DicasFree.com » Animais » Animais em Extincao na Mata Atlântica

Animais em Extincao na Mata Atlântica

A Mata Atlântica é um dos biomas mais importantes no Brasil, entenda como esse ambiente vêm se tornando um espaço perigoso aos animais, levantando até mesmo quadros de extinção. Clique aqui!

     

Sabemos que a Mata Atlântica é um espaço brasileiro de grande concentração da fauna e flora, também estando presente em outros espaços geográficos como em parte do Paraguai e da Argentina. Aqui no Brasil, sua ocupação chega a tomar 104 mil km².

Seu território está na cobertura de quase 17 estados, sendo alguns destes:

» Goiás
» Espírito Santo
» Minas Gerais
» Mato Grosso do Sul
» Paraná
» Rio de Janeiro
» Rio Grande do Sul
» Santa Catarina
» São Paulo

Atualmente é considerada uma das florestas de maior biodiversidade do planeta, apesar de sofrer com alguns problemas como desmatamento, especulação imobiliária para compra de terrenos, poluição do seu ar e o tráfico desenfreado de animais silvestres.

Esse é o principal motivo para que a extinção de muitas espécies seja cada vez mais frequente. O problema é tão sério, que pode desencadear uma sucessão de outros distúrbios florestais, sem mencionar o desequilíbrio do ecossistema.

⇒ Outras causas para a extinção:

Queimadas
• Captura ilegal
• Poluição dos rios
• Menos áreas verdes
• Construções ilegais

⇒ Dados importantes

• Essa é uma área reconhecida pela Unesco como Reserva da Biosfera.
• Está inclusa no programa Homem/Biosfera.
• Considerada um dos habitats de maior capacidade do universo.
• É abrigo de inúmeras espécies de animais.
• Sua extensão chega a medir mais de 100 mil km².
• Possui espécies provenientes desse ambiente.
• As plantas também estão ameaçadas de extinção no território.
• Possui mais de 567 espécies diferentes de animais.
• Essas espécies são endêmicas.

Vários orgãos institucionais fazem trabalhos intensos de restituição e fiscalização, ainda assim é difícil combater os caçadores. Diversos líderes políticos em conjunto com vários ambientalistas tentam há décadas diminuir esse retrocesso, mas alguns deles já classificam os danos como irreversíveis.

⇒ Meios de conter a degradação

1. Estratégias de monitoramento
2. Fiscalização
3. Aplicação de penalidades

Conheceremos agora alguns dos animais ameaçados nessa extensão:

Arara-azul-pequena

(anodorhynchus glaucus)

Uma das aves ameaçadas na Mata Atlântica.

Arara azul pequena.
Créditos da imagem:
http://ecomundy.blogspot.com.br

A pequena Arara Azul é uma espécie da Mata Atlântica que vem enfrentando grandes problemas relacionados à sua sobrevivência. Alguns pesquisadores já a considera extinta, contudo, outros acreditam em algumas evidências de sua existência.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Aves
→ Ordem: Psittaciformes
→ Família: Psittacidae
→ Gênero: Anordohynchus
→ Espécie: A. glaucus

Onça pintada

(panthera onça)

A onça pintada é um animal de pelugem muito vendida mundialmente.

Onça pintada.
Créditos da imagem:
http://blogdocedal.blogspot.com.br

A onça pintada é um animal mamífero com tendência carnívora, se alimenta principalmente de outros animais indefesos. Está categorizada como um dos maiores felinos do mundo, ocupando a terceira posição, atrás somente do leão e do tigre.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Carnívora
→ Família: Felidae
→ Subfamília: Pantherinae
→ Gênero: Panthera
→ Espécie: P. onça 

Mico-leão-preto

(leontopithecus chrysopygus)

O mico leão preto é uma espécie que vive nas extensões do rio Paranapanema e o rio Tietê.

Mico leão preto.
Créditos da imagem:
http://commons.wikimedia.org

Conhecido também como Macaco do Novo Mundo, o mico leão preto tem como ancestral o mico-leão-dourado, devido a isso suas formas físicas são parecidas apesar de possuírem cores diferentes. Está em extinção atualmente devido a caça ilegal e o tráfico de animais.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Primates
→ Subordem: Haplorrhini
→ Infraordem: Simiiformes
→ Parvordem: Platyrrhini
→ Família: Cebidae
→ Subfamília: Callitrichinae
→ Gênero: Leontopithecus
→ Espécie: L. chrysopygus

 Mono-carvoeiro

(brachyteles arachnoides)

O mono carvoeiro é uma macaquinho silvestre muito esperto.

Mono-carvoeiro.
Créditos da imagem:
http://sociedadedosanimais.blogspot.com.br

O mono-carvoeiro é uma espécie totalmente endêmica da região da Mata Atlântica, sua altura chega em média 1,5 metros e seu peso varia entre 12 e 15 quilos. É totalmente diurno e devido a degradação do seu habitat vem se tornando raro.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Primates
→ Família: Atelidae
→ Gênero: Brachyteles
→ Espécie: B. arachnoides

Mico-leão-da-cara-dourada

(leontopithecus chrysomelas)

Conhecida por ter sido a primeira espécie a se diversificar.

Mico leão da cara dourada.
Créditos da imagem:
http://www.luizdamasceno.com.br

O mico leão da cara dourada é um animal também presente na Mata Atlântica, uma espécie que corre grande risco de ser extinta pelo tráfico de animais em sua região natural, sendo este frequente e degradador de todo sistema.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Primates
→ Subordem: Haplorrhini
→ Infraordem: Simiiformes
→ Parvordem: Platyrrhini
→ Família: Cebidae
→ Subfamília: Callitrichinae
→ Gênero: Leontopithecus
→ Espécie: L. chrysomelas

Jaguatirica

(leopardus pardalis)

A jaguatirica é muito parecida com a onça pintada, apesar de terem tamanhos diferentes.

Jaguatirica.
Créditos da imagem:
http://www.noticiaanimal.com.br

A jaguatirica é uma espécie de felino encontrado por toda extensão brasileira, seu peso varia entre 7 e 15 quilos, está sujeita a extinção devido a grande degradação do seu habitat e principalmente por ser alvo do tráfico de animais.

Informações técnicas

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Carnívora
→ Família: Felidae
→ Subfamília: Felidae
→ Gênero: Leopardus

Papo branco

(biatas nigropectus)

O papo branco é um pássaro de típico da Mata Atlântica.

Papo branco.
Créditos da imagem:
http://avesdobrasilemhaikai.blogspot.com.br

O papo branco mede cerca de 18 centímetros e ganhou esse nome devido a sua faixa clara abaixo do pescoço, nem sempre branca como denomina, mas geralmente em tons claros. Não possui específicas subespécies.

Classificação científica

→ Reino: Animalia
→ 
Filo: Chordata
→ 
Classe: Aves
→ 
Ordem: Passeriformes
→ 
SobOrdem: Tyranni
→ 
Parvordem: Thamnophilida
→ 
Família: Thamnophilidae
→ 
Subfamília: Thamnophilinae
→ 
Espécie: B. nigropectus

Jararaca de Alcatrazes

(bothropoides alcatraz)

Uma das cobras mais perigosas.

Jararaca de Alcatrazes.
Créditos da imagem:
http://globomidia.com.br

Da família das serpentes, as jararacas de alcatrazes são extremamente venenosas e perigosas à saúde humana. Correm risco de extinção devido a degradação do habitat natural, sua coloração e tamanho podem se alterar.

Classificação científica

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Reptilia
→ Ordem: Squamata
→ Subordem: Serpentes
→ Família: Viperidae
→ Subfamília: Crotalinae
→ Gênero: Bothrops

Sabiá-pimenta

(carpornis melanocephala)

O sabiá pimenta é uma ave muito bonita quase extinta na Mata Atlântica.

Sabiá pimenta.
Créditos da imagem:
http://serrolandianoticias.blogspot.com.br

Sua medida total é de 20 centímetros de pura beleza, o pássaro é um dos mais belos de toda a Mata, exatamente por isso é um dos grandes alvos do tráfico de animais. Se alimenta preferencialmente de frutos.

Classificação científica

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Aves
→ Ordem: Passeriformes
→ Subordem: Tyranni
→ Parvordem: Tyrannida
→ Superfamília: Cotingoidae
→ Família: Cotingidae
→ Subfamília: Cotinginae
→ Espécie: C. melanocephala

Ouriço-preto

(chaetomys subspinosus)

O ouriço preto é uma espécie pouco estudada, mas que merece atenção.

Ouriço preto.
Créditos da imagem:
http://www.projetoentreserras.com.br

O ouriço preto é um roedor da floresta que ficou conhecida por ser sorrateiro. É muito parecido com outra espécie da mesma família, o ouriço-cacheiro, em algumas regiões do país é chamado por jaú-torino. Ameaçado de extinção devido as condições atuais dos locais onde vive.

Classificação científica

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Mammalia
→ Ordem: Rodentia
→ Família: Erethizontidae
→ Subfamília: Chaetomyinae
→ Gênero: Chaetomys
→ Espécie: C. subspinosus

Jibóia de cropani

(corallus cropanii)

A jiboia cropanii é da família das serpentes.

Jiboia cropanii.
Créditos da imagem:
http://www.pic2fly.com

As jiboias dessa espécie chegam a medir entre 1 e 1,28 metros, registros demonstram que os municípios de São Paulo são os locais onde mais foram encontrados animais dessa espécie de serpentes. Elas se locomovem com facilidade em árvores.

Classificação científica

→ Reino: Animalia
→ Filo: Chordata
→ Classe: Reptilia
→ Ordem: Squamata
→ Subordem: Serpentes
→ Família: Boidae
→ Subfamília: Boinae
→ Gênero: Corallus
→ Espécie: C. cropanii

Compreendendo uma área de aproximadamente 100 mil quilômetros quadrados, a Mata Atlântica apresenta grande diversificação tanto em sua fauna, quanto flora. Abrangendo grande parte da região litorânea brasileira, a Mata é uma das florestas tropicais mais importantes do mundo.

Além de apresentar uma rica biodiversidade, é o bioma que abriga uma das árvores mais importantes e famosas do Brasil, o pau-brasil. Por ser bastante extensa e por apresentar grande diversificação tem se tornado alvo vulnerável do desmatamento (corte ilegal de árvores), queimadas e poluição ambiental.

Além desses fatores causadores de significativas alterações no habitat, a caça ilegal e o contrabando de animais tem causado o processo de extinção não só do bioma, mas também das inúmeras espécies que nela habitam.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?