DicasFree.com » Dinheiro » 7 dicas para facilitar o Empréstimo Consignado

7 dicas para facilitar o Empréstimo Consignado

Quer fazer um empréstimo consignado, mas ainda possui dúvidas sobre como esse processo realmente funciona? Acompanhe esta matéria e esclareça todas elas.

     

Uma das modalidades de crédito oferecidas pelas agências bancárias são os empréstimos, artifício que compreende distintos recursos, sendo cada um deles voltados para um público alvo, onde cada grupo deve possuir características similares.

Milhares de pessoas recorrem a este “auxílio” regularmente para realizar os seus sonhos e principalmente para quitar as suas dívidas, saindo assim de uma bola de neve de contas e adicionais de juros que acabaram acumulando nos últimos anos.

Economistas relatam que fazer um empréstimo nem sempre é a saída mais segura para resolver a situação, por isso, antes de escolher esta opção, é essencial analisar detalhadamente todo o histórico de dívidas, entradas e saídas de dinheiro de cada indivíduo.

Após observar esses dados, um dos tipos de empréstimos que podem ser feitos é o consignado. Se você deseja aderir essa modalidade de crédito, confira o tira dúvidas e algumas dicas a seguir e fique por dentro do assunto.

O que é o empréstimo consignado?

Se trata de um empréstimo onde as parcelas do montante são descontadas diretamente na conta do solicitante. Sua estrutura é regida com normativas seguras e baixas taxas de juros – sendo ainda menores do que as cobradas nos empréstimos tradicionais.  

Quem pode fazer?

  • Trabalhador (que possua CTPS assinada);
  • Aposentados e pensionistas do INSS);
  • Funcionários públicos federais, estaduais e municipais
  • Militares das Forças Armadas.

Como funciona as taxas de juros?

Esse tipo de tarifa no empréstimo consignado costuma variar de banco para banco, ficando entre 1,5% à 3,5% ao mês. Por essa razão, vale a pena consultar bancos distintos para saber qual oferece as melhores vantagens.

Quem tem o nome sujo pode fazer?

Sim, porque o desconto é feito em folha, fazendo com que o pagamento das parcelas sejam mais seguros. Por isso os bancos não costumam consultar o SPC e nem o SERASA para liberar o crédito.

Quais documentos são necessários?

As agências bancárias costumam solicitar dos seus clientes alguns dados pessoais para a liberação do crédito, como o:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de Residência;
  • Contra-Cheque.

Quantos empréstimos consignados podem ser feitos?

Um mesmo solicitante pode fazer mais de um empréstimo consignado, desde que os valores somados das parcelas não sejam superiores à 30% do salário mensal.

Tem que ser correntista do banco?

Para fazer o empréstimo consignado não é obrigatório que o cliente possua conta no banco em que está solicitando o crédito, mas é relevante que ele obedeça todas as regulamentações expressas no contrato.

Quais são as estratégias que facilitam essa liberação de crédito?

  1. Estar ciente de todos os dados descritos acima e de como o empréstimo consignado funciona para começar a fazer um planejamento financeiro e saber se é viável ou não recorrer a este tipo de crédito;
  2. Crie um planilha de gastos fixos e supérfluos, colocando-os em uma lista de prioridades. Corte tudo o que for desnecessário e veja se o desconto do empréstimo afetará ou não o seu orçamento;
  3. Analisar minuciosamente as ofertas de todos os bancos que disponibilizam este tipo de serviço para que as menores taxas e melhores condições de pagamento sejam aderidas;
  4. Compare todas as condições pessoalmente, nada fechar contratos por telefone. A credibilidade pessoal pode ajudar muito a diminuir as tarifas;;
  5. Não faça empréstimos para terceiros, principalmente os consignados, porque se o indivíduo não pagar as parcelas, ainda assim elas serão descontadas da sua renda;
  6. Leia atenciosamente o contrato e tire todas as suas dúvidas. Se necessário, peça auxílio para um conhecido que entende um pouco sobre economia;
  7. Em casos de aposentados, é importante certificar se o banco oferece os benefícios consignados pelo INSS, se é cadastrado na instituição e no Banco Central para atuar com esta modalidade.

Texto do mesmo assunto:


Quer comentar ?