DicasFree.com » Doença » Arteriosclerose (endurecimento das artérias)

Arteriosclerose (endurecimento das artérias)

Para saber mais informações sobre a arteriosclerose, como é causada e seus principais sintomas, acompanhe este artigo.

     

Arteriosclerose

A arteriosclerose é um dos motivos pelo qual mais pessoas morrem.Ela acontece quando há grandes depósitos de gordura, cálcio e outros elementos nas artérias.

O desenvolvimento da doença ocorre de forma lenta e progressiva. Quando essa já está com agravação de 75% é que se torna possível observar sintomas. Esses são chamados isquêmicos e acontecem principalmente por falta de sangue estabelecida no corpo. A doença  chega a atingir várias artérias do corpo.

Artérias que podem ser atingidas pelo “endurecimento”

 Coronárias (artérias do coração)

 Carótidas (artérias do pescoço)

 Ilíacas e femorais (artérias de membros inferiores)

Dependendo do estágio da doença, é necessária a cirurgia

Estágios da doença: observa-se que a gordura é representada pela mancha amarela que vai dificultando a passagem do sangue na veia. (Foto: Reprodução)

Os sintomas podem variar de acordo com as artérias que forem atingidas. Veja como eles se organizam:

Sintomas

Coronárias

 Dores no peito durante atividade física

 Enfarte (em casos extremos)

Carótidas

 Alucinações visuais

▪ Paralisias transitórias

 Desmaios

▪ Derrame (em casos extremos)

Ilíacas e femorais

 Dor nas pernas ao caminhar

 Perda de pelos

 Atrofias da pele

 Atrofias das unhas

 Atrofias musculares

 Dificuldade de ereção

Causas

Alguns fatores podem ser determinantes para o desenvolvimento da arteriosclerose.

 Idade – idosos tendem a ter mais facilidade para o desenvolvimento da doença. Aqueles que apresentam a idade entre 50 a 70 anos são os que estão mais propensos.

 Sexo – no sexo masculino é que ocorrem mais casos da arteriosclerose.  Entre mulheres, tem parte de sua gordura direcionada á formulação de hormônios, o estrogênio, por isso estão protegidas. Elas ficam mais propensas ao desenvolvimento quando passam da fase da menopausa.

 Hiperlipidemia – aqueles que apresentam elevados índices de colesterol no sangue podem também favorecer o processo. Outros níveis de gordura no sangue também influenciam.

 Tabagismo – os fumantes tem nove vezes mais chances de desenvolver a arteriosclerose. Durante a doença, um paciente que decide parar de fumar, provoca reações satisfatórias no organismo.

 Hipertensão –  a hipertensão arterial favorece a penetração da gordura nas paredes das artérias.

 Sedentarismo – pacientes que não se movimentam, apresentam acúmulo excessivo de gordura nas artérias, além disso a falta de atividade física, podem diminuir a circulação do sangue nas veias.

 Genética – um dos motivos mais frequentes para o desenvolvimento, é o histórico genético na família. Como não é possível mudar a genética, indicamos que faça exames periódicos para o descobrimento da doença o quanto antes.

Tratamento

Os tratamentos para a doença podem alterar de acordo com o quadro do paciente. No primeiro estágio da mesma, medicamentos são suficientes para haver uma melhora  significativa. No segundo estágio é necessário que haja ingestão de medicamentos que alarguem as artérias e  no terceiro estágio é necessário a cirurgia.

O quanto antes você procurar um médico especialista, melhor será, pois ele indicará o tratamento correto para fazer. Se o caso for resolvido somente com cirurgia, o repouso absoluto é indispensável.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?