DicasFree.com » Animais » Carrapatos em cães

Carrapatos em cães

O carrapatos podem trazer desconforto e problemas para a saúde dos cachorros. Saiba mais sobre eles e como combatê-los, clicando no post.

     

Os carrapatos são um dos insetos mais antigos do mundo. Há registros fósseis que confirmam sua existência há pelo menos 90 milhões de anos, colecionando cerca 800 espécies diferentes em todo o mundo. São pequenos, porém muito fortes e com grande capacidade parasitária.

Esses seres, apesar de parecerem com pulgas, são na verdade aracnídeos. Os carrapatos não voam, nem pulam, apenas andam até o hospedeiro e inicia a coleta de sangue, principal alimento para a reprodução e desenvolvimento do inseto. Os cachorros são os principais portadores mais próximos de nós a terem carrapatos, mas esses seres também podem habitar seres humanos, gatos, pássaros, bovinos, equinos, entre outros animais.

Carrapatos em Cachorros

Os carrapatos dificilmente transmitem doenças a cães e a seres humanos. Porém, algumas espécies podem transmitir doenças específicas tanto para o cachorro, como para o homem. Dessa forma, se o cachorro doméstico tiver carrapato, existe o risco desse carrapato estar transmitindo a doença para o cão e também estar transmitindo a doença para algum indivíduo humano da casa.

Carrapato em cão

Carrapato em cão (Foto: Reprodução)

Não existe nenhum tratamento preventivo para as doenças transmitidas pelos carrapatos, portanto, é de fundamental importância estar tento ao seu bichinho de estimação sempre que puder, para perceber qualquer anormalidade em sua pelugem. A principal época parasitária para esses insetos é o início da primavera até o fim do verão.

Doenças transmitidas por carrapatos

É comum ouvir falar no termo “doença do carrapato”, que apesar de parecer só uma, na verdade podem ser vários quadros diferentes de enfermidade. Dependendo da espécie do carrapato e também do indivíduo que ele tenha parasitado anteriormente, diferentes tipos de doenças podem ser transmitidas ao novo hospedeiro.

As principais doenças transmitidas são a Erliquiose (com sangramentos nasais e febre), a Babesiose (tipo de anemia), a Doença de Lyme (febre alta e desânimo no animal), a Paralisia do Carrapato (paralisia do animal por 48 a 72 horas) e a Febre Maculosa (Vômito, diarreia, edema, febre alta e sangramento nasal).

Como retirar carrapatos

Para retirar os carrapatos dos cães, é necessário alguns cuidados. Nunca utilize os dedo e sempre faça todo o processo com luvas cirúrgicas descartáveis. Parar retirar o inseto parasita, utiliza pinças com as pontas cegas ou hemostática.

Tirando carrapato

Tirando carrapato (Foto: Reprodução)

Para retirar o carrapato, basta posicionar a pinça próximo a cavidade bucal do inseto, onde se localizam as pequenas garras presas ao animal. Apertando sem esmaga-lo, será possível puxa-lo em linha reta e de maneira suave para fora do animal. Pode acontecer de arrancar a cabeça e ela ficar presa no animal. Nesse caso, não há problema, o corpo do cachorro tratará de expulsa-la em questão de horas.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?