DicasFree.com » Doença » Celulite infecciosa tratamento

Celulite infecciosa tratamento

A entrada de bactérias no organismo podem provocar a celulite infecciosa, mas a mesma pode ser tratada ser for medicada rapidamente. Veja no artigo as outras informações sobre essa doença.

     

A celulite infecciosa, chamada cientificamente de fibro edema gelóide, é algo muito comum de ocorrer, mas caracteriza uma doença com diferentes níveis de gravidade. Pode provocar problemas fatais se a mesma não for tratada corretamente. A doença acomete a pele criando lesões nas camadas mais profundas da cútis causada por bactérias, as quais adentram no organismo através de frieiras, ferimentos e até mesmo através de acnes.

celulite infecciosa

Áreas rompidas de pele, como cortes e perfurações, podem ser porta de entrada para a celulite infecciosa.

A gravidade ocorre na celulite infecciosa porque a infecção chega em um estágio em que ataca os tecidos subjacentes da pele, possibilitando a entrada na corrente sanguínea e disseminação entre os nódulos linfáticos. O maior risco está no surgimento da septicemia, um grave processo inflamatório generalizado que afeta todo o organismo.

A celulite infecciosa pode acometer qualquer região do corpo, porém a incidência maior está nas partes inferiores da perna, embora pés, pernas e rosto também são muito atingidos com a bactéria. Em qualquer um dos locais que afeta, a celulite infecciosa é considerada uma doença grave, e precisa ser tratada adequadamente, uma vez que a a mesma ainda pode se progredir para uma meningite bacteriana.

Os principais sintomas de celulite infecciosa são a febre e dor local associados, a outros como: dor no corpo, manchas locais, ardência, inchaço local, inflamação dos gânglios linfáticos, avermelhamento da região e calor local. Ao presenciar qualquer um dos sintomas indicativos, a pessoas precisa buscar atendimento médico o quanto antes, pois o tratamento é eficaz se for realizado inicialmente.

No tratamento estão inclusos medicamentos antibióticos que limitam a ação das bactérias, além de impedir que as mesmas possam intervir na corrente sanguínea, evitando a septicemia. Também é utilizado a imobilização da área, no objetivo de diminuir os desconfortos, podendo ser feitos curativos úmidos e frios e úmidos. Aos poucos as reações dos remédios são observados na condição da pele, a região volta a ter o aspecto normal.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?