal que logo está cicatrizado, ainda pode sair do hospital no outro dia.

dor do parto

Relaxamento e pensamentos positivos ajudam a diminuir as dores do parto.

A recuperação de um parto normal é muito mais tranquilo do que através de cesariana. Portanto, se a gestante sente muito medo ou se preocupa com a dor do parto, pode utilizar algumas dicas que amenizam esses incômodos. De acordo com especialistas, as dores podem ser aliviadas de maneira simples, com o uso da mente, uma vez que parte dela seja proveniente de distúrbios psicológicos. Outra questão ligada as dores é a crença no que dizem as outras pessoas, pois cada organismo reage diferente a uma mesma situação.

Há mulheres que sofrem mais e outras menos, chegando a afirmar que é uma dor suportável. Por isso, a primeira coisa a se fazer para diminuir as dores desse momento tão perfeito da mulher, é manter a mente livre de paradigmas e ansiedades. Quanto menos se pensar nas dores, mais confiante ficará, diminuindo a aflição, o que colabora para o bom condicionamento físico e não deixa o bebê inquieto, pois tudo o que sente a mãe, reflete no mesmo.

A dor costuma ser comparada a uma intensa cólica menstrual, mas não é constante, possui intervalos que podem ser amenizados se a gestante pensar no alívio que as mesmas estarão direcionando sua gestação. A dor varia conforme a sensibilidade de cada organismo. Por causa da localização do útero na região lombar, a dor inicia nas costas e se espalha para o abdômen e quadris, aumentando quando faltam cerca de três centímetros para se completar os dez centímetros de dilatação uterina e logo começa o trabalho de parto para expulsão do bebê.

O tratamento ideal de acomodação e afeto com as gestantes durantes as primeiras horas também eficiente para diminuir a intensidade. Se a mesma se sentir confortada, não pensará nas dores. Outra dica importante é fazer massagens com movimentos circulares nas costas, e tomar banho de duchas com água morna, os dois ajudam a relaxar., além de facilitar o processo de dilatação. Mante pensamentos agradáveis também estimula o relaxamento, quanto mais bonitos, alegres e gratificantes forem as ideais tidas nos momentos das contrações, mais calma a gestante ficará e tão pouco sentirá com menor intensidade as dores.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?