DicasFree.com » Menstruação Atrasada » Atraso menstrual causas e motivos

Atraso menstrual causas e motivos

O atraso da menstruação pode ter vários motivos, é preciso analisar todas as possibilidades e identificar qual o fator determinante para que essa anormalidade esteja acontecendo, portanto, a melhor solução é procura um médico ginecologista para fazer todo o acompanhamento por meio de um diagnóstico correto.

     

Cada mulher possui uma determinada característica fisiológica, mas em geral, todas passam pelo mesmo processo de desenvolvimento da sua feminilidade, que envolve totalmente a sua fertilidade.

Quando alcançam uma certa idade, o organismo começa a mudar cada vez mais, dependendo do momento de cada pessoa, e os ciclos se tornam regulares ao longo do tempo. Aproximadamente depois dos 40 anos, eles voltam a ser irregulares, na chegada da menopausa – período em que a mulher deixa de menstruar e também pára- de produzir hormônios importantes para a sua saúde.

O que geralmente é associado ao atraso da menstruação é a menorreia secundária – tipo de anormalidade que interfere no ciclo menstrual, causando a sua ausência. Pode durar em um período equivalente ou maior que 3 meses. No entanto, essa anormalidade não é caracterizada como doença, mas precisa ser tratada porque ela indica que algo no organismo não está funcionando corretamente. Toda mulher poder ter irregularidades pelo menos 3 vezes ao ano.

Em média, cerca de 10% das mulheres apresentam amenorreia secundária, principalmente as que usualmente ingerem hormônios masculinos, praticam exercícios físicos em excesso e fazem demasiados dietas.

Outros fatores importantes causam a ausência da menstruação, especialmente quando já se tem vida íntima ativa. Podem existir diferentes motivos como uso de medicamentos, estresse, alterações emocionais, problemas com o sistema nervoso, falta de ferro no organismo, mudança de temperatura, alterações de peso – anorexia, obesidade, síndrome dos ovários policísticos, falência ovariana – quando a menopausa começa antes dos 40 anos.

O tratamento é específico de cada caso. O médico irá indicar quais medidas serão suficiente para resolver o problema. Através de exames clínicos ele pode constar as causas e também o estágio da anormalidade. O comum é realizar exames de sangue, urina, ecografia transvaginal e alguns exames de taxa hormonal. Se houver suspeitas sobre o problema estar associado ao sistema nervoso central, pode ser solicitado uma tomografia cerebral.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?